Libertadores: Relembre as maiores viradas da história da maior competição do continente

Libertadores Brasil
Foto: Conmebol

A Copa Libertadores é o maior desejo das principais equipes a cada temporada. Disputada pelos melhores times da América do Sul, o torneio sempre nos proporciona muitas emoções, principalmente na fase mata-mata, onde sempre acontecem resultados históricos e surpreendentes. Como logo mais teremos Flamengo x Athletico-PR, iremos mostrar as maiores viradas da história da competição.

Vale destacar, que a partir de 2019 as finais da competição deixaram de ser disputadas em duelos de ida e volta e o título foi decidido em partida única. Deste modo, só serão listados os duelos anteriores a esta data. A lista abaixo só contará com reviravoltas onde uma equipe perdeu a ida por pelo menos dois gols de diferença da Libertadores.

Atlético Nacional x Olímpia

Em 1989, Atlético Nacional foi surpreendido pelo Olímpia dentro de seus domínios e se colocou em situação difícil após perder a ida pelo placar de 2 a 0. Apesar da desvantagem, os colombianos não se deixaram abalar e conseguiram devolver o placar no Paraguai. Na disputa de pênaltis, o time de Medelim confirmou o título histórico.

Sporting Cristal x El Nacional

Outro exemplo de que nada é impossível na Libertadores ocorreu em 1993, quando o El Nacional venceu a ida contra o Sporting Cristal, fora de casa, pelo placar de 3 a 0. Na volta, os peruanos fizeram algo poucas vezes visto e golearam os rivais por 4 a 0 e ficaram com a vaga para às quartas de final do continental.

São Paulo x Newell’s Old Boys

Também na edição de 1993, houve mais um exemplo de que não se pode usar a palavra ‘desistir’ na Libertadores, desta vez, envolvendo um gigante brasileiro. Na ocasião, Newell’s Old Boys aplicou um 2 a 0 em seus domínios contra o São Paulo e levaram uma grande vantagem para a volta. No entanto, o tricolor paulista se impôs em casa e aplicou nada menos que um 4 a 0 nas oitavas de final.

Bolívar x Nacional

Um pouco mais a frente, na edição de 2000, o Bolívar protagonizou mais uma reviravolta daquelas. Após serem goleados por 3 a 0 pelo Nacional, no Uruguai, os bolivianos, com ajuda da altitude de La Paz, devolveram o placar e levaram a decisão para as penalidades e confirmaram a vaga para a próxima fase.

River Plate x Emelec

Em 2001 foi a vez de um gigante argentino se envolver em mais uma reviravolta histórica. Fora de casa, o River Plate foi surpreendido na ida das oitavas de final e sofreu um 2 a 0, se complicando de vez para a volta. Entretanto, os Hermanos mostraram sua força no Monumental de Nuñez e aplicaram sonoros 5 a 0 na equipe do Equador e ficaram com a vaga.

Boca Juniors x Cúcuta

Outro gigante argentino esteve perto de ser eliminado na maior competição do continente, no entanto, algo incrível aconteceu mais uma vez. O Boca Juniors sofreu 3 a 1 na ida, mas na Bombonera a história seria diferente. Em sua casa, a equipe argentina se impôs e meteu um 3 a 0 no Cúcuta para se garantir na finalíssima de 2007.

América-MEX x Flamengo

Nem mesmo o time com maior torcida do Brasil e uma das maiores do mundo conseguiu escapar de uma reviravolta na Libertadores. Em 2008, ainda quando os mexicanos disputavam o continental, o gigante do Rio de Janeiro se animou ao vencer a ida, fora de casa, pelo placar de 4 a 2, mas o América do México conseguiu vencer os rubro-negros por 3 a 0 na volta, colando um Maracanã lotado e ficando com a vaga nas quartas de final.

Libertad x Fluminense

Em 2011 foi a vez do Fluminense ser eliminado após sair na frente na ida. Pelas oitavas de final daquela edição, o time do Rio de Janeiro se colocou em boa vantagem ao vencer o Libertad na ida por 3 a 1. Na volta, a equipe paraguaia não tomou conhecimento do tricolor carioca e eliminou os rivais com um triunfo por 3 a 0.

Universidad de Chile x Deportivo Quito

Após ser derrotado por 4 a 1 na ida, a Universidad de Chile chegou no jogo da volta precisando fazer algo histórico, e fez. Em sua casa, os chilenos fizeram até mais do que o necessário ao aplicar incríveis 6 a 0 no Deportivo Quito. Com a reviravolta, o time do Chile ficou com a vaga nas oitavas de final de 2012.

Atlético-MG x Newell’s Old Boys

Mais um gigante brasileiro está envolvido em uma dessas reviravoltas históricas: o Atlético-MG. No entanto, diferente dos casos de Flamengo e Fluminense citados acima, os mineiros devolveram uma derrota por 2 a 0 para o Newel’s Old Boys e avançaram nos pênaltis para a decisão de 2013.

Naquele ano, o Atlético-MG se tornou campeão da Libertadores e algo incrível aconteceu na decisão contra o Olímpia. O título do Galo ficou mais difícil após a derrota para os paraguaios na ida, fora de casa, por 2 a 0. No entanto, aos gritos de “eu acredito” vindo das arquibancadas do Mineirão, o Galo devolveu o placar e levou a decisão para os pênaltis e ficou o título daquela edição.

Flamengo x River Plate

Finalizando a nossa lista, temos o duelo de 2019 entre Flamengo e River Plate na decisão do continental. Já sendo disputado em jogo único, o título daquela edição foi decido da maneira mais inesperada possível. Apresentando o melhor futebol da América, a equipe do Rio de Janeiro perdia por 1 a 0 para o time argentino até os minutos finais, quando Gabigol apareceu e marcou os dois gols relâmpagos da virada rubro-negra.

Avatar of Romário Carvalho
Um amante do futebol. Mais um escritor com paixão por acompanhar o futebol de todo o Brasil e do mundo. Com trabalhos em outros portais, estou colaborando com o Fla Hoje nesse grande projeto.