quarta-feira, setembro 30, 2020
Início Notícias Impressões sobre 2016.

Impressões sobre 2016.

Arte: Divulgação

BUTECO
DO FLAMENGO
: Na minha visão, a versão 2016 do Flamengo, ao contrário do que se
imaginava (os mais pessimistas) se mostra forte. É o time/elenco o mais forte
de muitos anos. Como a grama do vizinho sempre parece mais verde, as criticas
se fazem necessárias, mas logo digo que a grama do vizinho não está tão verde
quanto se imagina, mais verde do que a nossa. Logicamente existem alguns cocôs
de cachorro em nossa grama (desculpem-me pela expressão), nada de anormal, até
Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e etc tem suas fragilidades. O
Flamengo é um parque, não um jardinzinho… e como um “grande parque”, precisa
de investimento e manutenção, não é perfeito, longe disso. Tentarei avaliar as
peças do elenco para traçar um rápido panorama atual e projetar para o futuro.

Goleiros: Muralha, Paulo Victor, Thiago,
Daniel.
Muralha – É o titular com
justiça. Foi contratado para tal e tem dado conta do recado (bom investimento).
Com virtudes notáveis, além da segurança que traz à defesa (e a torcida), sai
com os pés ajudando a não rifar a bola, quando preciso.
Paulo Victor
Reserva, fraco, moeda de troca. Não fez os 7 jogos. Capitão da barca de 2017.
Serve para espelho em 2016 ou moeda de troca. Qualquer lugar, menos no gol.
Thiago (Copinha) – O
promissor goleiro da Copinha tem personalidade forte. Vai aguardar a chance.
Daniel – Das poucas vezes que
vi, não agradou.
Laterais: Rodinei, Pará, Jorge e
Chiquinho.
Rodinei – Disputado com
Cruzeiro e Grêmio, que quase o contratou, valeu o investimento. É rápido e
importante no apoio, não compromete na defesa. Precisa cruzar melhor.
Titularíssimo.
Pará – Não estou entre os
maiores críticos, acho que não compromete, é um bom reserva. Pode farrear, mas
dentro do campo sempre demonstrou vontade. Conta com a má vontade de parte da
torcida por substituir Léo Moura e pelo Bonde da Stella (realidades). O
problema é maior fora de campo. É uma boa peça de reposição. Elenco.
Jorge – Talentoso e presunçoso
na mesma medida. Passa a impressão de blasé. Falta um bom reserva ou jogador
que dispute a posição com força. Falta fome.
Chiquinho – O
primeiro grande erro no planejamento do elenco. Veio por conta de um pedido de
Muricy, que não está mais no clube. Fraco. Nem preciso me alongar. Barca no
final do ano.
Zagueiros: Juan, Rever, Donatti, Rafael
Vaz, Léo Duarte, Rafael Dumas.
Juan – Experiente e
liderança técnica. Veio sob desconfiança geral e se provou uma peça útil dentro
e fora de campo. Conexão em todas as pontas: elenco (jovens e estrangeiros),
diretoria, comando técnico e torcida. Elenco.
Rever – Aposta arriscada que
se mostrou bem-vinda. Era companheiro de zaga do Juan no Inter. Chegou e
mostrou-se útil, com experiência e liderança. Elenco.
Donatti – Vem com fama de
xerife, zagueiro-zagueiro, líder. Status de titular, espero que se adapte
rápido, mas prefiro aguardar. Sua contratação é claramente projetada para o ano
que vem, onde não se sabe sobre o rendimento de Rever e Juan (pode se aposentar).
Boa contratação, útil. Elenco.
Rafael Vaz
Veio sob desconfiança geral, por motivos (óbvios). Analisando com frieza, era
reserva da zaga do Vasco. Único setor do rival que realmente é bom. Luan e
Rodrigo tem entrosamento fora do comum, era reserva por “falta de
espaço”. É um jogador útil, com certa técnica e auto-confiança. Aí está o
problema, essa confiança produz lambanças como a que vimos contra o Fluminense.
É rápido, talvez seja o titular do lado esquerdo neste momento. Elenco.
Léo Duarte
