O surto recente de casos de covid no Flamengo parece não ter impressionado dirigentes do clube e políticos do Rio de Janeiro. Na manhã desta quinta-feira o governo do estado do Rio de Janeiro autorizou o retorno do público aos estádios. Para que isso ocorra, algumas obrigações deverão ser respeitadas, seguindo as normas das ondas amarela ou verde. Cabe a cada município fazer essa gerencia.

A postura interna no Flamengo também é favorável ao retorno do público. Segundo repórter Rodrigo Mattos, do Uol Esporte, o Flamengo deverá nos próximos dias enviar dirigentes para reunião entre os outros clubes e CBF para defender a pauta do retorno do público. Segundo dirigentes, com a liberação de praias e bares, não faz sentido o estágio permanecer fechado.

Recentemente, o Ministério da Saúde aprovou o plano de retorno do futebol com público. Para isso, apenas 30% da capacidade do estádio poderia ser ocupada, e o aumento ou diminuição, ocorreriam de forma gradual, dado aumento ou diminuição dos casos. A CBF deixou claro que não entende correta a decisão de autorizar o retorno do público aos estádios apenas em um estado, como é o caso do Rio. Dessa forma, a Confederação deverá aceitar apenas se todos os estados retornarem ao mesmo tempo.

A prefeitura do Rio de Janeiro já havia autorizado o retorno do público aos estádios com 30% de ocupação na semana passada. Na manhã desta quinta, o governo do estado do Rio também fez essa autorização. Ainda não se tem atualizações em relação a postura dos governos de outros estados.

Leia também: Botafogo vira piada com post no Twitter

Veja também: BASTIDORES – Barcelona de Guayaquil 1 x 2 Flamengo | Libertadores 2020