Publicidade

Flamengo irá defender Berrío no tribunal da Conmebol.

Adicionar legenda

GLOBO
ESPORTE
: Expulso no fim do jogo diante da Universidad Católica, Orlando Berrío
terá que cumprir a suspensão automática na próxima rodada do Flamengo na Libertadores
– dia 12 de abril diante do Atlético-PR, em casa. Além disso, a regra
disciplinar da Conmebol para o torneio continental prevê que o caso seja
julgado. E a punição pode ou não aumentar.

De
acordo com as regras da Conmebol, um procedimento disciplinar será aberto para
analisar o caso. Tudo depende da descrição da súmula do juiz. Ao contrário dos
torneios brasileiros, os clubes não recebem a súmula do jogo, apenas um informe
resumido.
O
Flamengo, por sua vez, terá que enviar uma defesa do atleta redigida. Não há
definição de data para o julgamento, mas a expectativa é de que seja antes do
quarto jogo da fase de grupos da Copa Libertadores.
Na
derrota por 1 a 0 em Santiago, Berrío foi expulso aos 38 do segundo tempo. O
Rubro-Negro já perdia com o gol de Santiago Silva. Em empurra-empurra na área,
o atacante empurrou o chileno Parot, que caiu no chão e valorizou demais o
lance. O árbitro mostrou o vermelho direto.
Respeitando
o regulamento da Copa Libertadores, o Flamengo ainda deixou o Chile com
prejuízo de 600 dólares – cerca de 1800 reais. São 200 por cada cartão amarelo
– Pará, Márcio Araújo e Diego foram punidos. A multa de Berrío será definida no
julgamento, avaliando a gravidade da falta cometida.
Durante
sua trajetória recente no Atlético Nacional, foram dois cartões vermelhos. O
mais marcante foi nas quartas de final da Libertadores do ano passado. Depois
de marcar o gol da classificação heroica nos acréscimos, Berrío provocou o
goleiro Sosa, do Rosário Central. Depois, foi agredido pelo volante Musto.
Virou uma confusão generalizada.

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod