Kleber Leite diz que Márcio Araújo é unanimidade no Flamengo.

Márcio Araújo durante Universidad Católica x Flamengo – Foto: MARTIN BERNETTI/AFP/Getty Images

KLEBER
LEITE
: Modéstia de lado, com todo respeito a todos os outros blogs, o nível dos
nossos comentaristas, com ou sem corneta, é simplesmente espetacular. Aqui,
aprendo muito, o que me dá a possibilidade de reciclar, além de me divertir
sempre. Alguns companheiros, já não preciso nem ler o nome, pois conheço pelo texto
e, diga-se de passagem, muitos são brilhantes.

Nos
comentários após o jogo de ontem contra a Universidad Católica, ficou mais do
que claro que, antes combatido, Márcio Araújo virou quase que uma unanimidade
rubro-negra. Unanimidade positiva, com muitos companheiros chegando a afirmar
que no atual elenco, Márcio Araújo é o único volante realmente combativo e com
capacidade de saída de bola.
O lado
positivo disto tudo, como no futebol a confiança é quase tudo, é que estamos
assistindo à recuperação de um jogador que pode ainda ser de extrema utilidade,
principalmente na disputa da Libertadores.
Outra
quase unanimidade, só que pelo aspecto negativo, é Rômulo. Acho que estamos
vendo os mesmos jogos e os mesmos jogadores. O problema de Rômulo, é que ele
não é lá, nem cá. Não destrói e tão pouco ajuda na construção das jogadas. Pode
ser que a falta de ritmo – pois andou parado um bom tempo – possa estar
influenciando o desempenho ruim de Rômulo. Se é isto mesmo, só o futuro vai
definir.
Ainda
pelos comentários, há por parte de alguns uma preocupação com Rafael Vaz, que
realmente ontem não foi bem. Particularmente, acho a nossa zaga boa. Tipo,
queijo minas com goiabada. Os estilos de Réver e Vaz são diferentes e casam
perfeitamente. Talvez Rafael Vaz esteja passando um pouquinho do ponto na sua
própria auto análise. Aqui, neste caso, talvez seja confiança em excesso.
Arriscar menos e diminuir os lançamentos, é o que aconselho.
Vou
agora tocar em um ponto que reconheço ser delicado. Não concluí ainda um
pensamento definitivo sobre Berrío, porém, até por uma questão de me sentir
obrigado a ser sincero nesta tribuna democrática, confesso que estou com a
pulga atrás da orelha. Talvez tenha eu, influenciado pelo noticiário otimista,
imaginado um tamanho equivocado para o talento deste colombiano que tem cara
boa, sorriso encantador, velocidade de gazela, mas que ainda me deixa meio
desconfiado… Tomara que eu esteja errado e que esta confissão seja fruto da
frustração pela derrota de ontem.
Agora,
é sacudir a poeira e pensar no Resende, jogo marcado para sábado, em Volta
Redonda, às 18h30. E, lembrar que no outro sábado, dia 25, já pegamos o Vasco.
Libertadores,
só no mês que vem, onde os dois jogos em seguida, contra o Atlético Paranaense,
o primeiro aqui, e o segundo lá, praticamente definirão se avançamos para as
oitavas de final ou, se ficamos na fase de grupos. Ganhar, principalmente o
jogo aqui em casa, será absolutamente fundamental. Qualquer outro resultado que
não seja a vitória, o risco da vaca ir pro brejo será enorme.
Ainda
bem que há tempo suficiente para Zé Ricardo arrumar a casa.

Por: FlaHoje

MAIS LIDOS

Adeus: Fla vende jogador por R$ 20 milhões

O Flamengo está vivendo um dos momentos mais complicados do mandado de Rodolfo Landim. O Rubro-negro foi eliminado da Liberadores da América e deixou...

Conheça a Sportsbet.io, a patrocinadora oficial do Flamengo

Você muito provavelmente já viu, no período recente, alguns anúncios de sites de apostas. A modalidade, que vem crescendo muito no nosso país, já...

Diretoria não renovará com Diego Alves e torcida se revolta nas redes sociais

O Flamengo vive um momento muito conturbado mesmo após muitas contratações. O Rubro-negro acabou de ser eliminado da Libertadores e também da Copa do...

Pênalti de Arão é ironizado por Tabet; Assista

O Flamengo mediu forças com o Racing na última terça-feira, sendo eliminado da Libertadores após as disputadas das penalidades máximas. Com o resultado, a...