quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Landim abre o jogo e 'desmente' declarações de E. Bandeira.

Landim abre o jogo e ‘desmente’ declarações de E. Bandeira.

FUT
RIO – Com a aproximação do final do mandato de Eduardo Bandeira de Mello à
frente da presidência do Clube de Regatas do Flamengo, mais um processo
eleitoral se instaurou nos bastidores da Gávea. Candidato a vice-presidente na
Chapa Verde de Wallim Vasconcelos, uma das três que concorrem no pleito,
Rodolfo Landim conversou com a reportagem FutRio.net falando sobre a eleição do
clube, apontando algumas inverdades nas recentes declarações do atual
presidente.

Em
entrevistas recentes, Bandeira teria acusado Rodolfo Landim de abandono das
causas do clube, declaração rebatida por Landim, que fez questão de detalhar
três pontos onde, segundo ele, o presidente do Flamengo teria mentido a
respeito da dissidência dos antigos membros de sua diretoria.
– Ele
cometeu três inverdades. Primeiro dizendo que não havia um acordo, mas havia
sim para que ele não fosse candidato a reeleição, pois qualquer um de nós seria
o candidato. Além disso ele disse que havia sido indicado em outubro, quando na
verdade ele declarou que não tinha intenção de continuar. Por fim, o Bandeira
disse que nós ‘abandonamos o barco’, quando na verdade eu recebi uma carta dele
próprio, me destituindo pois eu não concordava que ele fosse mantido. A coisa
foi muito simples, ou todos aderiam ao Bandeira, mantendo a figura dele como
presidente ou todos sairiam e todos saíram – disparou Landim.
No
início do processo eleitoral de 2012 a Chapa Azul, que elegeu Eduardo Bandeira
de Mello, era liderada por Wallim Vasconcelos, que veio a ter sua candidatura
impugnada. Então, juntamente com outros membros da chapa, na época, como Luiz
Eduardo Baptista, o BAP, além do próprio Landim, Wallim procurou Bandeira para
encabeçar a chapa e, teriam feito um acordo para que, por conta disso, Bandeira
não se lançasse à reeleição, pois o candidato no pleito de 2015 seria qualquer
um dos demais componentes da diretoria. Principal ponto da dissidência de
alguns diretores, o acordo foi negado por Bandeira, mas reafirmado por Landim,
que comentou a situação.

