Flamengo e Corinthians são favorecidos pela arbitragem.

Por: Fla hoje

R7 – Mais
uma vez, o destaque da rodada foi o homem do apito. No Carioca, o árbitro João
Batista de Arruda esqueceu o cartão vermelho em casa e não conseguiu controlar
disciplinarmente a primeira partida da semifinal entre Flamengo e Vasco, que
terminou empatada sem gols no último domingo (12).
Em São
Paulo, ainda no sábado (11), o auxiliar Vicente Romano Neto viu impedimento
onde não havia e o juiz Flávio Rodrigues de Souza invalidou o gol de Renato
Cajá, da Ponte Preta, que acabou eliminada do Estadual pelo Corinthians ao ser
derrotada por 1 a 0.
Erros
grotescos dos árbitros em favor dos dois clubes de maior torcida do País já não
são novidade. Historicamente, Flamengo e Corinthians têm sido beneficiados por
marcações equivocadas em momentos decisivos das principais competições
nacionais. Relembre algumas delas a seguir.
Um dos
erros mais graves já vistos no Campeonato Brasileiro aconteceu em 1982, na
grande final entre os timaços de Grêmio e Flamengo. Após empate nos dois
primeiros jogos (1 a 1 e 0 a 0), tricolores gaúchos e rubro-negros cariocas
decidiram o Nacional em um abarrotado Estádio Olímpico. O Flamengo saiu na
frente com Nunes, após rápido contra-ataque, e então veio o lance capital:
Escanteio em favor do Grêmio. Bola na área e o centroavante Baltazar subiu para
cabecear e empatar a partida. Gol? Não. Uma mão impediu o empate. A mão do
meio-campo Andrade, do Flamengo, que fez às vezes de ‘goleiro’. Na ocasião, o
árbitro Oscar Scolfaro nada viu e deu sequência à partida. Resultado: Flamengo
1 a 0 e título de bicampeão brasileiro para o esquadrão de Zico.

neste domingo (12), logo nos primeiros minutos da semifinal entre o Rubro-Negro
e o Vasco da Gama, o volante Jonas, do Fla, levantou o pé e deu uma voadora no
atacante Gilberto. Imprudente, ele recebeu apenas o cartão amarelo, o que gerou
crítica dos torcedores vascaínos. Além de Jonas, Cirino e Wallace, do Fla, e
Dagoberto, do Vasco, também podiam ter recebido cartão vermelho em lances
seguintes. 
Em São
Paulo, a torcida da Portuguesa jamais esquecerá o nome de Javier Castrilli, o
juiz argentino que apitou a semifinal do Estadual de 1998, quando o Corinthians
levou vantagem. Já nos acréscimos do segundo tempo, a Portuguesa vencia por 2 a
1 quando o zagueiro César, da Lusa, interceptou uma bola dentro da área usando
o peito. Mas, não para Javier Castrilli, que viu mão na bola e marcou pênalti
em favor do Timão. Freddy Rincón bateu e converteu para o Corinthians, que com
o empate se classificou para a decisão.
A
disputa do polêmico Brasileiro de 2005 também favoreceu o Timão. Brigando
cabeça a cabeça nas últimas rodadas, o Internacional foi ao Pacaembu no dia 20
de novembro disputar uma espécie de “decisão” contra o Corinthians. Um empate
em 1 a 1 seguia até os 28 minutos da segunda etapa quando apareceu a figura do
controverso juiz Márcio Rezende de Freitas, que não assinalou uma penalidade
claríssima no volante Tinga, que foi atacado pelo goleiro Fábio Costa. “Por
simulação”, Tinga ainda recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso da
partida. O empate manteve o Timão na liderança restando duas rodadas para o fim
da competição.
O
lance de 2005 motivou a diretoria do Internacional a criar um dossiê com erros
que favoreceram o Corinthians, anos depois, quando as duas equipes se
encontraram na decisão da Copa do Brasil de 2009. Pênaltis inexistentes
marcados a favor do Timão, pênaltis contra o Corinthians ignorados pela
arbitragem, faltas passíveis de cartão e lances de impedimento rechearam o
documento Colorado na época.
Até
mesmo quando Corinthians e Flamengo se enfrentam alguém acaba favorecido pelo
árbitro. Na última vez, no Brasileiro de 2014, o Rubro-Negro venceu o Timão em
setembro no Maracanã com um gol impedido não assinalado pelo árbitro Sandro
Meira Ricci. 

Resta
saber como serão as atuações dos árbitros nas próximas rodadas. Palmeirenses,
rivais do Timão na semi do Paulista, e vascaínos, adversários do Mengão no
Carioca, se mostram preocupados. A história é quem diz.

MAIS LIDOS

Galhardo responde Gabigol após provocação

O Flamengo ganhou o titulo do Campeonato Brasileiro na última quinta-feira, em jogo válido pela ultima rodada do Campeoato Brasileiro. O Rubro-negro ganhou o...

Tudo normal: Diego Alves tira onda após mais um titulo do Mengão

O Flamengo foi campeão após uma temporada muito irregular. O Internacional chegou a ficar disparado na ponta da tabela do Brasileirão, entretanto, o Rubro-negro...

Denílson não deixou barato. Ele colocou uma máscara do Gabigol e aloprou a Renata Fan

O Flamengo jogou na noite desta quinta-feira diante do São Paulo, em jogo válido pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro...

”Cabo, Flamengo é campeão”: Reação desesperada do torcida do Inter com titulo do Mengão

O Flamengo jogou na noite desta quinta-feira diante do São Paulo, em último jogo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca não jogou nada bem...