• Início
  • Notícias
  • Flamengo aumenta receitas com ingressos e vendas em relação a 2018
Publicidade

Flamengo aumenta receitas com ingressos e vendas em relação a 2018

Publicidade

O Flamengo é apontado como um dos maiores casos de sucesso dos últimos anos por causa da sua administração. Com responsabilidade e um longo processo de reorganização, o Rubro-Negro assumiu o papel de clube forte financeiramente, capaz de realizar investimentos pesados em atletas de peso. O demonstrativo financeiro do segundo trimestre de 2019, divulgado nesta semana pelo clube, mostra algumas respostas para a velha pergunta: “de onde vem o dinheiro do Flamengo?”

Em apenas um ano, o clube aumentou suas já expressivas receitas com bilheteria e vendas de atletas. Em 2018, os jogos do clube renderam no mesmo período cerca de R$ 20,1 milhões. Já no ano atual são R$ 31 milhões.

Algumas causas possíveis são o sucesso de público no Carioca, dois jogos a mais com torcida na Libertadores e o contrato de gestão do Maracanã, que diminuiu os custos do clube com o estádio.

Em 2018, o Flamengo ganhou dinheiro com vendas principalmente por causa de Vinicius Junior, que fora vendido no ano anterior. Já em 2019 a situação é diferente: o Fla ainda recebe dinheiro pela venda de Paquetá e ainda lucrou com as saídas de Henrique Dourado e Jean Lucas. Assim, o clube passou de uma receita de cerca de R$ 46,2 milhões com vendas de atletas para R$ 214,3 milhões no mesmo período.

O cenário, porém, demonstra redução em dois quesitos: direitos de TV e patrocínios.

As transmissões de jogos do clube renderam R$ 116,75 milhões em 2018, enquanto, no mesmo período em 2019, a renda foi de R$ 81,9 milhões. Isto acontece por conta de uma mudança na política de pagamento das emissoras: agora, a maior parte do cachê é pago aos clubes no fim da temporada.

A receita com patrocínios caiu cerca de R$ 10 milhões no período: em 2018 foi de R$ 40,1 milhões; enquanto em 2019 a renda foi de cerca de R$ 30,8 milhões. A dificuldade para acerto com uma marca para o espaço master da camisa após a saída da Caixa fez com que o valor cobrado diminuísse.

Por: Coluna do Fla

Publicidade
Publicidade

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod