quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Jornalista inventa crise no Flamengo: "Acabou a harmonia."

Jornalista inventa crise no Flamengo: “Acabou a harmonia.”

Cosme
Rimoli – José Luiz Runco deixou o Flamengo depois de 34 anos, em agosto. Ele
acumulou desde 1998 até 2014 o cargo na Seleção Brasileira. Uma das suas
principais características era a cumplicidade com os jogadores. Como nos
famosos casos dos pesos de Adriano e Ronaldo na Copa de 2006. Eles estavam
visivelmente obesos e Runco se negava a confirmar. Internamente cobrava os
atletas. Os dois atacantes agradeceram a lealdade.
O
mesmo valia para as contusões. Ele não aceitava que os atletas entrassem em
detalhes sobre os problemas que tinham com os jornalistas. Runco considerava
essa exposição desnecessária. Assim como a maioria dos médicos que trabalham
com futebol considera. Há uma lei do silêncio.
Valdivia
a quebrou no Palmeiras. Garantiu que jogou muitas vezes à base de infiltrações
de anestésicos e anti-inflamatórios. Essa prática é criticada por vários
médicos. Porque o atleta apenas deixa de sentir as lesões. Em vez de ficar em
repouso, o atleta expõe a área machucada, inflamada com mais impacto. Há a
quase certeza de piora. Infiltrações no passado apressaram o final de carreira
de vários jogadores. Garrincha é o pior exemplo.
A
medicina esportiva se desenvolveu. O que é infiltrado, geralmente nas
articulações dos jogadores, é muito melhor. Os anestésicos e anti-inflamatórios
não são tão lesivos. Continua não sendo o tratamento ideal.
Por
ter tornado público o seu ‘sacrifício’, Valdivia criou uma área de conflito
nunca resolvida com os médicos palmeirenses. E os jornalistas acabaram sabendo
porque o chileno demorava tanto para se recuperar de suas contusões. A falta de
repouso e a ida às festas. Apesar das recomendações, tomava uma ou duas taças
de vinho. O álcool atrapalhava o efeito dos medicamentos. E triplicava o tempo
de recuperação de contusões simples.
Outra
briga explícita entre jogador e médicos aconteceu no Fluminense. Fred e o então
médico do Fluminense, Michael Simoni. O atacante estava muito irritado em 2010.
Depois de um histórico de oito lesões musculares, ele tinha problemas na
panturilha esquerda. Foi liberado para atuar, mas conseguiu atuar apenas poucos
minutos, sentindo a mesma lesão.
Irritado,
Fred acusou os médicos do clube de o terem liberado cedo demais. Simoni
respondeu na imprensa que o jogador não entendia nada de medicina. Insinuou que
sua vida desregrada era a responsável pelo problema não estar resolvido. E foi
além, denunciando a quebra da ‘lei do silêncio’. “O Fred é traidor e
covarde”, resumiu. Lógico que depois dessas declarações, o médico teve de
pedir demissão das Laranjeiras.
Essas
situações são lembradas porque o mesmo está acontecendo agora no Flamengo.
Depois de um começo empolgante, Guerrero vive um período de seca e muita
cobrança. Ele é o jogador mais caro da Gávea. E para se defender do frac
futebol, revelou que está entrando em campo com problemas físicos.
“Tive
uma lesão muito forte e fiquei três semanas parado, agora estou voltando. Ainda
tenho um pouco de dor, o que me impede de fazer alguns movimentos. Mas os
médicos dizem que isso vai passando conforme vou jogando. Ontem tomei
infiltração para ver se melhora, hoje melhorou muito. Espero que fique assim
até domingo, pois será um jogo importante para nós. Fico tranquilo, me cobrando
nos treinos e fazendo todo o esforço para pegar ritmo novamente. É isso que
quero.”
O
peruano tem uma lesão no tornozelo direito. O jogador está há mais de um mês
sem marcar gols. Em 12 partidas fez apenas quatro desde que foi contratado.
Guerrero fez questão de ressaltar na coletiva de ontem o quanto os médicos
ameaçam insistir com as infiltrações.
“Quero
ajudar o Flamengo, mais ainda pela situação em que a gente está. Infelizmente
essa lesão me deixou três semanas fora dos campos. Estou voltando, fazendo todo
o esforço fisicamente. Treinei só sábado com o time e fui para o jogo contra o
Atlético-MG. Depois veio o outro jogo contra o Vasco. Mas estamos aqui, estou
pegando meu ritmo, conversando com meus companheiros e com o treinador, que
precisa de mim.
“Espero
que esse incômodo que tenho no pé não exista mais no domingo. Infelizmente no
último jogo isso me incomodou muito, me impediu de fazer muitos movimentos.
Hoje fizemos um coletivo e não me incomodou em nada, porque tomei uma
infiltração ontem. Espero que siga assim, porque senão vou ter que tomar outra
infiltração para jogar domingo.”
Marcio
Tannure, médico que substituiu Runco no Flamengo, ficou revoltado com as
declarações do jogador. E tratou de dar sua resposta. Gravou um áudio para
desmentir o atacantes.
“Para
deixar bem claro, o Guerrero não tem nenhuma lesão. O que ele sentiu foi uma
dor no tornozelo. Nem é no mesmo local, é próximo. Uma coisa absolutamente
normal num atleta de futebol. Todos eles sentem algo em algum momento. E a
gente optou por fazer uma infiltração, procedimento que injeta
anti-inflamatório local, exatamente porque era algo pequeno. Ele ainda sente um
pouco de insegurança, o que é uma coisa absolutamente normal dentro da reabilitação
de uma lesão.”
Ficou
claro que o médico não quer o valioso jogador use as infiltrações como
desculpa. Seu fraco futebol não pode ser justificado pelos anti-inflamatórios e
anestésicos. Tannure desmoralizou as declarações do jogador garantindo que ele
não tem lesão alguma.
A
situação na Gávea já é tensa.
A
diretoria exige que o departamento médico e o atacante se acertem.
E não
se exponham publicamente.
Os
fracos resultados estão matando o sonho de Libertadores.
O
clima que era ruim na Gávea.
Ficou
muito pior…

MAIS LIDOS

Edmundo critica o Flamengo por pedido de adiamento

Após dois jogos difíceis da Libertadores da América, o foco do Flamengo é no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, está maracado mais um jogo...

Rodrigo Caio é o oitavo atleta com Covid-19

O Flamengo vem de uma vitória que deu um alívio grande aos atletas e ao técnico Dome Torrent após a goleada histórica sofrida na...

Flamengo bate recorde de audiência na TV fechada

A vitória do Flamengo ontem pela Libertadores registrou o recorde de audiência na TV fechada pelo Fox Sports. Tanto a nação rubro-negra quanto os...

Vitória do Junior Barranquilla embola grupo do Flamengo

O Flamengo conseguiu vitória importante ontem em Guayaquil, porém ainda sim, o grupo do Flamengo está mais embolado do que nunca. Com exceção do...