segunda-feira, setembro 21, 2020
Início Notícias Guerrero de crista baixa no Flamengo.

Guerrero de crista baixa no Flamengo.

O Dia
– Após uma grande arrancada no Brasileiro, com seis vitórias consecutivas, o
Flamengo contou com o reforço de Paolo Guerrero, contra o Vasco, e voltou a
perder. Desde que chegou ao clube, o peruano fez 12 partidas e obteve um
aproveitamento de 44,4% nos jogos. Curiosamente, contando apenas o período a
partir de sua chegada, o Flamengo vai melhor sem seu novo camisa 9: tem 66,6%
de aproveitamento em dez jogos.
O
técnico Oswaldo de Oliveira admitiu que ainda observa o atacante, que ficou
fora da equipe por uma contusão no tornozelo sofrida na partida contra o Vasco,
pela Copa do Brasil, e por amistosos na seleção peruana.
“Conheço
pouco o jogador ainda, tenho pouco mais de um mês de Flamengo. Mais da metade
do tempo (que está no clube) ele ficou afastado por causa da lesão. Não o
conheço bem, mas provavelmente essa lesão deve ter afetado a ele um pouco mais
do que aconteceria”, disse Oswaldo, que não acredita na falta de entrosamento
do jogador com os colegas.
“O
Guerrero é muito oportunista, um jogador que tem características bem definidas
e que, infelizmente, depois da contusão, ainda não conseguiu reeditar as
melhores atuações. A partir do momento que conseguir, vai render o que já
rendeu independentemente do entrosamento”, frisou o comandante.
A fase
do peruano não é boa e isso o tem deixado nervoso. No clássico contra o Vasco,
Guerrero fez oito faltas. O cartão amarelo que recebeu foi o quarto, mesmo
número de gols de sua passagem até o momento. Coincidentemente, Kayke,
contratado para ser o centroavante reserva, tem números mais favoráveis —
também balançou a rede quatro vezes, mas em oito jogos, sendo que em dois
começou a partida no banco de reservas.
Contra
o São Paulo, Guerrero acabou com um jejum de cinco jogos, mas após três
partidas — duas em clássicos —, o fantasma da falta de gols já assombra de novo
o craque rubro-negro, que começa a ser contestado até pelos torcedores.
Início inferior ao de Alecgol, mas
superior ao do Brocador
Guerrero
chegou para o lugar que era de Alecsandro. Porém, o atacante, que hoje atua no
Palmeiras, teve um começo bem melhor do que o peruano no Rubro-Negro.
Nas 12
primeiras partidas, Alecgol marcou seis vezes, sendo que só foi titular em
quatro jogos. O time conseguiu aproveitamento de 77,7% atuando no Estadual e na
Libertadores da América. No entanto, Guerrero tem números melhores do que os de
Hernane Brocador.
O
atacante demorou mais de três meses para completar 12 partidas pelo
Rubro-Negro, em 2012. Foram três gols marcados pelo atual jogador do Sport, que
ficou quatro vezes no banco de reservas. No período, o Flamengo teve 55,5% de
aproveitamento.

MAIS LIDOS

Benfica planeja nova investida por Gerson e Bruno Henrique

O Benfica ainda não desistiu da ideia de ter dois dos principais atletas do Flamengo como reforço para a temporada. Após algumas tentativas frustadas,...

Mauro Cezar comenta casos de Covid no Flamengo

A viagem do Flamengo ao Equador pela Libertadores da América está sendo terrível. Enquanto o Rubro-negro foi simplesmente atropelado pelo Del Valle, vários casos de Covid...

Flamengo poderá usar atletas contaminados contra o Del Valle

O Flamengo entra em campo pela Libertadores da América nesta terça-feira, em jogo que pode ser de vida ou morte para o técnico Dome Torrent....

Conmebol: Por que o jogo Barcelona SC x Flamengo não será adiado

Após a confirmação de seis jogadores diagnosticados com Covid-19, os torcedores do Flamengo se questionaram nas redes sociais sobre a possibilidade de a Conmebol...