quinta-feira, setembro 24, 2020
Início Notícias Flamengo negocia Luvas com Globo e Esporte Interativo.

Flamengo negocia Luvas com Globo e Esporte Interativo.

Foto: Divulgação

RODRIGO MATTOS: O orçamento do Flamengo para 2016 tinha
previsão otimista em relação a patrocínio e bilheteria: haverá dificuldade para
cumprir ambos os números. Para compensar, a diretoria rubro-negra aposta nas
luvas de novo contrato de televisão que é negociado com a Globo e o Esporte
Interativo. Ainda assim, a estratégia é não apressar as conversas com as
emissoras.

Pela estimativa rubro-negra, a renda deste ano será R$ 419
milhões. Desse total, estão previstos em patrocínios R$ 90 milhões, contando a
camisa e projetos de incentivo fiscal para o esporte amador. Só que o clube não
conseguiu renovar parceiras nas costas, mangas e barra da camisa: o buraco
seria de R$ 22 milhões se não conseguir novos parceiros. Sobrou a Caixa
Econômica Federal, a Tim e a Adidas na camisa.
“Temos a expectativa de fechar patrocínios para o
Brasileiro porque as empresas não querem investir durante o Carioca. A
tendência é deixar para depois. Mas haverá um desencontro com o orçamento”,
reconheceu o vice-presidente de Finanças, Cláusio Pracowinick. “Temos a
negociação da TV (Brasileiro de 2019). Não temos pressa porque estamos com as
contas em dia. Mas esperamos um desfecho em breve. Deve sair no primeiro
semestre.”
Cada clube que se acerta com uma emissora tem ganho de
luvas entre R$ 40 milhões e R$ 60 milhões, o que seria suficiente para cobrir a
perda com patrocínio. A ideia da diretoria do Flamengo é fechar todos os
contratos juntos, TV Fechada, TV Aberta e Pay-Per-View, ainda que com emissoras
diferentes. “Nosso planejamento é ter o pacote completo. Gostaríamos de
apresentar um pacote para Conselho Deliberativo votar”, contou Pracowinick.
Embora nenhum dirigente fale abertamente, o Flamengo tem
uma tendência de estar mais próximo da Globo. Mas, ainda assim, pediu a
emissora que separe sua proposta de TV Fechada para que seja feita a comparação
com o Esporte Interativo. Dirigentes rubro-negro não estão preocupados com o
novo modelo de divisão de cota prometida a outros clubes porque entendem que
vão continuar a ter vantagens no seu contrato.
A negociação de televisão ainda serviria para compensar
perdas com bilheteria. No orçamento, o clube fez a previsão de R$ 50 milhões de
arrecadação até o final do ano. Mas a decisão da CBF e da Ferj de vetar que o
time fixe casa em Brasília pode gerar prejuízo em torno de R$ 7 milhões. Só
será possível contar com o Maracanã a partir de outubro por causa da Olimpíada.
Além da televisão, outra compensação para o Flamengo é a
Primeira Liga. De bilheteria, foi possível obter R$ 1,5 milhão até agora, e não
havia nenhuma receita prevista com a competição. Nos últimos dois anos, o clube
rubro-negro tem cumprido o seu orçamento.

MAIS LIDOS

Palmeiras decepciona o SBT com audiência

Nesta quarta-feira, a Rede Globo teve mais um jogo para tentar bater de frente com o SBT. A emissora carioca tinha o jogo do...

Zagueiro que atua na Itália diz que dará preferencia ao Fla quando voltar ao Brasil

Apesar de esta passando por um momento de instabilidade sob o comando de Domènec Torrent, o Flamengo tem conquistado cada vez mais visibilidade nos...

Sormani critica Palmeiras por querer manter partida: “Um absurdo”

O comentarista Fábio Sormani, do Fox Sports Rádio, teceu críticas aos dirigentes alviverdes na tarde desta quarta-feira após a nota oficial divulgada na noite...

Domenec e mais 7 testam positivo para Covid-19

A vida do Flamengo não está fácil. Após ter 7 jogadores confirmados com covid-19 até a noite de ontem, hoje mais 9 testes apresentaram...