Nesta quinta-feira o Flamengo tem confronto complicado na fase de grupos da Libertadores, diante do Del Valle a equipe de Dome tentará encerrar a “invencibilidade” pós-pandemia dos equatorianos.

Mesmo antes de todas as mudanças e situações da pandemia, o Del Valle sempre se mostrou adversário complicado. A partida da ida pela Recopa Sul-Americana foi complicada e o Flamengo em vários momentos passou por apuros. O espanhol Miguel Angel Ramires é o treinador da equipe, e apontado por muitos o principal responsável pelo bom futebol dos equatorianos. Tanto que grupos de torcedores pediram sua contratação após saída de Jorge Jesus do comando do Flamengo.

Após o retorno do futebol, o Independiente Del Valle disputou nove partidas, com seis vitórias e três empates. A equipe balançou as redes adversárias 24 vezes e sofreu 13 gols.

Flamengo e Del Valle dividem a liderança do grupo, cada um com seis pontos. Os equatorianos ficam à frente, pelo critério de desempate do saldo. A rodada poderá ser fundamental para uma classificação do Flamengo, já que os outros dois adversários do grupo, Júnior Barranquilla e Barcelona SC estão zerados. Dessa forma, o Flamengo poderá abrir até oito pontos de vantagem para o terceiro do grupo, faltando nove pontos para serem disputados.

Sob comando de Domenec Torrent, o desempenho do Flamengo é mais modesto em relação ao Del Valle. Em dez partidas, foram cinco vitórias, dois empates e três derrotas.

Leia também: Eliminação do Benfica impossibilita assédio a atletas do Flamengo; entenda