O Flamengo entra em campo diante do Racing daqui a pouco pela Libertadores. A partida começa às 21h30 e será transmitida pelos canais SBT e Fox Sports. Para os torcedores, à primeira vista, a partida de hoje significa a classificação às quartas de final da competição mais importante das américas. Só que para o Flamengo, significa muito mais.

O rubro negro foi eliminado precocemente da Copa do Brasil, pelo menos pelo que foi projetado pela diretoria em seu balanço anual. O Flamengo contava com a classificação do clube ao menos para as semis da competição, classificação essa que não veio, e com ela, a diminuição do valor obtido pelo clube em premiações. Dessa forma, o Flamengo já tem um “déficit” daquilo que imaginava economicamente na temporada.

A tendência é que o Flamengo busque opções “dentro de casa”, como com a venda de jogadores de base que não serão aproveitados. A diretoria acredita ser possível equacionar o prejuízo, mas a preocupação gira em torno também da Libertadores.

No orçamento traçado para 2020, a diretoria também traçou como meta mínima a classificação para as semis da competição. Ou seja, uma eliminação nas oitavas teria grande impacto nas finanças, causando problemas não apenas em possíveis vendas de jovens, mas também no elenco profissional.

Dessa forma, Rogério e seus comandados possuem uma grande responsabilidade em campo. Defendendo o time atual campeão e ao mesmo tempo, de certa forma, defendendo as finanças.

Vale lembrar que para cumprir a meta mínima traçada pela direção, o Flamengo terá que eliminar o Racing hoje e passar por Boca ou Internacional nas quartas.

Leia também: Flamengo define valor para negociar Léo Pereira; veja os números

Veja também: Flamengo finaliza preparação para o confronto decisivo contra o Racing