sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Flamengo e Palmeiras venceram; querer espetáculo é arrogância.

Flamengo e Palmeiras venceram; querer espetáculo é arrogância.

Alan Patrick durante Flamengo x Santa Cruz – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

BLOG
DO BIRNER
: Alecsandro, após o Alviverde mostrar menos futebol que pode e
conseguir os pontos necessários com muita facilidade, afirmou que o time atuou
para ganhar em vez de tentar oferecer espetáculo aos torcedores. A avaliação e
a proposta foram precisas.

O
sistema de marcação anulou o de criação do América, Jaílson teve que fazer uma
intervenção simples em toda a partida, e na frente, após fazer o gol, o
Palmeiras diminuiu o ritmo e preferiu administrar o resultado positivo quando
poderia forçar os lances e com inspiração golear.
O
pragmatismo e o que alguns chamam de falta de ambição são inteligentes para
quem prioriza a conquista do torneio de pontos corridos. O calendário lotado,
além de dificultar a realização de treinamentos que aprimoram e agregam força
coletiva, solicita que as agremiações mais competentes se poupem durante os
jogos.
Nenhuma
em muitas edições tem ou teve elenco com qualidade e quantidade de opções para
o treinador e os torcedores exigirem espetáculo e resultado positivo.
O São
Paulo tricampeão era eficaz e forte no sistema de marcação. Fluminense,
Cruzeiro e Corinthians, com virtudes similares e características distintas na
construção coletiva, posteriormente comemoram a conquista.
Todos
conseguiram manter a regularidade na maioria das rodadas.  O Flamengo nem isso fazia e com desempenho no
máximo comum, que gerou as vaias da própria nação rubro-negra durante a
campanha, festejou após a sequência de êxitos do clube do Morumbi.
Querer
a arte nos gramados é necessário. Ninguém deve se conformar com o vigente
padrão. Mas, ao observar o calendário e o potencial da maioria dos atletas em
atividade no país, a conclusão técnica afirma que a tal da caixinha de
surpresas teria que ser acionada para qualquer time oferecer a estética futebolística
sonhada pela maioria dos torcedores.  .
Tradição tende a ser mantida
Talvez,
desde a implementação dos pontos corridos, nenhuma tenha sido espetacular. O
torneio nesse formato acontece desde o aumento do êxodo de grandes jogadores.
As
duas que podem ser cogitadas como representantes do futebol arte são o Santos
de Robinho, Elano, Diego e Renato, e o Cruzeiro com Alex, Luxa e Gomes como
protagonistas e ícones da tríplice coroa.
O
Alvinegro com mais qualidade individual, alguns atletas merecem ser mencionados
na rica galeria de craques da agremiação, e os mineiros mostrando futebol mais
forte, por isso ganharam com sobras o então inédito troféu para o clube, além
do estadual e da Copa do Brasil onde são colecionadores de conquistas.   .
Ambos
tiveram êxito na primeira metade da última década e nos pontos corridos com
mais agremiações.
Imaginar
que hoje qualquer clube jogará em alto nível técnico na maioria das rodadas é
crer na coincidência da incompetência de os europeus ao contratarem com o
imprevisível que permite para os atletas, em específica temporada, renderam
mais que o normal, somada com acertos e sorte de as categorias de base
oferecerem os acima da média, antes de serem negociados aos endinheirados
monopolizadores dos atuais craques do futebol.
Os
dirigentes, em vez de atletas e treinadores, são os que podem com gestões
competentes fortalecer os clubes e consequentemente o esporte.
Com méritos e menos futebol que pode
Santa
Cruz teve duas grandes oportunidades enquanto podia pontuar; durante o breve
empate, na qual Paulo Victor interveio e impediu o drible de Keno, e no
equívoco do goleiro que permitiu ao Grafite acertar o travessão.
O
Flamengo soube aproveitar as brechas no sistema de marcação do oponente; o gol
de Vizeu com assistência de Éverton, e o do Willian Arão no rebote do escanteio
em que Diego cabeceou com facilidade, tornaram o jogo fácil para o time da
Gávea. No último os recifenses tinham adiantado todas as linhas e Émerson
colocou Marcelo Cirino em frente ao Edson para finalizar e comemorar.
O
clube da Gávea teve atuações mais consistentes no torneio, em especial antes da
épica virada diante do Cruzeiro, ganhou com méritos no Pacaembu e continua na
disputa pelo almejado troféu. Pode jogar melhor porque tem qualidade,
O time
oscila como todos durante a temporada no continente.
Os
resultados favoráveis em atuações aquém do próprio padrão são indispensáveis
para manter o sonho de conquistar qualquer torneio grande, de regularidade, tal
qual o de pontos corridos. O clássico contra o Fluminense tende a exigir mais
futebol.
Máxima oferta de técnicos e jogadores
Flamengo
e o Alviverde, tal qual o Atlético, têm como elevar o padrão dentro dos
gramados. As margens de evolução do elenco de Cuca são menores que as dos
orientados por Zé Ricardo e Marcelo Oliveira.
Os
treinadores podem ser questionados. Ninguém tem como exigir montagem de times
capazes de regularmente mostrarem alto nível, seja individual ou coletivo, de
futebol. A oferta de qualidade afirma que arroz e feijão temperados com
simplicidade e inspiração são o banquete dos resultados positivos.

MAIS LIDOS

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...

Palmeiras x Flamengo é suspenso

O jogo entre Palmeiras x Flamengo, que iria acontecer neste domingo, está suspenso. O Sindiclubes, sindicato que representa os atletas do Rio, entrou na...

Surto na dupla Fla-Flu escancara realidade da CBF

Após o Flamengo apresentar um surto de covid-19, é a vez do Fluminense passar pela mesma situação. Na noite de ontem, nove jogadores testaram...

Escalação do Flamengo contra o Palmeiras

Mesmo com todas as tentativas do Flamengo, o Rubro-negro irá entrar em campo na tarde deste domingo, no jogo contra o Palmeiras. O confronto é histórico porque o...