Flamengo segue sendo um time insosso e previsível.

Lateral Pará durante Avaí x Flamengo – Foto: Staff Images

GILMAR
FERREIRA
: Por mais que o presidente do Flamengo Eduardo Bandeira se chateie, o
momento não é para aplausos.

Porque
não dá para achar normal o elenco montado para brilhar na Libertadores somar
menos da metade dos pontos obtidos pelo Corinthians em seis rodadas do
Brasileiro.
Como
outros times fortes, do porte de Palmeiras, Atlético-MG e Cruzeiro, não fazem
boa campanha, talvez seja mesmo cedo para cobranças mais duras.
Mas
Bandeira e seu pares, por ora, não parecem dispostos a promover mudanças no
departamento.
E por
um um motivo simples: o time fará no Rio de Janeiro oito de suas próximas dez
partidas _ com dois clássicos entre elas.
Ha
pressão para a contratação de Dorival Júnior, mas o momento é negar que se
pense em mudança.
De
qualquer modo, torcida e conselheiros já se decidiram pela troca.
Mais
do que qualquer outro técnico dos 20 em ação ba Série A, Zé Ricardo passa a
depender de resultados.
Triste
sina de técnico de futebol: venceu é bom, perdeu é ruim…
AVAÍ 1 x 1 FLAMENGO.
No
final, o pênalti que o trio de arbitragem desmarcou, após dois minutos de
certeza de que o meia Everton empurrara o lateral Diego Tavares, empanou a
discussão sobre a atuação do Flamengo.
Mas
sem Guerrero e Trauco, com Diego fora de ritmo e Arão em tarde nada inspirada,
o time patinou de novo.

Ricardo até tentou: trocou o goleiro, deu chance a Vinicius Júnior desde o início
e até abriu mão de um volante.
Nada
adiantou.
O
Flamengo segue sendo um time insosso e previsível…
BOTAFOGO 2 x 2 CORITIBA.
Pelo
que produziu no Nílton Santos, o time alvinegro até merecia os três pontos.
Mas
deu espaços entre as linhas defensivas e o bem armado Coritiba de Pachequinho
tirou proveito.
Duas
equipes com ideias de jogo bem parecidas, em intensidade e volume.
Não
foi, portanto, resultado ruim.
A
questão é: o Botafogo agora fará dois jogos fora, contra Vitória e Chapecoense,
e o aproveitamento como visitante não é dos melhores.
VASCO 2 x 1 SPORT.
Três
personagens marcaram a vitória de sábado.
A boa
atuação de Nenê, que uma vez mais saiu do banco para dar qualidade ao time;
o
artilheiro Luís Fabiano, que uma vez mais mostrou competência;
e o
lateral Gilberto, que uma vez mais mostrou afobação.
O
Vasco venceu em São Januário um jogo em que fez de tudo para entristecer a
torcida.
E
segue em busca da formação ideal e do equilíbrio competitivo…
PALMEIRAS 3 x 1 FLUMINENSE.
Desfigurado,
sem quatro titulares de sua melhor formação, o time tricolor ainda perdeu Luiz
Fernando com entorse no joelho, no início.
Abel
Braga teve de improvisar Henrique como volante.
E
mesmo cheio de remendos o Fluminense dividiu a posse de bola no Allienz Arena e
quase surpreende.
Teve
chances claras para empatar, mas não converteu.
O 3 a
1 no final veio como castigo…

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.