01

Dirigente do Grêmio praticamente joga a toalha após o a derrota na Arena

Mesmo faltando um jogo, o Flamengo não ligou e derrotou o Grêmio por 4 a 0 na quarta-feira (25 jogos) para disputar o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O confronto aconteceu na arena tricolor de Porto Alegre. Por isso, Marcos Herrmann, vice-presidente de futebol do clube do Grêmio, cedeu ao nocaute.

O primeiro tempo terminou em 0 a 0 e Mauricio Isla foi expulso por cartão vermelho. A trama do jogo é favorável ao Grêmio, mas o Flamengo forçou pressão e aproveitou o contra-ataque para marcar com Bruno Viana, Michael, Rodinei e Vitinho. Com a saída flexível, os dirigentes do Grêmio mostraram-se desanimados com a volta e enfileiraram as três cores como as que poderiam ser eliminadas.

Foro: Grêmio

“A Copa do Brasil se tornou praticamente inviável, temos de encarar isso. E o Brasileirão encaramos como absoluta prioridade, por razões óbvias. Nosso grande desafio, nesses três dias até o jogo com o Corinthians, é recuperar o ânimo. Lembrar que fizemos bons jogos e que o nosso primeiro tempo de hoje (quarta) foi muito bom. O segundo tempo, terrível, mas o primeiro muito bom. Então sabemos fazer o que é certo”, comenta antes de finalizar:

“Não podemos deixar que 45 minutos façam a peteca cair. Foram péssimos, mas temos que lembrar que os primeiros foram ótimos, merecíamos melhor sorte. E viemos em melhora no Brasileirão. Nunca nos ocorreu perder desta maneira. Acreditamos nos nossos jogadores”. Finaliza o dirigente, em uma entrevista coletiva após a goleada do Flamengo.

A segunda partida decisiva entre as duas equipes será no Maracanã, no dia 15 de setembro, às 21h30. Porém, antes disso, o Rubro-Negro focava no jogo de sábado contra o Santos (28). O duelo acontecerá na Vila Belmiro às 19h. A partida valerá pela 18° rodada do Brasileirão.


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod