terça-feira, setembro 22, 2020
Início Notícias Flamengo e suas "mentiras".

Flamengo e suas “mentiras”.

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

O FLUMINENSE: Qualquer resultado em Fla x Flu pode ser considerado
normal, é um duelo de respeito. Dessa vez, quem cantou vitória foi o Flamengo,
segunda seguida sobre o rival de três cores e poucos amores, haja vista a
confusão armada no 2° tempo pela rapaziada de Laranjópolis. Pro chuveiro, mais
cedo, foram Cuéllar e o capitão ba(r)ba, Wallace. Mas nada de novidade, todo
mundo quer ganhar. As vezes a confusão toma proporções indesejáveis no debate,
em nada acrescenta. Portanto, a deixemos de lado. Existem paradas mais
importantes, ideias mais de boa que toda essa truculência.  

Além da vitória rubro-negra, em uma bela atuação da dupla
Cirino e Rodinei (a mais nova dupla sertaneja pelas bandas do Distrito Federal)
algumas mentiras, antes bem contadas, foram por terra nesse triunfo do Mengo.
Uma delas é que “Marcio Araújo é o fiel escudeiro de Muricy e não pode
sair do time”. O ser humano que inventou isso merece brincar de
dois-toques (com a bola) com o volante para o resto da vida. Cuéllar, apesar da
expulsão, deu o ar diferenciado no meio campo do Flamengo. Qualidade na
marcação e na saída de bola, além da raça em cada lance – e por que não bom de
briga. Não inventa Muricy: é Cuéllar, Arão e Mancuello. 
O povo compareceu: cerca de 32 mil almas estiveram no Mané
Garrincha – maioria rubro-negra, como não poderia ser diferente. As vozes
ecoaram em Brasília, derrubando mais uma mentira que a galera rubro-negra da
região central do país “não sabe torcer”. Agora criaram um manual,
amigos? Torcer é um ato puro, estilo faz quem quer, na hora que quer. E não
cabe a nós, julgar os hábitos alheios. Houve grito, festa e muita alegria –
tanto que a diretoria do Flamengo já está até pensando em mandar os jogos do
Campeonato Brasileiro no estado. 
O segundo gol do Flamengo destruiu mais uma mentira: que
“Guerrero não é decisivo, não faz gol em clássico”. Se não fazia,
agora fez. Um lindo cruzamento do jovem Rodinei, que colocou na cabeça do
peruano para marcar o seu na partida. E se tem uma coisa a se ressaltar nesse
lance, é a “baratatontez” do zagueiro Henrique para marcar o
atacante. Foi antecipado tal qual um atleta sub-17, e como dizem vocês, jovens,
foi juvenil ao não tomar conta do Guerrero. E todo mundo sabe que com ele não
tem muito caô. 
Importante deixar claro que uma partida do Carioqueta ser
disputada em Brasília é vergonhoso pra todo mundo. É até repetitivo ressaltar a
vontade que os dirigentes do campeonato fazem para que a bola não role (é isso
mesmo). Mas culpa também dos clubes que sabiam da situação do Maracanã faz
muito tempo e mesmo assim não tomaram as devidas medidas para que essa
bizarrice – além das demais já conhecidas por esse coro – acontecesse. Soma
essa ingerência ao fato estranhão de o “Maracanã estar sendo preparada
para os Jogos 2016”. Bizarrices no esporte que é reflexo de nossa sociedade.
Carioca não vale nada, diríamos, mas em tempos de mentiras,
é sempre bom contar umas verdades, principalmente sobre aquela história de que
“ganhar Fla x Flu é normal”.
David Tavares

MAIS LIDOS

Domenec agradece: Conheça os jovens jogadores chamados ao Equador

Domenec terá quatro jogadores pouco conhecidas por ele (e até nós) para a partida desta terça-feira pela Libertadores. Natan, João Lucas, Guilherme Bala e...

Torcedores pedem para adiar o jogo do Flamengo

O Flamengo confirmou nesta segunda-feira o sétimo contaminado pelo Novo Coronavírus. Com tantos desfalques e risco iminente de um surto dentro do Rubro-negro, com...

O futebol não foge do mundo exterior

Desde que o Flamengo anunciou seus infectados, torcedores tem buscado nas redes sociais "explicações" para isso ter acontecido, como se o futebol fosse aquém...

Onde assistir Barcelona x Flamengo ao vivo

O Flamengo não está vivendo dias fáceis. Enquanto no Brasileirão vem de uma dura derrota para o Ceará, na Libertadores o Rubro-negro passou uma...