sexta-feira, setembro 18, 2020
Início Notícias Luxa xinga imprensa por críticas: "Querem me aposentar."

Luxa xinga imprensa por críticas: “Querem me aposentar.”

Blog
do Boleiro – Vanderlei Luxemburgo anda com visual diferente. Depois dos dias em
que treinou o Flamengo em um hotel na cidade de Atibaia (SP), o técnico deixou
a barba crescer e só veste o agasalho oficial do clube. Aliás, ele tem deixado
de lado os ternos de corte que vestiu durante anos, mesmo com o calor
inclemente de regiões quentes do Brasil. Ele diz que queria marcar visualmente
uma nova postura da profissão. E que hoje isso não é mais necessário.

Já em
1990, depois de ser campeão paulista comandando o Bragantino, Luxemburgo
conseguiu um acordo com uma marca de roupas masculinas e vestiu o elenco de
terno e gravata para viajar no Campeonato Brasileiro. “Meu time tem que mostrar
uma postura profissional, elegante”, disse na época.
Hoje,
depois de ganhar cinco edições da Série A do Campeonato Brasileiro e conquistar
mais de 40 torneios, o técnico carioca que vai completar 63 anos de idade lida
com uma siutação que o incomoda: ser tratado como um treinador que está
ultrapassado e não ganha mais campeonatos.
Nesta
sexta-feira, durante um programa na TV Bandeirantes, ele fez uma análise de
como o Bayern de Munique está jogando quando enfrenta o Barcelona. Ao final da
explicação, ele não aguentou e disse: “E dizem que estou ultrapassado”.
Perguntado pelo apresentador Neto sobre quem diz, ele respondeu: “Parte da
imprensa”.
Depois
do programa, a caminho do carro que o levou de volta a Atibaia, ele falou mais
e mostrou que não aceita o rótulo de “ultrapassado”.
Blog do Boleiro – Você vai deixar a barba
crescer?
Vanderlei
Luxemburgo – Nada. É que estou trabalhando, preparando o time para o Brasileiro
e nem tive tempo. Chegando no Rio de Janeiro, eu faço a barba. Mas se as
meninas disserem que ficou bom, é capaz de eu deixar. As meninas, entenda-se,
minha filha.
Isso vale também para o agasalho do clube?
Estou
treinando a equipe, este é meu uniforme. Mas não tenho mais dirigido o time em
campo com o terno. Passou o tempo.
Por quê?
Eu
usai o terno lá atrás, no início dos anos 90, como uma forma de valorizar a
profissão de técnico. Acho que foi importante para a imagem. Mas agora, nem
tanto. É preciso saber que um treinador é bom pelo trabalho dele, o que
apresenta em campo.
Hoje, no programa Donos da Bola, na TV
Bandeirantes, você disse que querem a sua aposentadoria. Isso incomoda?
Incomoda
sim. A imprensa é uma m*. Ela resolve dizer que você está velho e quer
determinar quando ele tem que deixar de ser técnico. Querem me aposentar. Dizem
que estou ultrapassado. Eu estou muito bem. Continuo o mesmo. Minha história
conta uma carreira de vitórias e conquistas. Você está velho?
Não considero assim.
Então,
nem eu.
Você tem estudado o futebol atual?
Está
vendo? Você voltou a estudar jornalismo?
Não.
Porque
preciso voltar a estudar futebol? Isso é criado pela imprensa. Tudo o que está
acontecendo agora eu já fazia em 92/93. Então querem que eu estude o que eu fiz
lá atrás? Agora há pouco fiz uma leitura de como o Pepe Guardiola enfrentou o
Barcelona. Ele está colocando o Bayern numa postura aguda, dentro do Barcelona,
mostrando que vai jogar em cima e não ficar esperando no seu campo. O Barcelona
também mudou um pouco da forma de jogar. Os dois times marcam lá em cima,
dificultam as ações. E ficam mais perto do gol adversário. Como você vê, eu
acompanho. Mas estudar futebol?
Quais times você aponta como favoritos
neste Brasileiro?
Acho
que tem oito: Grêmio, Internacional, São Paulo, Corinthians, Cruzeiro, Atlético
Mineiro, Flamengo e Palmeiras, que virá muito bem. Nosso primeiro objetivo é
disputar ali na zona da Libertadores.

MAIS LIDOS

Os pecados da diretoria na escolha do novo treinador

A diretoria rubro-negra logo que informada da saída de Jorge Jesus, deixou algo bem claro, gostaria de contar novamente com um estrangeiro. Tal decisão...

Opinião: Dias contados para Domenec no Flamengo

Uma derrota vexatória diante do Independiente Del Valle, uma atuação totalmente desinteressada e uma torcida que perdeu a paciência, esses e outros fatores apontam...

Jorge Jesus é relembrado por torcedores do Flamengo após goleada

Jorge Jesus marcou seu nome na história do futebol brasileiro e do Flamengo. Com cinco títulos na bagagem, o português deixou o Mais Querido...

Fla: Comentarista faz duras críticas à Domènec após goleada

A goleada sofrida pelo Fla na última quinta-feira (17), por 5 a 0, contra o Independiente Del Valle, do Equador, fez com que muitas...