terça-feira, setembro 29, 2020
Início Notícias Flamengo está preso em seus próprios erros.

Flamengo está preso em seus próprios erros.

Foto: Gazeta Press

ESPN
FC
: Por João Luis Jr.

Futebol
é bastante como a vida. No sentido de que nem sempre é justo, no sentido de que
depende tanto de inspiração quanto de transpiração, no sentido de que tem hora
pra brincar e hora pra pura seriedade, no sentido de que em dados momentos o
cara mais alto vai totalmente levar vantagem na disputa contigo. E
principalmente no sentido de que você, como em qualquer aspecto da existência
humana, precisa aprender com os seus erros.
E
nisso o Flamengo vem, intensa e sistematicamente, falhando. Afinal, o que
assistimos ontem, na derrota contra o Atlético-PR, foi praticamente o mesmo
filme que já havíamos vivido contra a Universidad Católica: o Flamengo mais
focado, mais consciente, dominando as ações, perdendo gols contra um time sem
grandes pretensões ou criatividade, até que esse time encontrou um gol, o
Flamengo não, e nós perdemos. Trama essa que nenhum de nós queria ter visto uma
vez, quanto mais duas.
Mas
mais do que perceber que o Flamengo está preso numa espécie de franquia
“Transformers” do futebol – várias coisas sem sentido acontecendo no meio de
uma imensa confusão e depois de assistir você sente apenas culpa, raiva, vazio
–, é preciso pensar em como sair dessa situação, em como evitar que o Flamengo
continue sendo superior fora de casa e deixando os resultados escaparem por
conta da própria incapacidade de resolver os jogos.
Primeiro,
é preciso atenção na defesa. Num jogo de Libertadores uma bola pode definir uma
partida e não temos espaço para vacilos bizarros, desatenções generalizadas ou
para que o goleiro Muralha erre em saídas do gol que até mesmo o volante
Muralha teria feito com mais tranquilidade, calma e categoria. O gol da
Católica e os gols do Atlético tiveram muito mais a ver com os nossos vacilos
do que com méritos do adversário, e ainda que perder seja do jogo, perder com a
sensação de que sua equipe está de sacanagem é uma parte do jogo que pode ser
tranquilamente evitada.
Depois,
é preciso que Zé Ricardo finalmente aceite alguns fatos, e entre eles está não
apenas a realidade não tão surpreendente de que assim como pássaros tem mais
facilidade para voar, jogadores de criação têm mais facilidade para criar –
note como Matheus Sávio rapidamente aumentou o volume de chances do Flamengo e
ajudou a incendiar a partida – e o fato de que Gabriel apenas não dá mais.
O
meia-atacante, ainda que um dos favoritos de Zé Ricardo, vem mostrando
constantemente que não tem condições de vestir a camisa rubro-negra, seja pela
incapacidade de contribuir em jogos que já não estejam ganhos, pela dificuldade
de armar jogadas, pelos gols perdidos de maneira absurda, ou mesmo por não ter
o peso mínimo exigido pela OMS para a prática do futebol profissional. Entendo
que Gabriel possa ser útil para compor elenco, mas dado seu futebol e sua
aparência juvenil, talvez esse elenco seja o da nova temporada de Malhação e
não o do Flamengo.
Domingo
temos a primeira partida da final do interminável Campeonato Carioca, contra o
Fluminense, quando Zé Ricardo terá a chance de mostrar que o Flamengo aprendeu
algo com a derrota dessa quarta além de novas maneiras de dizer na coletiva que
“jogou bem mas faltou aparecer o gol” ou “dominamos o adversário mas isso não
se refletiu no placar”.

MAIS LIDOS

Vitinho e Marcos Braz testam negativo para Covid-19

Nesta terça-feira (29), o atacante Vitinho testou negativo para o Covid-19. O resultado já foi enviado à Conmebol e o jogador pode ficar à...

Flamengo é a aposta do SBT para bater recorde de audiência

Após a rescisão de contrato da Rede Globo com a Conmebol, o SBT é a opção para transmissão de jogos em tv aberta. Nesta...

De volta? Diego Alves treina com bola no Ninho do Urubu

Diego Alves sofreu lesão no ombro na partida contra o Santos pelo Campeonato Brasileiro - onde a equipe acabou com um empate em 1...

Zico faz duras críticas a CBF por realização de Palmeiras x Flamengo

Em seu canal do YouTube, Zico, considerado o maior jogador da história do Flamengo, deu seu ponto de vista sobre tudo que envolveu os...