segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Guerrero marca, mas Chile supera o Peru.

Guerrero marca, mas Chile supera o Peru.

LANCENET
– O Chile vem se provando, jogo a jogo, como potência do futebol sul-americano.
Após derrotar o Brasil, na abertura das Eliminatórias, o atual campeão da Copa
América foi a Lima encarar o Peru, no Estádio Nacional, nesta terça, e venceu o
time da casa por 4 a 3 com propriedade.

Apesar
do placar, a seleção peruana mostrou garra e qualidade e, mesmo saindo atrás e
com um a menos, conseguiu virar o placar. Entretanto, a superioridade numérica
e a maior qualidade técnica prevaleceram, e o Chile saiu triunfante do
“Clássico do Pacífico”. Sánchez e Vargas tiveram atuação de gala e
marcaram duas vezes cada um. Apagado, Guerrero não conseguiu se livrar da
marcação chilena, mas marcou já nos acréscimos.
O
resultado deixou o Chile na terceira colocação das Eliminatórias Sul-Americanas,
com seis pontos, mesma pontuação do Uruguai, que lidera pelos critérios de
desempate. Já o Peru soma sua segunda derrota seguida, ainda não pontuou e está
na nona colocação. A Bolívia é a lanterna.
O JOGO
Embalado
pela conquista da Copa América e pelo triunfo sobre o Brasil, na estreia das
Eliminatórias, o Chile iniciou a partida com ímpeto e ofensividade. A La Roja
logo foi premiada em seu primeiro ataque. Aos seis, Medel lançou Sánchez, que
apareceu com velocidade, chegou mais rápido que a defesa e completou para as
redes. A resposta peruana foi imediata. Aos nove, Farfán foi acionado pela
direita, conduziu e bateu cruzado, entre o goleiro Bravo e a trave, empatando o
embate.
Empurrado
pela torcida, o Peru tomou as rédeas do confronto. Após espirrada da zaga,
Guerrero bateu de esquerda, mas não foi feliz na finalização. Pelo lado do
Chile, Vargas teve boa chance de tirar a igualdade do placar. O atacante entrou
livre, bateu forte, mas Gallese fez linda intervenção. O Peru ficou com um a
menos, após expulsão de Cueva.
O jogo
seguia em ritmo frenético. Zambrano invadiu a área e sofreu carga nas costas.
Néstor Pitana marcou a penalidade, que Farfán converteu e virou o jogo. No
entanto, a qualidade chilena e o fator da superioridade numérica dos visitantes
começou a se sobressair. Aos 40, Sanchéz deu passe para Valdívia, que se atirou
e conseguiu deixar Vargas com o gol livre para marcar. Novo empate em Lima.
Três minutos depois, Sánchez recebeu de Díaz e tocou de primeira, com
categoria, para vencer Gallese e virar o placar novamente.
Na
segunda etapa, a chuva de gols não deu trégua no Clássico do Pacífico. Sánchez
puxou contragolpe e serviu Vargas, que, com calma, cortou o goleiro e tocou
para o barbante, dando contornos de goleada ao jogo. Esgotada fisicamente, a
seleção peruana não conseguia pressionar os chilenos, que dominaram a posse de
bola na etapa complementar.
Em um
dos poucos lances de perigo dos mandantes, Guerrero cabeceou para o gol, mas a
bola não encontrou o caminho das redes. Sem forças após um primeiro tempo
eletrizante, as equipes tiveram queda acentuada de desempenho, mas Guerrrero,
de bico, aos 47, diminuiu o placar para os mandantes. No entanto, foi pouco.

MAIS LIDOS

Dome se diz “extremamente orgulhoso” da atuação do Fla após empate

Ausente no empate em 1 a 1 diante do Palmeiras, na tarde deste domingo (27), Domènec Torrent, afastado por estar infectado pelo novo coronavírus,...

Torcida do Palmeiras pede a cabeça de Luxa após empate; veja os comentários

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. O Rubro-negro viu o time paulista abrir o placar, entretanto,...

Jordi Guerrero rasga elogios a Base do Fla: “Estavam preparados para jogar”

Jordi Guerrero, substituto de Domènec Torrent na tarde deste domingo diante do Palmeiras, onde a equipe saiu de campo com um empate em 1...

Lincoln cutuca o Palmeiras após grande atuação

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, em jogo contra o Palmeiras. O confronto pelo Campeonato Brasileiro por pouco não saiu do...