Primeiramente muita tristeza, principalmente por termos trabalhado muito tempo
juntos no clube, por ele ter sido convidado na ‘última hora’ para ser
presidente do Flamengo, eleito por todo o grupo que hoje forma a Chapa Verde e
depois ter feito a traição deste grupo resolvendo se manter, sendo contrário à
toda a negociação que havia existido anteriormente. No fundo é compreensível,
pois é difícil para ele justificar a enorme ingratidão, principalmente ao BAP e
ao Wallim, que foram convidá-lo e graças a eles, se tornou presidente do
Flamengo – disse o candidato a vice-presidente do Flamengo.
Segundo
Landim, dos 19 integrantes do núcleo que formou a Chapa Azul para a eleição de
2012, com o movimento de renovação do Flamengo, 18 estão hoje na Chapa Verde,
que é o principal trunfo da equipe que disputará o pleito eleitoral do clube,
com eleições marcadas para o dia 07 de dezembro (segunda-feira). Além de
Eduardo Bandeira de Mello (Chapa Azul), Wallim Vasconcelos (Chapa Verde)
disputará a preferência dos sócios com Cacau Cotta (Chapa Branca), onde o
vencedor será responsável pelos rumos do Rubronegro no próximo triênio
(2016/2017/2018).
Confira
a entrevista completa:
FutRio.net: Como chega a Chapa Verde para
a eleição e como vocês estão vendo todo o processo?
Landim:
A gente chega da mesma forma que chegamos antes, quando nós estruturamos todo o
núcleo da Chapa Azul e agora com a Chapa verde, novamente encabeçada pelo
Wallim. Estamos com a mesma vontade de continuar o bom trabalho que acreditamos
que conseguimos fazer de recuperação do clube, das finanças, de melhorias,
inclusive do plantel do time, algo que ocorreu até meados deste ano, quando
fomos retirados da gestão exatamente por não concordar com a continuidade do
Bandeira à frente do clube.
FutRio.net: Foi ventilado um possível
acordo entre os membros da então Chapa Azul, após a impugnação do Wallim, para
o Bandeira ser o candidato e não se candidatar à reeleição. Mas recentemente o
Bandeira declarou que não houve acordo algum. O que tem de verdade nessa
história?
Landim:
Na verdade o Bandeira disse que não havia, mas havia sim um acordo para que ele
não fosse canditato, caso qualquer um de nós fossemos. O Wallim, mais que
qualquer um, merecia isso pois foi o candidato original e teve a candidatura
impugnada por um movimento político. Outra inverdade foi quando ele disse que
teria sido indicado em outubro e eu teria o convidado, onde na verdade nessa
reunião o grupo dele já pensando em mantê-lo como candidato, queria saber se
todos estaríamos juntos na eleição com o Bandeira que, inclusive, declarou à
todos que não gostaria de continuar como canditado, pois estava afetando a
família dele. A prova que isso é verdade, se deu pois ele me chamou na sala
dele para me perguntar se eu queria ser candidato ou não, além dos
articuladores dele me sondarem por três vezes e hoje eu entendo que ele só fez
isso sabendo da minha impossibilidade de ser candidato naquela época, pois esta
função requer uma dedicação de tempo maior que eu não teria naquele momento,
então foi uma forma de dizer que ‘para o Rodolfo Landim, que é um cara que está
comigo eu abriria mão, mas para o Wallim, não’. A terceira e mais inacreditável
inverdade foi quando o Bandeira disse que ‘nós abandonamos o barco’. Eu disse a
ele que eu não abriria a mão de minha função e jamais deixaria de prestar
serviços ao Flamengo, a menos que fosse desligado por quem tivesse poder para
isto, que pelo estatuto do clube é o presidente. Então ele me escreveu uma
carta cheia de ‘dedos’ quase que me pedindo desculpas, e eu tenho este
documento guardado comigo. Então ele disse que eu ‘abandonei o barco’, quando
na verdade ele quem me destituiu, simplesmente por eu não concordar que ele
fosse mantido.
FutRio.net: Como a Chapa Verda enxerga a
oposição do Flamengo com relação à FERJ (Federação de Futebol do Rio de
Janeiro), passando pelo racha e a criação da Copa Sul-Minas-Rio?
Landim:
Este é um ponto fundamental. O Eduardo é um cara muito preocupado em ser um
sujeito politicamente correto, então ele não gosta de conflitos, não gosta de
‘arranhar pintuta’. Quando você faz uma pergunta, ele sai de lado e, no fundo,
nossa preocupação, francamente falando, não é de ser politicamente correto,
nosso grupo é composto por gestores acostumados a tomar decisões duras. Nós
temos que ser corretos sim nas decisões, mas politicamente corretos nós não
precisamos ser. O problema do Eduardo é que com esse perfil que ele tem, está
deixando o Flamengo em uma situação complicada, pois com a grandeza do maior
clube do Brasil, o Flamengo está se tornando um mero coadjuvante em todas e
quaisquer discussões que temos. A gente vê o Flamengo entrar numa liga, na qual
foi nomeado um sujeito ligado ao Atlético (MG) e o outro coordenador é o
Coritiba e o Flamengo é um coadjuvante onde se tem discussões com relação a
receitas de televisão, dizendo que irão pagar mais ou menos igual, mas não vai
ser igual, terá uma diferença que na primeira divisão é muito grande. Esse tipo
de negociação pode contaminar toda e qualquer negociação que já ocorreu antes e
é de uma falta de habilidade inacreditável o que estamos assistindo. No fundo
nós não temos a estatura que o Flamengo merece fora do clube e isso reflete
também no futebol. Nós temos um time ‘bonzinho’, mas é um time sem raça que não
entende a grandeza que é vestir a camisa do Flamengo, assim como o presidente
não entende a grandeza que é ser presidente do Flamengo.
FutRio.net: Em 2016 o Maracanã e o Nilton
Santos serão fechados, por conta dos Jogos Olimpicos. Como vocês estão vendo
esta situação? Já existe alguma alternativa para o caso da eleição da Chapa
Verde?
Landim:
Estamos sim em negociação com algumas alternativas que não podemos ainda
divulgar, primeiro por não estarmos ainda como mandatários do clube e depois
disso, se divulgarmos agora, iremos pagar mais caro depois de eleitos e quem
pagaria por isso seria o Flamengo. Então temos que ter uma responsabilidade com
relação a isso.
FutRio.net: Qual a mensagem que o Rodolfo
Landim pode deixar para a torcida, principalmente o sócio do Flamengo, sobre o
processo eleitoral e sobre o que esperar da Chapa Verde no comando do clube.
Landim:
É muito importante que a torcida fique tranquila e saiba, pois grande maioria
da pessoas por não viverem o dia a dia do Flamengo, acha que o fato do Eduardo
estar como presidente do clube, ele é a continuidade de tudo que de bom
aconteceu, mas não é. Quem aumentou as grandes receitas do Flamengo foi a área
de marketing chefiada pelo BAP. Quem controlou as despesas financeiras do clube
foram as áreas de orçamento e financeiro, que eram chefiadas por mim e pelo
(Rodrigo) Tostes, e estamos todos na Chapa Verde. Então o Eduardo absorveu
todos os benefícios do grupo que o colocou lá e que agora ele traiu, resolvendo
continuar a ser presidente. A gente está trabalhando, se Deus quiser, sendo
eleitos, vamos continuar esta caminhada para poder levar o Flamengo para o
status que ele merece e não esta coisa lastimável que estamos vendo
ultimamente, onde não conseguimos ver nem indignação por parte do presidente,
nem do vice de futebol. Isso é algo muito difícil que temos que corrigir e por
isso a gente quer continuar o nosso trabalho aqui.

MAIS LIDOS

Audiência do Flamengo no SBT vence a Globo; veja os números

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. Diferentemente do jogo de ida...

Torcedores invadem perfil do Del Valle e devolvem provocações após goleada

O Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O torcedor do Rubro-negro ficou preocupado com o...

Flamengo se impõe e atropela Del Valle em noite de classificação garantida; veja as notas

O Flamengo entrou em campo diante do Independiente Del Valle, mais uma vez todo remendado. Mas a presença dos garotos do sub-20 parece não...

Com novidades: Escalação do Flamengo contra o Del Valle

O Flamengo entra em campo na noite desta quarta-feira em jogo válido pela Libertadores da América. O confronto colocará frente a frente o atual...