“Flamengo desperdiçou uma geração maravilhosa”, diz Paulo Sérigo.

Divulgação Seongnam

O DIA:
Vestir a camisa das maiores equipes do país no futebol profissional nem sempre
é um sonho concretizado por promessas das categorias de base. Revelado pelo
Flamengo, o atacante Paulo Sérgio acredita que a falta de espaço no time
principal atrapalha o desenvolvimento dos meninos.

“Eu
aproveitei a oportunidade que tive quando fui lançado, mas depois não souberam
me aproveitar. Se analisarem o meu tempo de casa e o número de jogos que fiz,
verão que faltou paciência e mais oportunidades. O Flamengo desperdiçou uma
geração maravilhosa, que ganhou praticamente tudo na base”, disse o
jogador ao site ‘Torcedores.com’.
Aos 28
anos, o atacante veste a camisa do Seongnam, da Coreia do Sul, e foi promovido
aos profissionais do Rubro-Negro em 2007. Na ocasião, com apenas 17 anos, o
jogador balançou a rede no clássico contra o Botafogo, pelo Campeonato Carioca.
Paulo
Sérgio ainda contou com mais duas passagens pelos profissionais, entre 2007 e
2013, após empréstimos a Figueirense, Estoril-POR e Náutico. Em 2013, após ser
pouco utilizado no começo da temporada, foi negociado com o Operário-PR e sem
seguida emprestado ao Paraná e ao Avaí.
“Recebi
poucas oportunidades porque não tive ninguém para brigar por mim. Talvez não
tenham me valorizado pelo fato de vir da base, mas sei que possuía futebol para
ser aproveitado. Entretanto, existem questões internas no futebol que
certamente atrapalharam a minha permanência no clube. Infelizmente não tive um
diretor, empresário ou treinador que apostasse em mim. Mas vida que
segue”, lamentou o jogador, com certa mágoa por não ter recebido as
oportunidades desejadas pelo clube da Gávea.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.