Flamengo foi muito prejudicado diante do Inter

#flahoje #flamengo #mengo #mengão #sempreflamengo #flamengoatemorrer #issoaquiéflamengo #vaipracimadelesmengo #vamosflamengo #issoaquieflamengo #acimadetudorubronegro #rubronegro #umavezflamengo #flamenguista #maiordomundo #crf #srn #fla #raça
a#flahoje #flamengo #mengo #mengão #sempreflamengo #flamengoatemorrer #issoaquiéflamengo #vaipracimadelesmengo #vamosflamengo #issoaquieflamengo #acimadetudorubronegro #rubronegro #umavezflamengo #flamenguista #maiordomundo #crf #srn #fla #raça

Flamengo não conseguiu se impor diante do Inter, perdeu por 3 a 1 e soma a terceira derrota consecutiva no Brasileirão

Na estreia de Dorival Júnior como novo técnico do Flamengo, o rubro-negro foi derrotado pelo Internacional por 3 a 1 e agora acumula três derrotas seguidas no Brasileirão. Segundo o comentarista de arbitragem da Globo, Sandro Meira Ricci, este não foi o único motivo que contribuiu para o revés do time carioca.

Sandro Meira Ricci viu dois erros de arbitragem contra o Flamengo. O primeiro deles envolve Gabigol, que logo no inicio do segundo tempo, recebeu cotovelada no rosto do zagueiro Mercado. O ex-árbitro pediu a marcação de uma penalidade.

Realmente tem o cotovelo ali, o braço que atinge o rosto do Gabriel. Para mim é pênalti. O jogador quando salta ele tem que tomar cuidado com o braço. O braço dele está fora do contexto da disputa, está muito aberto e ele acaba atingindo o rosto dele nesse saltar. Para mim, houve falta do Mercado no Gabriel“.

O segundo erro a favor do Internacional visto por Sando Meira Ricci aconteceu já nos minutos finais, quando o atacante colorado caiu na área em lance com Matheuzinho e o juiz assinalou a penalidade.

Para mim não houve a penalidade. A gente vê que tem uma disputa do Matheuzinho com o jogador do Inter. E ali tem um contato ali nas costas, mas quando o jogador do Inter percebe, ele já vai se desequilibrando e depois se joga. Cabe a revisão do VAR para avaliar se esse contato foi suficiente, causou impacto para a marcação do pênalti. O árbitro entendeu que esse contato foi suficiente. Mas para mim, não houve a penalidade. Esse contato nas costas não foi o que derrubou, mas o próprio desequilíbrio do jogador“.

Avatar of Romário Carvalho
Um amante do futebol. Mais um escritor com paixão por acompanhar o futebol de todo o Brasil e do mundo. Com trabalhos em outros portais, estou colaborando com o Fla Hoje nesse grande projeto.