sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Homenageado, Marcelinho relembra passado como torcedor.

Homenageado, Marcelinho relembra passado como torcedor.

SPORTV
– Em uma linha que contou com a presença de Pedrinho e familiares de Algodão,
Marcelinho entrou para um grupo de lendas do basquete do Flamengo. Em um dos
intervalos da derrota por 90 a 73 para o Orlando Magic, sábado, na Arena da
Barra, pela pré-temporada da NBA, a liga americana de basquete, ele recebeu uma
placa pelos serviços prestados ao clube e se emocionou mesmo concentrado no
jogo.
Aos 40
anos, Marcelinho se tornou o símbolo das principais conquistas do Flamengo. Ele
foi o cestinha do Flamengo no confronto de sábado, com 17 pontos, atuando pouco
mais de 34 minutos. E ainda deu cinco assistências, mostrando estar em boa
forma. No ano passado, contra o mesmo Orlando, também havia sido o maior
pontuador, com 20.
– É
motivo de orgulho muito grande para mim. Fui criado no Maracanã vendo a geração
do Zico jogar e não pensava que pudesse fazer tudo isso, conquistar esses
títulos e estar junto daquelas pessoas. No meio do jogo, com a cabeça
concentrada, ainda consegui me emocionar. Significa muito fazer parte da
história do clube que eu amo – afirmou Marcelinho.
O
técnico José Neto reconhece a importância do veterano em seu elenco. Este ano,
os dois chegaram a ter um problema, que culminou em um período pequeno de
afastamento de Marcelinho. Em um recomeço de temporada, ele voltou a mostrar
que pode ser útil na disputa das principais competições, como o Novo Basquete
Brasil e a Liga das Américas.
– É
até difícil falar do Marcelo. Existe uma expectativa por ele sair do banco,
parece que ele não tem tanta importância, mas é uma visão completamente errada.
Disputamos uma partida completamente diferente em relação ao tempo de jogo
(oito minutos a mais). É preciso haver uma estratégia para manipular isso, e
ele poder contribuir e atingir os objetivos todos esses anos trabalhando juntos
– comentou o treinador.
Sobre
o jogo, Marcelinho acredita que o desempenho do Flamengo poderia ter sido
melhor. Mesmo assim, considerou positiva a experiência vivida no confronto com
o Orlando Magic para o futuro do time na temporada que vem pela frente no
basquete brasileiro.
– A
gente falou durante a semana que a expectativa era de fazer um grande jogo. A
única chance de chegar no fim ainda em condições de disputar um jogo igual
seria realizar uma partida brilhante. No fim, nos sentimos orgulhosos por temos
conseguido nos adaptar a um momento difícil do jogo, com aproveitamento baixo e
seleção ruim de arremessos. Tivemos raça para lutar contra as adversidades.
Nunca desistimos, apesar de eles terem aberto 28 pontos de vantagem. Saímos de
cabeça erguida e com um saldo positivo – disse Marcelinho.

MAIS LIDOS

Demissão de funcionário revolta torcida do Fla; veja os comentários

O torcedor flamenguista ver mais notícias sobre o extra campo do Fla do que dentro de campo. Na noite desta sexta-feira, foi notificado que...

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...

STJD bate o martelo e Flamengo x Palmeiras está mantido

O Flamengo entrou no STJD solicitando o adiamento da partida de domingo, diante do Palmeiras no Allianz Parque. Porém, se antes a negativa veio...

Flamengo demite fotógrafo e torcida se revolta

O Flamengo na tarde desta sexta-feira decidiu demitir o fotógrafo Matheus Grangeiro, responsável pelas mídias sociais do clube e também por várias fotografias. A...