Landim revela total gasto pelo Flamengo: “Cerca de R$ 280 milhões”

O Flamengo investiu pesado na montagem do elenco para a temporada de 2019, trazendo nomes badalados para a equipe. A tática funcionou, e o Rubro-Negro se sagrou campeão da Libertadores e também do Brasileiro. Em entrevista concedida ao SporTV, o presidente Rodolfo Landim revelou o quanto foi gasto na construção do plantel e criticou a antiga gestão.

– Gastamos cerca de R$ 280 milhões (para montar o elenco), mas acredito que a gente fez uma dívida de longo prazo. O Flamengo comprava jogadores ruins, aí tinha que vender para comprar novos jogadores nos anos seguintes. O que a gente correu foi um risco, porque nós tínhamos que comprar jogadores que viessem a ter um alto desempenho -, disse o mandatário.

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

– Não poderiam ser jogadores que venderíamos no futuro, porque teríamos que vender por, no máximo, o preço que compramos no mercado, sem valorizar. Aí precisaríamos de mais recursos para comprar jogadores. O que fizemos foi vincular jogadores por um período maior ao clube e comprar a prazo, dividindo o custo por dois a três anos, de forma para encaixar no orçamento e poder melhorar o plantel nos anos subsequentes, com o Flamengo tendo aumento de receitas, receitas essas de bilheteria, sócios-torcedores, patrocínios e premiações por conquistas. Ou seja, transformar o ciclo vicioso em um ciclo virtuoso, crescendo a capacidade de investimento do clube -, explicou.

Campeão da América, o Flamengo adquiriu vaga para o Mundial de Clubes da FIFA, em Doha, no Catar. O Rubro-Negro estreia nesta terça-feira (17), contra o Al-Hilal, da Arábia Saudita, que deixou para trás o Espérance, da Tunísia. O duelo acontece no Khalifa Stadium, às 14h30 (horário de Brasília).

Por: Coluna do Fla

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.