sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias Mãe de atleta do Fla quer se Presidente da Argentina.

Mãe de atleta do Fla quer se Presidente da Argentina.

UOL – Nicolás
Laprovíttola é um dos jogadores mais importantes do time do basquete do
Flamengo e um dos mais promissores armadores da Argentina, tendo já disputado
Copa Américas e Mundial. Mas em sua terra natal, está longe de ter a
popularidade que tem a sua mãe.
Nico –
como é conhecido – é filho de Margarita Stolbizer, uma das políticas mais
influentes do país vizinho e que agora irá concorrer à presidência nas eleições
marcadas para o dia 25 de outubro.
“Não
há duvidas que minha mãe é mais famosa que eu. Vivo um bom momento na minha
carreira, mas ele tem muitos mais anos dentro da política, é muito respeitada
na Argentina e tem muitos seguidores fiéis”, disse Laprovíttola, de 25
anos, ao UOL Esporte.
Em
muitas transmissões de basquete na Argentina, narradores, inclusive, se referem
ao atleta como “o filho de Margarita”.
Margarita,
de 60 anos, é líder e fundadora do partido GEN (Geração para um Encontro
Nacional). Atualmente, cumpre seu quarto mandato como deputada federal e já
teve três candidaturas fracassadas ao Governo da Província de Buenos Aires.
“Minha
mãe se lançou candidata e é uma boa oportunidade para a Argentina. Não porque
ele é a minha mãe, mas sim porque dedicou toda a sua vida à política e fez
muito esforço. Não será fáicl a luta dela, mas acredito que tem sim a
possibilidade de ganhar”, afirmou Laprovíttola.
Apesar
da longa caminhada política da mãe, o tema não é um dos favoritos do atleta.
Apesar de apoiar sua genitora e divulgar a campanha à presidências em seu
perifl nas redes sociais, Lapprovítola diz que a política não é um assunto
recorrente nas conversas familiares.
“Sou
uma pessoa que agora não está muito interessada na política, só tento seguir os
passos e questões que têm a ver com a minha mãe. Penso muito mais no
basquete  e na minha casa se fala mais de
esportes do que política, sem dúvidas. Tenho dois irmãos que jogam basquete
também em outros níveis na Argentina. Assim que falamos mais da liga argentina,
do NBB, da NBA do que de política”, disse o jogador.
Apesar
de não ser muito ligado em política, o armador comentou as manifestações que
aconteceram recentemente no país contra a corrupção e a presidente Dilma
Rousseff e disse estar acostumado a isso.
“As
manifestações na Argentina acontecem com muito mais frequência do que aqui, mas
as que foram realizadas no Rio reuniram muita gente e pararam a cidade por completo”,
afirmou.
Se
procura não se envolver com política, na quadra de basquete Laprovíttola se
sente à vontade. Na atual edição do NBB tem médias de 11,6 pontos e 5,6
assistências por partida e ajudou o Flamengo a terminar na terceira posição da
fase de classificação – nos playoffs enfrentará São José ou Paulistano.
No ano
passado, ele foi eleito o melhor armador do NBB e MVP (Jogador Mais Valioso) da
Copa Intercontinental contra o Maccabi Tel Aviv. Os bons desempenhos fazem o
jogador acreditar em uma convocação para a Olimpíada caso a Argentina consiga a
classificação – a primeira chance para isso será o Pré-Olímpico de Monterrey
(MEX), em setembro.
“É
um lindo sonho poder jogar a Olimpíada do Rio em 2016. Ainda mais por ser em
uma cidade a qual me acostumei muito rápido onde tenho muitos amigos. Tenho
este como o meu objetivo pessoal, certamente. Mas temos antes de conseguir a
classificação”, disse o atleta que está no Flamengo desde 2013.

MAIS LIDOS

Fla hoje: Com R$ 322 milhões em caixa, Benfica pode usar a grana para contratar atletas do Fla

O Fla hoje possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tantos atletas a disposição, é certo que o clube seria alvo...

Landim chama de absurdo o jogo não ser adiado

O Flamengo vive um momento muito conturbado fora do campo. O Rubro-negro possui muitos atletas contaminados e, por conta disso, buscou o adiamento da...

Palmeiras x Flamengo: Mauro Cezar diz que Fla “tem que se virar”

O Flamengo vivo um drama nos últimos dias após ter 16 jogadores testados positivos para o COVID-19. O Mais Querido pediu o pedido de...

Jornalista diz que Fla mostra “incoerência” com pedido de adiamento

Apesar de admitir que a situação do Flamengo é difícil, por conta da onda de contaminação pelo novo coronavírus dentro do clube, o jornalista...