domingo, setembro 20, 2020
Início Notícias Galvão assume torcer pelo Flamengo.

Galvão assume torcer pelo Flamengo.

Crédito: Divulgação

UOL
ESPORTE VÊ TV
: O humorista Marcelo Adnet estreou nesta quinta-feira seu novo
programa na Rede Globo: ‘AdNight’. Em sua primeira edição, a atração contou com
o narrador Galvão Bueno, que participou animadamente do talk show. Cantou,
amassou uvas, dançou tango e até disputou corrida no estúdio.

A
atração começou com uma breve apresentação feita pelo técnico Joel Santana,
discursando em inglês. Na sequência, Adnet apresentou um rápido stand-up
falando dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, abordando o pessimismo
anterior ao evento e a empolgação com modalidades pouco populares.
Ao
chamar Galvão Bueno, Adnet cantou uma paródia de História de uma gata, de Chico
Buarque, na qual o próprio o próprio narrador também cantou. Sentados, os dois
começaram um animado bate-papo, seguido de um sem-número de dinâmicas com o
convidado.
Em sua
primeira pergunta, Adnet – torcedor do Botafogo – quis saber se Galvão poderia
falar abertamente de sua torcida pelo Flamengo.

“Hoje em dia, eu já posso falar
que sou. Aprendi com Armando Nogueira que, depois de uma certa idade, a gente
pode falar as coisas”, contou Galvão.

Galvão
ainda falou a respeito de seu lado torcedor, que precisa esconder em meio às
transmissões – inclusive em jogos do Flamengo.

“Eu digo que eu sou muito mais
equilibrista que qualquer outra coisa. De um lado está a emoção; do outro lado,
a realidade dos fatos, e você não pode fugir dela”, contou.

O
narrador ainda relembrou a última ocasião em que esteve no estádio como
torcedor. Aconteceu no México 2 x 1 Brasil, no Estádio de Wembley, na final do
torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres.
“Torci
e não adiantou. O Brasil perdeu de 2 a 1 do México na final da Olimpíada de
Londres. O pé-frio não fui eu”, afirmou.
“Miguxos” e “bróders”
Ao
longo da entrevista, Adnet fez imitações e brincou com a final do Campeonato
Carioca de 1989, no qual o Botafogo conquistou o título sobre o Flamengo – o
jogo foi narrado pelo próprio Galvão para a Rede Globo. Em pouco tempo, o
humorista estava chamando o locutor de “miguxo”.
“O que
é miguxo?”, perguntou Galvão, antes de ser esclarecido a respeito de gírias de
internet.

“Todo dia eu falo isso”, compreendeu o narrador, de bom humor.

A
partir da abordagem sobre “miguxos”, Adnet chamou ao palco os “bróders” de
Galvão Bueno: Reginaldo Leme, Daniela Mercury e Arnaldo Cézar Coelho. Os três
deveriam responder a um jogo de perguntas e respostas sobre a vida de Galvão,
incluindo questões sobre a vida, a carreira e os bordões do protagonista.
Ao fim
do jogo de perguntas, Adnet e Daniela cantaram uma versão própria de O canto da
cidade, sucesso da cantora baiana cuja letra foi adaptada aos bordões do
convidado da noite.

MAIS LIDOS

Thuler titular: Torcedores pedem oportunidades ao zagueiro

O Flamengo vem de uma dura derrota para o Independiente del Valle. No jogo contra os equatorianos, pela Libertadores da América, o sistema defensivo...

Perfil diz que Jorge Jesus aceitaria retornar ao Fla num cenário

O torcedor do Flamengo estava torcendo para Dome Torrent conseguir fazer com que o Flamengo continuasse jogando um futebol de alto nível. Entretanto, isso não aconteceu....

Flamengo terá que abrir os cofres caso demita Domenec

Domenec Torrent está por um fio de ser demitido do Flamengo, uma nova derrota diante do Barcelona de Guayaquil será o fim precoce de...

Diego Alves deve renovar o seu contrato com o Flamengo

O Flamengo possui um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Mesmo com a sequência de títulos, o Rubro-negro conseguiu se segurar e manteve os...