Flamenguista assumido, Ramon é apresentado no Vasco.

Foto: Divulgação

UOL: O
Vasco apresentou na tarde desta terça-feira o lateral esquerdo Ramon,
ex-campeão da Série B e da Copa do Brasil de 2011 pelo clube, e o volante Bruno
Paulista, que já havia acertado com o Cruzmaltino em janeiro, mas teve
problemas burocráticos que o impediram de ser anunciado antes.

Contratação
que gerou burburinho nas redes sociais, Ramon chegou querendo enterrar o
passado polêmico, quando fez provocações ao Vasco e aos torcedores cruzmaltinos
em sua passagem pelo Flamengo, onde declarou ser rubro-negro de infância.
“Quando
a gente é jovem não sabe lidar às vezes com algumas coisas e, quando fala, age
sem pensar. Fui ingrato, errei, mas quem é que nunca falou algo sem pensar e
depois não se arrependeu? Se algum de vocês (jornalistas) nunca cometeu um
erro, que falem. O Vasco é minha casa, fez ser quem eu sou, me deu
visibilidade. Eu tenho uma história aqui dentro, sei a responsabilidade que é
jogar no Vasco. Eu amadureci, mas posso falar o que for, que se eu não
corresponder em campo, não adianta. O passado, passou. Estou falando isso agora
porque eu devo uma satisfação à torcida vascaína. Perguntas em relação ao
passado eu não vou responder. Agora é presente e futuro”, decretou.
Questionado
se estaria apto para estrear já neste sábado, justamente contra o Flamengo, em
São Januário, Ramon garantiu estar em seu auge físico, faltando apenas ritmo de
jogo. O lateral esquerdo, inclusive, dimensionou o seu desejo em encarar o
Rubro-Negro.
“Não
há jogo melhor para estrear. É o jogo que eu quero, que eu preciso”,
destacou.
Bruno
Paulista também se colocou a disposição do técnico Milton Mendes para estrear
no sábado. Seu setor terá os desfalques de Jean e Douglas, suspensos, e seu
aproveitamento é mais provável que o de Ramon.
Mais
tímido que o lateral, o volante relembrou o período difícil que enfrentou onde
só podia treinar:
“Para
mim foi muito difícil, porque quando eu saí em janeiro já estava praticamente
certo e, infelizmente, aconteceram essas coisas burocráticas, mas posso falar
que minha vontade sempre foi ficar no Vasco. Esse lado burocrático deixei com
os dirigentes e empresários”.
Paulista
também explicou os motivos que o levaram a não ter um grande destaque no
Sporting, de Portugal, após deixar o Bahia como sendo a maior negociação em
reais da história do clube baiano.
“Saí
com 18 para 19 anos e as coisas aconteceram muito rápido. Me lembro que treinei
na sexta, ai o presidente já me chamou na sala e sei que na segunda já estava
em Portugal. E lá eu ainda não estava com a musculatura preparada para suportar
a sequência. Acabou que na sexta rodada tive uma lesão grave na coxa e depois
acabei tendo este problema outras vezes. Acho que saí muito cedo, muito rápido
e fiquei um pouco desnorteado”.

Por: FlaHoje

MAIS LIDOS

Ribamar faz jogo horroroso e flamenguistas brincam: ”Pior que Vitinho”

A quinta-feira foi de futebol. No Rio de Janeiro, o Vasco da Gama mediu forças diante do Defensa y Justicia, em duelo válido pela...

Marí retorna de lesão e faz gol pelo Arsenal

Pablo Marí ficou alguns dias lesionado pelo Arsenal. O zagueiro que rendeu aos cofres rubro-negros cerca de 95 milhões de reais, logo que chegou...

Flamengo pede e CBF libera Natan para partidas do Brasileirão

O Flamengo solicitou nos últimos dias a CBF a liberação do seu zagueiro da base de maior potencial. O jovem Natan se destacou com...

Adeus: Fla vende jogador por R$ 20 milhões

O Flamengo está vivendo um dos momentos mais complicados do mandado de Rodolfo Landim. O Rubro-negro foi eliminado da Liberadores da América e deixou...