sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Flamengo afronta as invejosas.

Flamengo afronta as invejosas.

Foto: Reprodução

REPÚBLICA PAZ E AMOR: Sei que geral tá put* com a derrota pros Sem-Drenagem. Normal, também
fiquei, o Flamengo perder não estava no script. Na verdade, o Flamengo perder
nunca está no nosso script. Contudo, mesmo putinho não pude deixar de perceber
que o Flamengo, mesmo perdendo o jogo, conseguiu a façanha de sair do Beira Rio
ainda maior do que quando entrou. O Flamengo, cujo espírito é de guerreiro, mas
o coração é de educador, mais uma vez deu uma lição grátis de moral e cívica
para todo o país.

O
Flamengo provou, com atos e não com palavras, que é possível perder um jogo sem
colocar a culpa nos outros e sem dar chiliques em coletivas de imprensa. Em
suma, o Flamengo mostrou, pra quem não aceita os resultados produzidos no campo
ou os votos depositados nas urnas, que é possível perder que nem homem, sem
chorar, sem apelar e sem fazer papel de idiota.
Feliz
é o Flamengo, que transfere o que sabe e aprende o que ensina. E o aprendizado
é pra vida toda, porque o chororô não para nunca e o Flamengo, mesmo sendo
mestre em postura e conduta, precisa estar sempre atento para não dar mole e
repetir as feias atitudes dos pequenos. Nossos campeonatos foram todos
conquistados em campo, inclusive o Mundial para o qual nos classificamos da
única maneira lídima, vencendo uma Libertadores. É algo que times pequenos,
desses que ganham campeonatos por fax, não conseguem conceber.
Entendo
que devemos sempre lutar pelos nossos direitos e jamais transigir quando a
justiça é ameaçada pelo arbítrio. Como verdadeiro líder que é, líder de uma
imensa e pujante comunidade e não de um mero período de um campeonato, o
Flamengo tem sim compromisso com a manutenção do estado de direito. É da nossa
natureza combater a injustiça e fustigar os que se julgam poderosos. Mas, cá
pra nós, ficar apitando jogo dos outros não é lá das atitudes mais flamengas.
Pessoalmente,
considero a pressão exercida por dirigentes nos bastidores e nos meios de
comunicação uma vergonha para os clubes que julgam defender. Na verdade, ao
lançar mão de coletivas, canetadas e conluios essa cartolada sem vergonha está
apenas admitindo de forma pública a sua incapacidade de vencer o campeonato
jogando bola. Coisa de time pequeno.
O jogo
dos porcos em Floripa foi um bacanal de irregularidades. Desde a covarde
intimidação telefônica feita antes do jogo ao jogador do Figueirense o
Palmeiras está assumindo, de forma pública, que está com medo do Flamengo e que
não hesitará em agir desonestamente caso seja a única maneira de impedir o
avanço do Fuderoso Mengão Justiceiro. A tão profunda depressão moral tenho
certeza que o Flamengo jamais aceitará descer. É coisa de time pequeno.
Porque
entre as muitas difamações lançadas injustamente sobre os ordeiros cidadãos
rubro-negros a mais estapafúrdia é a que diz sermos os beneficiários de todos
os adjutórios e facilitamentos espúrios, do tipo mudanças fortuitas de datas e
horários das partidas na reta final do campeonato, promovidos pelas
descredibilizadas instituições que comandam, organizam e chupam o sangue do
futebol brasileiro.
Porr*,
mas logo a gente, o clube cidadão, os mais entusiastas cumpridores das leis e
pagadores de tributos? Logo o Flamengo, o único clube brasileiro que respeita o
combinado e sempre disponibiliza 10% ou mais da capacidade dos estádios onde é
mandante para os torcedores visitantes? Logo o Flamengo, que tem sido roubado
dentro e fora de campo desde que o Brasileiro começou?
Essa
acusação no Flamengo não cola. Nos acusem que estamos cansados, não poderemos
negar depois de mambembar Brasil adentro desde maio, sem jamais ter jogado uma
partida em casa. Nos acusem de ter feito opções táticas equivocadas, em alguns
casos talvez até o admitamos. Nos acusem de ter dado aquela relaxada fatal nos
momentos mais decisivos de uma partida jogada no território hostil de um
adversário agonizante, não negaremos o vacilo. Mas não percam seu tempo com
esse boitatá de que o Flamengo recebe ajuda de qualquer cleptocrata federativo
ou confederativo. Porque esses safados já mostraram pra que time eles torcem e
não é o Flamengo.
Perdemos
uma batalha, mas a guerra que disputamos é a longo prazo. Temos uma semana para
lamber as feridas e recobrar a energia santa dos que combatem pela melhor
causa. O campeonato está na mesa e continuamos a ser os protagonistas, todos os
olhos estão sobre nós. Por favor, presidente Bandeira, a imprensa vai encher o
seu saco, continue se comportando como presidente de time grande que somos.
Mostre pra todos que aqui é Flamengo, que aqui nós só choramos de emoção. E que
continuamos rumo ao Hepta.
Mengão
Sempre
ARTHUR
MUHLENBERG

MAIS LIDOS

Demissão de funcionário revolta torcida do Fla; veja os comentários

O torcedor flamenguista ver mais notícias sobre o extra campo do Fla do que dentro de campo. Na noite desta sexta-feira, foi notificado que...

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...

STJD bate o martelo e Flamengo x Palmeiras está mantido

O Flamengo entrou no STJD solicitando o adiamento da partida de domingo, diante do Palmeiras no Allianz Parque. Porém, se antes a negativa veio...

Flamengo demite fotógrafo e torcida se revolta

O Flamengo na tarde desta sexta-feira decidiu demitir o fotógrafo Matheus Grangeiro, responsável pelas mídias sociais do clube e também por várias fotografias. A...