domingo, setembro 20, 2020
Início Notícias Luxa diz que 'falta alguma coisa' para o Fla lutar 'lá em...

Luxa diz que ‘falta alguma coisa’ para o Fla lutar ‘lá em cima’.

Globo
Esporte – O empate por 2 a 2 com o Bragantino no jogo-treino desta
quarta-feira, em Atibaia-SP, decepcionou boa parte da torcida do Flamengo,
principalmente porque o time ganhava por 2 a 0 e permitiu a igualdade. Mas Vanderlei
Luxemburgo aprovou a atuação da equipe no geral. Em entrevista coletiva após a
atividade, o treinador analisou não o resultado, mas a performance de seu
elenco no último teste antes da estreia no Brasileirão, neste domingo, às 16h,
contra o São Paulo, no Morumbi.

– Foi
um treino bom. Os dois tempos foram movimentados. Algumas coisas aconteceram.
Foi boa a movimentação. Não estou considerando perder ou ganhar. Estou
considerando o treino todo como avaliação. Como treino, foi muito bom. No
segundo tempo não tive a velocidade de lado como tive no primeiro. Tive
jogadores muito mais de toque de bola do que de velocidade. Mudou a
característica. Consegui analisar as duas situações que eu queria.
Luxa
acredita que o Flamengo ainda precisa de reforços para a disputa do Campeonato
Brasileiro e vê alguns times, principalmente os que estão na Libertadores, como
Corinthians, Internacional e Cruzeiro, um pouco à frente do Rubro-Negro.
– O
time está com estrutura muito boa, mas falta alguma coisa. Já falamos algumas
vezes. Tem equipes que a gente analisa e que estão em estágios um pouquinho
diferentes do nosso. O Flamengo, com sua grandeza, sua tradição e seu peso,
pode disputar lá em cima, vaga na Libertadores e conquista de campeonato. Mas
para chegar nesse grupo de seis que vão brigar ainda falta alguma coisa.
Veja
outros assuntos abordados na coletiva de Luxa:
Reencontro com o Bragantino:
Tenho
um carinho muito grande pelo Bragantino e pela cidade. Foi meu primeiro clube
em São Paulo e tive sucesso, ganhei título. Foi onde tudo começou. Bragança
está sempre no meu coração.
Equilíbrio do Brasileirão:
Não
podemos esquecer que desses cinco times na Libertadores, dois saem na semana
que vem com certeza. Então já vai ser diferente das outras edições. Vejo esse
campeonato com um misto de equipes fortes. Não grandes equipes, porque não vejo
o Brasil com grandes jogadores. Mas vejo um equilíbrio muito grande entre as
grandes equipes.
Ida para Atibaia na intertemporada:
O
primeiro ponto é que a gente vem para cá porque o Flamengo ainda não tem o
centro de treinamento que nós gostaríamos que tivesse. O Flamengo tem a melhor
estrutura do Rio de Janeiro, mas não para ficar trabalhando uma ou duas semanas
direto. Dá para fazer isso lá no Rio um dia. No terceiro já vão estar querendo
me bater, porque as condições não são as ideais. Já existe um CT, falta só
ajustar. Aqui fiz palestra para os jogadores antes do treino, uma série de
coisas que normalmente não se faz no dia a dia. Aqui tenho a possibilidade de
fazer todo mundo trabalhar e de estar com todo mundo, analisar o que aconteceu
no Estadual e trazer para cá a experiência. Isso aqui é uma lapidação. O ideal
seria fazer uma semana aqui em outro momento, que você aproveitasse toda a
estrutura que tem para avançar nas partes física, técnica, tática.
São Paulo pode jogar com o time B por
causa da Libertadores:
Vamos
ver o que vai acontecer, se vão colocar o time principal ou o reserva, a gente
não sabe. Quando você se prepara, você trabalha todo mundo. Aí vai jogar o time
B do São Paulo e você esquece que é o elenco deles. Tem que saber que é um time
forte e ter cuidado com isso.
Demora na vinda de reforços:
Lamentar
não adianta nada. Tem que começar. Gostaria de ter começado não agora, mas lá
em janeiro com o elenco fechado. Não conseguimos. Então, não adianta lamentar,
tem que trabalhar.
Briga contra o rebaixamento em 2014:

É uma
situação muito complicada. Quando cheguei ao Flamengo, disse que a conquista do
título era sair da confusão. Mas é um título de merda, ruim. O discurso do
Flamengo tem de ser para brigar pelo título e por vaga na Libertadores. Naquela
época o título era sair da confusão, e nós jogamos por isso. E saímos. Neste
ano não queremos ficar na confusão, temos que sair para a parte de cima. As
coisas estão encaminhadas, mas a gente sente que ainda falta alguma coisa.

MAIS LIDOS

Renato Gaúcho fala da goleada sofrida pelo Flamengo

O Flamengo está vivendo o seu pior momento na temporada. Após a saída de Jorge Jesus, o Rubro-negro investiu em Dome Torrent, entretanto, o...

Zagueiro do Del Valle revela pedido dos jogadors do Flamengo

O Flamengo foi humilhado pelo Del Valle na quinta-feira passada, em jogo da Libertadores da América. O Rubro-negro não viu a cor da bola e, por...

Entrevista de Marcos Braz não responde muita coisa

Marcos Braz deu sua entrevista coletiva neste sábado para falar sobre a derrota do Flamengo na quinta-feira e quais seriam as consequências dela. Mas...

Em coletiva, Braz banca permanência de Domenec

A tão aguardada coletiva de imprensa online de Marcos Braz na tarde deste sábado ocorreu a pouco, o tema principal, Domenec. Braz aproveitou a...