terça-feira, setembro 22, 2020
Início Notícias Konami é superior fora de campo, mas demo do PES 17 não...

Konami é superior fora de campo, mas demo do PES 17 não empolga.

Foto: Divulgação

ESPN: Não
é novidade que ano após ano o PES, assim como o FIFA EA, é atualizado com o
intuito de entregar uma melhor experiência em simulação de esporte. Muitas
vezes ilusória e poucas vezes relevante, estas alterações são parte dos
atributos que levam qualquer fã do esporte a escolher qual jogo comprar logo de
cara. Uma decisão tão complicada, emotiva e intelectual quanto a escolha de
Charmander, Squirtle ou Bulbasauro em tempos de Pokémon GO.

A
grande realidade sobre estas franquias de esporte, e as demais, é que elas
poderiam ser lançadas a cada dois anos para que as mudanças envolvendo
jogabilidade pudessem ser visíveis, palpáveis, relevantes e jogáveis por todos
os fãs do esporte – dos casuais aos mais viciados. Entretanto, a simulação de
esporte não envolve apenas o jogo e também paira sobre a aura da vida de seres
de carne, contratos reais e instituições quase nacionais. E foi justamente isso
que vimos ao comparecer, a convite da Konami, no anúncio de sua parceria
premium com o BFC no fim do mês de julho.
A
parceria entre Konami e Barça traz inúmeras vantagens para empresa de jogos,
que vão além do bundle temático do Barça, das lendas para o MyClub e
exclusividade na reprodução do Camp Nou nos próximos três anos. O negócio pode
reverberar como um efeito dominó aumentando vendas do PES17 e influenciando em
modelos parecidos de exclusividade em países em que o clube catalão possui
grande base de fãs. Um bom exemplo disso é o Brasil.No caminho para a sala de
imprensa do clube, obviamente localizada no Camp Nou, minha expectativa e a dos
demais jornalistas era o anúncio de Lionel Messi como capa do novo Pro
Evolution Soccer. Com o fim de seu contrato com a EA, o jogador estaria livre
para negociar com a Konami, mas o apresentado foi uma parceria de negócios muito
maior que a capa.
O
Barcelona Futebol Clube é o clube estrangeiro de maior sucesso em nosso país.
Segundo pesquisa do IBOPE Repucom, lançada em setembro de 2015, 69% dos jovens
de 16 a 29 anos torcem para algum time do continente europeu. Dessa amostra, 25%
torcem para o Barcelona, primeiro colocado na pesquisa. Outro dado que vem de
encontro a este é a quantidade de camisetas do clube vendidas por um dos
maiores e-commerces de materiais esportivos do Brasil. Segundo o Netshoes, as
camisetas do Barcelona vendem 2,5 vezes mais que o segundo colocado na lista do
site, Paris Saint-Germain.
O amor
do brasileiro pelo Barça, e do Barça pelo jogador brasileiro, é uma história
longa que se tornou paixão recente. Com o Brasil sendo o grande bicho papão das
copas de 94, 98 e 2002, os melhores jogadores estavam em nossa seleção e,
consequentemente, na Catalunha. Romário, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo
foram quatro grandes estrelas com passagem pelo clube entre 93 e 2008, e além
deles ainda tivemos Dani Alves, Rafinha Alcântara e Neymar Jr. Não a toa o
primeiro pacote de lendas, exclusivo para o MyClub e proveniente dessa
parceria, terá três espanhóis – Puyol, Xavi e Luis Enrique – e três brasileiros
– Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo.
Desde
o fim do século passado, o Barcelona vem abrigando craques brasileiros, e
construindo no imaginário dos jovens fãs do esporte que o Barça é a casa do
Brasil na Europa. Tendo isso em mente, aliado ao bom trabalho que a Konami fez
por aqui em 2015, fechando exclusividade com Corinthians e Flamengo, a parceria
com o clube catalão pode reverberar no Brasil e ser utilizada como mais um
atrativo para clubes, empresários e jogadores brasileiros negociarem com a
desenvolvedora japonesa. Afinal, quem não quer estar do lado da desenvolvedora
que é parceira do Barcelona?
Se
fora do jogo a Konami mostrou um bom trabalho para o PES16 e caminha para
apresentar algo similar no PES17, a demo que jogamos no evento dentro do
estádio do clube catalão não empolgou tanto quanto o que já vimos no novo FIFA.
Sem
mudanças bruscas na jogabilidade, o game traz melhorias importantes em todos os
aspectos que envolvem o passe, controle de bola e inteligência artificial. Tudo
isso se encontra dentro de um guarda-chuva chamado “Controle de
Realidade”. O contexto da nova proposta da Konami para o PES consiste em
melhorar a inteligência artificial, com isso os jogadores da
“máquina” conseguem responder melhor em todas as diversas situações
criadas pelo humano que segura o controle. Na demo que testamos, a evolução do
passe já se mostrou muito clara e positiva e com isso as formas de jogo
baseadas em nesse elemento, como a do Barça, e as que se adaptam a este estilo,
no caso do Atlético de Madrid, já podem ser bem vistas e aproveitadas. Enquanto
isso as mudanças nos movimentos do goleiro, a resposta da defesa, bola parada e
outros poucos elementos ainda não podem ser sentidos de forma tão contundente,
mas até a data de lançamento, 13 de setembro, eles podem estar muito diferentes
e melhores.
O fato
é que a nova versão do jogo, que na década passada era chamado de Winning
Eleven, virá realmente superior a sua versão anterior e isso, com certeza, é um
serviço para o atual fã do jogo. Em contra partida, não existe nenhum chamariz
ou fator empolgante que traga novos jogadores para o PES devido a sua
jogabilidade. É como se o jogo estivesse correndo atrás do próprio rabo sem
olhar ao redor e observar o que os demais jogos de esporte estão entregando a
mais.
É
importante deixar claro que a breve comparação de PES e FIFA leva em
consideração o que já foi comunicado pelas empresas e todo o material
visualizado e jogado nas versões de demonstração dos jogos, e baseado nisso a
luta da Konami para deixar o fã empolgado com a jogabilidade fica difícil, já
que nada é mais empolgante que um modo campanha e “liberdade total”
para bolas paradas. Entretanto, nada é mais divertido do que poder jogar com
seu time favorito e os jogadores que nele jogam.

MAIS LIDOS

Domenec agradece: Conheça os jovens jogadores chamados ao Equador

Domenec terá quatro jogadores pouco conhecidas por ele (e até nós) para a partida desta terça-feira pela Libertadores. Natan, João Lucas, Guilherme Bala e...

Torcedores pedem para adiar o jogo do Flamengo

O Flamengo confirmou nesta segunda-feira o sétimo contaminado pelo Novo Coronavírus. Com tantos desfalques e risco iminente de um surto dentro do Rubro-negro, com...

O futebol não foge do mundo exterior

Desde que o Flamengo anunciou seus infectados, torcedores tem buscado nas redes sociais "explicações" para isso ter acontecido, como se o futebol fosse aquém...

Onde assistir Barcelona x Flamengo ao vivo

O Flamengo não está vivendo dias fáceis. Enquanto no Brasileirão vem de uma dura derrota para o Ceará, na Libertadores o Rubro-negro passou uma...