Promissor zagueiro da base, de onde tem projetadas esperanças em seu nome. Pode
esperar mais um pouco. O movimento de protegê-lo me parece bom. Vai conquistar
seu espaço ao longo do tempo. Os mais velhos e o calendário cheio darão chances
para que jogue. Joia.
Rafael Dumas – Sem
chance. Nem dá pra avaliar. Histórico frágil e não tem a confiança do
departamento nem da torcida. Barca.
Meias: Cuellar, Márcio Araújo, Arão,
Mancuello, Alan Patrick, Canteros, Ronaldo.
Cuellar – O volante mais
talentoso da equipe. Um grande achado. Multifuncional, seria meu titular
absoluto. Vai encontrar sua vaga neste time. Somente treinos ruins e algum
problema extracampo explica essa não-titularidade atual. Era o primeiro da
lista do Celta de Vigo (que levou Diaz, o segundo da lista) e do Cruzeiro,
atravessado por nós. Titular.
Márcio Araújo – Um
dos grandes mistérios da humanidade. Quatro anos de titularidade no Atlético-MG
(odiado), quatro anos de titularidade no Palmeiras (odiado), três anos de
titularidade no Flamengo (odiado). É útil no elenco, mas não pode de forma
alguma ser titular. De jeito nenhum! Sua renovação já foi ruim, mas aceitável
do ponto de vista do elenco que precisava ser grande, além do pedido do
treinador (Muricy). Chega, né? Obrigado e barca de 2017.
Arão – Um grande achado.
Particularmente não o conhecia o suficiente e pensei que seria reserva de
Canteros. Chegou, tomou a vaga e é uma liderança no elenco, inclusive técnica.
Excelente jogador, o mais regular do Flamengo em 2016. É o capitão do time.
Isso diz muito.
Mancuello
Outro bom investimento. Tem atitude positiva, vontade de acertar aqui, fez
força para vir para o Flamengo. Irá se sobrepor tecnicamente durante a
temporada, como Cuellar. Ótimo reforço, ganho em batalha contra o Atlético-MG
que pretendia contratá-lo. Elenco forte.
Alan Patrick
Capitão do bonde da Stella, é útil, ótimo jogador. Andava desligado, mas vem se
apresentando bem. Só desliga quando cansa. Estava em seu melhor momento no
Flamengo até essa ultima contusão. Elenco forte. Dificilmente fica para 2017.
Canteros – Veio como grande
reforço, chegou e jogou. Depois, sumiu. Ainda acho que pode ser aproveitado
durante a temporada. Trabalhador e tem técnica. Talvez com Exos e um treinador
que confie em seu futebol possa ajudar. Ainda está na prateleira das moedas de
troca, mas é elenco. Provável que não fique para 2017.
Ronaldo – Joia da base, também
terá seu tempo para maturação. Infelizmente não este ano. Talvez tenha sido o
grande prejudicado na rodagem do elenco (com Léo Duarte), deveria ter disputado
mais partidas no carioca. Encontrará seu espaço, faz trabalho especial de
fortalecimento, treina no profissional. deve ter maior frequencia de jogos em
2017, tem qualidades.
Meias-Atacantes: Éderson, Gabriel,
Éverton, Fernandinho, Paquetá.
Éderson – Nosso melhor
meia-atacante. Em minha visão o crescimento da produção ofensiva passa
diretamente por sua entrada na equipe titular. A bola parou mais no ataque e
ele tem mais qualidade em todos os fundamentos do que os outros.  Taticamente também é superior aos outros
meias e atacantes. Precisa de sequencia, e foi uma pena que mais uma contusão
por trama o tirou dessa sequência, que era boa. Muito útil no elenco.
Gabriel – Útil na rodagem do
elenco, tem certas qualidades, mas nunca alcançará o nível esperado para um
clube como o Flamengo. Irrita a torcida como um todo, inclusive quem torce por
um acerto… Sempre suou a camisa. É moeda de troca, barca 2017.
Éverton – Segue a linha do
Gabriel, só que canhoto e pouco melhor. Multifunção, mas corre muito mais do
que deveria com a bola. Útil no elenco. Não consegue apresentar seu melhor no
Flamengo. Foi destaque em 2014, mas deve ir pra barca de 2017.
Fernandinho
Idem, Éverton. Falta explosão, por incrível que pareça. Vem até melhor do que
eu imaginava. Barca 2017.
Adryan – Chegou “de costas”.
Provável que esteja de saída, vai gerar renda. Caso fique, evoluiu com a
experiência europeia, passando por 3 países. Vai ajudar, será útil ao elenco.
Mais uma opção para a armação.
Paquetá – Como Ronaldo e Léo
Duarte, pode esperar seu espaço, que chegará com naturalidade. Vem fazendo
trabalho especial para fortalecimento, vai crescer em todos os aspectos.
Talentoso.  Joia.
Atacantes:
Guerrero, Vizeu, Damião, Cirino, Émerson, Nixon, Thiago Santos.
Guerrero – Nosso melhor
atacante, ainda que alguns questionem. Obviamente, vale menos do que “é
pesado”, mesmo assim consegue elevar o nível de atuações de seus parceiros de
ataque, a bola circula mais na frente, não “bate e volta”. Estava se dando bem
com Ederson. Quanto melhor for o coletivo, melhor crescerá seu nível de jogo. É
o 9, mas é “atacante” não “centroavante”. Titular, mas deve sair em algum
momento. Não acredito que cumpra o contrato até o fim. Torço para que dê certo
aqui.
Vizeu – Joia bem utilizada
na rodagem do elenco. Particularmente, o acompanho desde sua estreia no
Flamengo, numa partida televisionada do sub-17. É 9 farejador. Tem técnica,
busca o gol a todo instante. Falta-lhe um pouco de experiência, mas em
princípio é o melhor atacante formado no clube na última década. Útil e deve se
desenvolver.
Damião – Surgiu como um 9
clássico, decepcionou quando saiu do Internacional a peso de outro para o
Santos. Não era o que se imaginava, nem um bonde completo. Pode e deve render.
Está chegando à idade de maturação. Será muito útil. Elenco.
Cirino – Atual titular, foi
disputado à tapas com Corinthians, Cruzeiro e São Paulo. Parece perdido,
alheio. Além disso, sem forças para desempenhar sua função ofensiva. Fui um dos
poucos a imaginá-lo como Luxemburgo o imaginou, como centroavante. Pode
funcionar futuramente na função, mas teria de melhorar a finalização. Não
acredito que seja aqui, no Flamengo. Moeda de troca. Barca 2017. Útil no
elenco, mas não tem clima. Não acredito que renda mioto mais do que o habitual por
aqui. Sentiu o peso do Flamengo.
Émerson – A renovação foi o
maior erro do planejamento. Caro, encrenqueiro, embuste. Fim.
Nixon – Evoluía antes da
contusão em seu joelho. Voluntarioso, esforçado, com a cara do Flamengo. Nunca
foi dotado de técnica, mas compensava com suor, não era nenhum craque. Merece
buscar espaço em outro clube, recomeçar sua carreira.
Thiago Santos
Dentre os jogadores campeões da copinha é o menos talentoso e terá de compensar
com treino e esforço. Pode render esportiva e financeiramente. Necessita de
espaço. Deve jogar o carioca de 2017. Útil. Entrará aos poucos numa transição
tranquila.
Este
ano foi um ano “longo”, com deslocamentos, mais partidas e tende a permanecer
assim, já que disputaremos a Copa Sul-americana. É preciso um elenco grande e
mais forte, acho que estamos preparados para isso, mesmo que ainda precisemos
de uma ou outra peça. Cogita-se a contratação de Diego Ribas, seria um upgrade
no elenco que nos colocaria em patamares altíssimos na temporada, mesmo “sem
casa” até outubro. Disputaremos todos os títulos. Falarei sobre o treinador.
Acredito
demais no Zé Ricardo, em sua
efetivação, no seu trabalho. Sim, é um cara que trabalha muito e já tem o
respeito de seus comandados. Notem pelas entrevistas. Uma delas ficou em minha
cabeça, quando Fernandinho o comparou a Roger do Grêmio. É promissor e nota-se
facilmente pela organização da equipe. Comparem o time de Muricy com o atual.
Não enxergo como “xenofobia” a escolha das peças, neste momento. Penso que no
médio prazo as peças mudarão, questão de segurança e de conhecimento dos
jogadores. Confiança, gestão do elenco.
Isso
me leva a crer que Donatti não chegará jogando. Deve conquistar a vaga nos
treinos. Cuellar, jogará. Acontece algo nos treinos que nós não temos como enxergar,
por isso Marcio Araújo e sua voluntariedade é o titular. Outro exemplo é a
disputa entre Alan Patrick e Mancuello. O Time cresceu de produção com Alan
Patrick, sua contusão abriu brecha para a entrada de Mancuello. Bom pro elenco.
O
Flamengo de 2016 é o mais forte desde 1990, no papel e no campo. Passando por
2009 e 92, inclusive. Lembro de 2009, de um time muito forte, que atropelou no
returno, que jogava junto desde 2007 e que encaixou algumas peças importantes,
mas enxergo que esse elenco é mais forte do que aquele. Os elencos de 92, 95,
97, 2001 e 2009 eram fortes no papel, porém desequilibrados. O elenco atual é
melhor equilibrado. Veremos se O TIME se mostrará forte em campo. A base para
os próximos anos está sendo montada agora, isso é visível. Nos restarão as
contratações pontuais e as trocas por possíveis vendas na janela.
Vale
lembrar que não estamos excluídos de uma venda ou negócio durante a janela,
pelo contrário. Inclusive, não estamos vulneráveis na janela pela primeira vez.
Tirando Muralha e Jorge, qualquer outra posição estará coberta dentro do que se
imagina para o ano de 2016. Nada do que disse acima transforma o Flamengo num
clube perfeito, falhamos demais no planejamento, na demora para as
contratações, em algumas opções erradas e na falta de uma casa no Rio de
Janeiro.
Saindo
do muro, meu time atual é: Muralha, Rodinei, Juan, Vaz, Jorge; Cuellar, Arão,
Mancuello, Diego (Alan Patrick); Ederson e Guerrero. Reservas: Paulo Vítor,
Pará, Donatti, Réver, Chiquinho; Márcio Araújo, Canteros, Everton, Alan Patrick
(Fernandinho); Cirino e Viseu. Rodagem: Léo Duarte, Ronaldo, Gabriel,
Fernandinho, Adryan, Paquetá, Damião e Thiago Santos. Barca imediata: Emerson,
Nixon, Dumas. Barca 2017: PV, Dumas, Chiquinho, Márcio Araújo, Canteros
(talvez), Everton, Alan Patrick (talvez), Cirino, Gabriel, Fernandinho, Emerson
e Nixon. Essa barca depende de novas contratações e de grana. Talvez não dê pra
mandar todo mundo pra rua…
Precisaremos
de quatro ou cinco contratações que elevariam o nível de fato, muito menos do
que no início deste ano, nem se fala em 2013. Não se trata de defesa de
ninguém, é apenas minha visão sobre os fatos. Se com todos os contras
relacionados o time se mantiver competitivo até Outubro, será difícil segurar
(DCF). Tenho o costume de ver o copo meio cheio (sempre!), 2016 parece ser o
ano do renascimento do nosso futebol competitivo. Vamos, Flamengo!
Luiz
Filho

MAIS LIDOS

Flamengo x Del Valle ao vivo no SBT

O torcedor Rubro-negro verá na noite desta quarta-feira Flamengo x Del Valle ao vivo no SBT. O Rubro-negro carioca vem de um empate fora de casa com o Palmeiras,...

Flamengo pode se classificar ainda hoje para as oitavas

O Flamengo joga na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em jogo válido pela quinta rodada da fase de grupos a Libertadores da América. Mesmo...

Fla vai perder hoje, aposta Milton Neves

O Flamengo joga nesta quarta-feira contra o Independiente del Valle, em jogo válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro tem pela frente o Independiente,...

Eliana participará de Flamengo x Del Valle

O Flamengo joga nesta quarta-feira com transmissão do SBT para quase todo o Brasil. A emissora de Silvio Santos transmitirá o dueloentre Flamengo x...