quinta-feira, setembro 24, 2020
Início Notícias José Neto põe 'sangue nos olhos' do Flamengo.

José Neto põe ‘sangue nos olhos’ do Flamengo.

Foto: João Pires/LNB

LNB: O
Jogo 3 das Finais do NBB CAIXA 2015/2016 teve o Flamengo na ponta do placar
durante os 40 minutos. Com a liderança nas mãos desde o primeiro lance da
partida, a equipe carioca venceu o Paschoalotto/Bauru, por 89 a 84 e voltou a
ficar em vantagem na série que definirá o grande campeão do maior campeonato de
basquete do país.

Para
ficar na frente o tempo todo e sair vencedor, o time comandado pelo técnico
José Neto colocou em prática dois ingredientes especiais para o bom rendimento
de uma equipe de basquete: “sangue nos olhos” e inteligência para selecionar
seus arremessos. Com isso, a equipe fez algo inédito nesta série e ficou os 40
minutos na liderança, ao contrário do que ocorreu nos dois primeiros jogos em
que os times se alternaram na ponta do placar.
“Nosso
jogo foi o mesmo, só que usamos mais os contra-ataques. Nossa defesa funcionou
muito bem e tivemos mais chances de jogar em transição. Isso fez a diferença,
com certeza. Fora isso nós soubemos controlar o jogo e, mesmo com a reação do
Bauru no fim, o que é normal em um jogo desse nível, ficamos com a vitória”,
disse o ala/armador Ronald Ramon.
“Todo
o time foi muito importante. No começo do jogo nossos pivôs foram muito bem e
abriram espaço para nós do perímetro. Tivemos um grande desempenho coletivo e
todo mundo contribuiu de alguma forma”, completou o dominicano, que foi um dos
destaques do Flamengo na partida, com 21 pontos, sendo 16 deles no segundo
tempo.
Intenso
desde o pulo-bola, o Flamengo colocou muitas dificuldades ao poderoso ataque do
Bauru no duelo realizado neste sábado. Uma prova da forte defesa rubro-negra
foi o baixo aproveitamento dos paulistas nas bolas de três pontos, com apenas
seis arremessos certos em 30 tentativas (20%). Antes deste jogo, o aproveitamento
dos bauruenses era de 38,5%, o melhor de toda a competição.
“A
gente sabe que do outro lado está uma equipe de muita qualidade, então nossa
postura não poderia ser outra. Em uma série de playoffs todo o detalhe é
importante. Temos que manter o foco e continuar pensando somente no objetivo
final”, analisou Ramon.
Aliado
ao grande desempenho defensivo, o clube da Gávea também mostrou muita
inteligência para atacar. Diferente do que aconteceu no Jogo 2, em que a equipe
tomou algumas decisões precipitadas, os rubro-negros mostraram muita
tranquilidade para pontuar e aproveitaram as “bolas boas” para construir a
vitória ao lado de sua torcida.
Na
derrota na última quinta-feira, o Flamengo teve aproveitamento de apenas 37,5%
nas bolas de dois pontos, com 18 acertos em 48 tentativas. Já neste sábado, o
cenário foi completamente diferente e os cariocas converteram 22 dos 37
arremessos de dois que tentaram (71,4%).
“Sempre
fui favorável em ter um elenco. Sempre há dúvidas se um time quer ter sete
jogadores para alguns terem mais confiança, ou se montam um elenco com dez. Eu
sou a favor de ter um elenco grande. O esporte mostra que se você tem um elenco
em uma modalidade coletiva a possibilidade de êxito é maior, pois não se pode
pensar só em um jogo, e sim numa temporada. Se você tem um elenco a qualidade
do treino é melhor e consequentemente os resultados aparecem mais”, analisou o
técnico rubro-negro José Neto.

MAIS LIDOS

Zagueiro que atua na Itália diz que dará preferencia ao Fla quando voltar ao Brasil

Apesar de esta passando por um momento de instabilidade sob o comando de Domènec Torrent, o Flamengo tem conquistado cada vez mais visibilidade nos...

Sormani critica Palmeiras por querer manter partida: “Um absurdo”

O comentarista Fábio Sormani, do Fox Sports Rádio, teceu críticas aos dirigentes alviverdes na tarde desta quarta-feira após a nota oficial divulgada na noite...

Domenec e mais 7 testam positivo para Covid-19

A vida do Flamengo não está fácil. Após ter 7 jogadores confirmados com covid-19 até a noite de ontem, hoje mais 9 testes apresentaram...

Jesus revela o motivo de ter deixado o Flamengo e se emociona

O técnico Jorge Jesus deixou o Flamengo logo após a conquista do Campeonato Carioca. Como o treinador tinha acabado de renovar o seu contrato,...