Jorge Jesus reconhece precaução dos jogadores diante do Santos: “Não poderia pôr em risco”

Não existem dúvidas que o Flamengo fez uma temporada exemplar. A invencibilidade de 29 jogos registraram a envolvência do Mais Querido nos adversários. Na coletiva após a partida contra o Santos, Jorge Jesus confessou a diferença de ânimo nas duas últimas partida do campeonato.

— Tinha uma emoção, 70 mil, era despedida do Maracanã, o que obrigou a ser uma equipe competitiva. Hoje não, sabíamos que não poderia pôr em risco em muitas situações do jogo. O Bruno Henrique jogou? O Gabi jogou? Arrascaeta, Everton Ribeiro? Tudo que fosse bola dividida não entraram. Mas não quero tirar o mérito da equipe do Santos.

FOTO: ISABELLE COSTA / COLUNA DO FLA

Contra o Avaí, exclusivamente, foi a última partida do Flamengo à frente de sua torcida, fato que contribuiu para um ótimo desempenho na 37º rodada. Naquela ocasião, o time comandado por Jorge Jesus derrotou a equipe catarinense por 6×1, no Maracanã.

Notícias relacionadas

Com o término do Campeonato Brasileiro, Flamengo projeta todo foca no Mundial de Clubes, que começa dia 17 para o Mais Querido. Mister terá todos os jogadores à disposição para a semifinal da competição, e claro, para uma eventual final.

Por: Coluna do Fla

FlaHoje:

Este site usa cookies!