Flamengo não cede à pressão de Conca e confia no CEP.

Conca mostrou-se irritado no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

EXTRA
GLOBO
: Por trás da falta de Conca no último sábado, revelada pelo blog
“Extracampo”, da colunista Marluci Martins, do EXTRA, está uma guerra fria
entre a comissão técnica do Flamengo e os profissionais pagos pelo Shangai
SPIG, da China, que emprestou o argentino até o fim do ano. O atleta e seu
estafe pessoal, especialmente o preparador físico Ronaldo Torres, acreditam que
há condições de jogo, o que na prática não se comprovou – vide o jogo-treino de
ontem no Ninho do Urubu. Assim o clube reforça o método usado em seu Centro de
Excelência em Performance nos casos de Ederson e Diego.

Ciente
de que a estreia ainda não se daria em maio, Conca se decepcionou por não ser
relacionado contra o Botafogo e não apareceu no treinamento de sábado. Ao se
reapresentar e treinar ontem, indicou trégua, mas também não viaja para encarar
o Sport amanhã. A situação ficou delicada e o meia acabou notificado, pena
prevista em contrato, por atitude injustificada. Para jogar, precisará
aprimorar a quinta fase de recuperação.
No
vínculo por empréstimo está previsto o acompanhamento dos profissionais do
clube chinês no dia a dia. Desde janeiro, contudo, a recuperação é liderada
pelo chefe médico Marcio Tannure e a comissão do clube. No processo, houve
intercorrências e o atleta recorreu a equipe trazida da China. Em dado momento,
um profissional da consultoria Exos chegou a ser afastado das atividades e o
preparador Ronaldo Torres assumiu com treinamentos mais clássicos, como
circuitos e caixa de areia. A decisão final sobre a utilização de Conca, no
entanto, cabe a Zé Ricardo e sua comissão.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.