Flamengo: Guerrero volta após gols e boa presenca de Damião.

GLOBO
ESPORTE
: Seja pelo termômetro das redes sociais ou pelos primeiros pedidos por
Felipe Vizeu, é fácil notar que a torcida do Flamengo não é exatamente fã de
Leandro Damião. Há motivos para isso. O atacante não é um jogador barato para a
reserva do não menos barato Guerrero e, de certa maneira, impede a ascensão do
prata da casa Felipe Vizeu, que fez boa temporada em 2016 nas ausências do
peruano, mas pouco apareceu neste ano.
Contra
o Fluminense, nesta tarde, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela oitava
rodada do Campeonato Brasileiro, Damião volta para a reserva. Mas até o mais
ranzinza torcedor rubro-negro precisa reconhecer que o suplente fez bom papel
nessas três partidas sem Guerrero. Passou em branco contra o Sport, perdendo
boas chances, é verdade. Mas salvou o time com bonita bicicleta contra o Avaí e
deixou outro na vitória sobre a Ponte Preta.

A
comparação dos últimos três jogos como titular de Damião – contra Sport, Avaí e
Ponte – com as três vezes que Guerrero atuou neste Brasileiro deixa um duelo
equilibrado entre o titular peruano e o seu reserva imediato. Desempenho capaz
de diminuir um pouco os pedidos por Vizeu, que, até esta nova sequência de
Damião, tinha média de gols superior pelo Flamengo.
Jogador
com mais recursos, Guerrero se destaca mais pelo controle e proteção de bola,
pela participação mais recuada no meio de campo e no ataque do que pela
capacidade de fazer gols . Por isso distribui mais o jogo e faz os companheiros
jogarem. Artilheiro do time no ano com 13 gols e melhor jogador do título
Carioca invicto, o peruano ainda não marcou no Brasileiro.
Damião
tem cinco jogos na Série A deste ano – foi titular na segunda rodada e nas
últimas três partidas, e entrou no segundo tempo contra o Botafogo -, marcou
duas vezes. Dotado de menos técnica do que Guerrero, ele se destacou também
pelas funções defensivas, com muita entrega na marcação. De acordo com números
do Footstats, Damião conseguiu seis desarmes nos últimos três jogos e, no
combate direto, cometeu nove faltas. Guerrero desarmou a metade e fez seis
faltas quando tentou recuperar bolas para o Flamengo. Compare a movimentação
dos jogadores acima.
Em
quantidades de finalizações, os dois têm números parecidos – Guerrero tentou o
gol 15 vezes – mas só acertou o alvo em duas oportunidades. Damião tem 14
tentativas. Destas, quatro foram no gol. A diferença técnica fica mais nítida
na quantidade de erros de Damião quando sai da área. Ele perdeu 20 vezes a
posse de bola nas três últimas partidas – Guerrero, no mesmo número de jogos,
perdeu 13. Guerrero sai mais da área e tenta armar mais o jogo. Errou 11 passes
de 45 contra Atlético-MG, Atlético-PR e Botafogo – o que corresponde a 24% de
falhas. Damião deu 40 passes, com 30% de erros.
A
provável escalação do Flamengo: Thiago, Rodinei, Réver, Vaz e Trauco; Márcio
Araújo (Willian Arão), Cuéllar e Diego; Vinicius Junior, Everton e Guerrero.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.