Disposto a ter Rossi antecipadamente, Flamengo define quanto oferecerá ao Boca Juniors

0
Disposto a ter Rossi antecipadamente, Flamengo define quanto oferecerá ao Boca Juniors
(Foto: Reprodução / Redes Sociais / bocajrsoficial)

Apesar da resistência do Boca Juniors, Agustín Rossi aceitou a proposta do time carioca e assinou um pré-contrato, que se estende por quatro anos e meio. Mesmo com o reforço confirmado, os dirigentes têm o objetivo de ter o goleiro já em janeiro e, para isso, estão dispostos a desembolsar uma boa quantia para os argentinos.

A ideia do Flamengo é ter o goleiro já para a disputa dos primeiros títulos do ano, como Supercopa do Brasil, Mundial de Clubes e Recopa Sul-Americana. Deste modo, a diretoria cogita convencer o Boca Juniors com um bônus de 300 mil dólares (cerca de R$ 1,5 milhões na cotação atual). Apesar do desejo do time carioca, os argentinos não estão dispostos a facilitar a vida do rubro-negro.

O Boca Juniors quer manter Rossi no elenco até o fim do contrato, que vence em junho. A ideia dos argentinos é utilizar o arqueiro em jogos importantes que se aproximam, como a final da Supercopa da Argentina, que acontece no dia 20 de janeiro. Sendo assim, a tendência é que o Flamengo tenha que aumentar a oferta para convencer os xeneizes.

Agustín Rossi assinou contrato válido por quatro temporadas e meia, ou seja, se estende até meados de 2027. O argentino chega para brigar pela titularidade com Santos, titular e bastante elogiado no ano anterior. Além do arqueiro, o Flamengo contratou o volante Gerson, que estava no Olympique de Marselha (FRA) e mostrou desejo em voltar ao time da gávea.