sábado, setembro 19, 2020
Início Notícias Mais do que um jogo de bola.

Mais do que um jogo de bola.

FOLHA
DE SÃO PAULO – Sábado passado, o time de basquete do Flamengo recebeu o Orlando
Magic para um amistoso do NBA Global Games, uma série de jogos disputados pelos
times da NBA fora dos EUA. Uma chance incrível não apenas para os jogadores
locais, mas também para o público.
Gringo
sabe fazer as coisas. Quem acompanha jogos de beisebol, futebol americano e
basquete sabe que o esporte é apenas o protagonista da programação.
Há uma
série de atrações coadjuvantes que fazem o americano curtir cada minuto e
transformam uma ida ao estádio numa diversão enorme até para quem não está
interessado no jogo.
Para
começar, Stuff, o mascote do Orlando Magic, roubou a cena nos intervalos.
Distribuiu simpatia, fez piruetas, circulou com um mini Segway, infernizou os
seguranças grandalhões, participou de brincadeiras com o público.
Não
foi só, quem estava nas arquibancadas brincou com a Kiss Cam, quando casais são
focalizados pela câmera do estádio e trocam beijos. Rolou uma brincadeira
interativa, muito bem feita, em que os torcedores, quando focados, tinham que
batucar em instrumentos virtuais.
As
crianças deliraram. Crianças de todos os tamanhos e idades.
Por
isso, me senti meio constrangida com o comportamento da torcida do Flamengo. A
cada ataque do Orlando Magic a torcida vaiava. Va-ia-va. Claro que a maioria
dos presentes estava ali para apoiar o time da casa. Mas os gringos era
convidados, o jogo era amistoso, o Flamengo chegou a ficar 30 pontos atrás,
mas, pior de tudo, os jogadores do Orlando estavam aqui também doando seu tempo
para fazer caridade para crianças brasileiras.
Além
de vir ao Brasil e mostrar porque jogam na principal liga mundial de basquete,
os atletas do Orlando Magic participaram de uma clínica de basquete para 50
crianças nas Cruzada São Sebastião, uma área pobre dentro do bairro mais rico da
cidade, o Leblon.
O
evento serviu para inaugurar uma quadra nova no local, onde há 17 anos funciona
uma escolinha de basquete para crianças carentes. O projeto ganhou apoio do NBA
Cares, que tem patrocínio da Amway. Gosto de falar o nome dos patrocinadores
porque é importante enaltecer quem coloca dinheiro em iniciativas assim.
O NBA
Cares é um projeto social da NBA que usa o esporte e as imagens da liga e de
seus atletas para promover mudanças em comunidades carentes. É o terceiro ano
que o Brasil é beneficiado e de quebra o público ainda ganha um espetáculo
esportivo.
Qual é
a parte que a torcida rubro-negra não entendeu que precisava ter mais
fair-play?
Mesmo
dando uma boa lavada nos anfitriões, o Magic jogou com seriedade. Lá para o
final do jogo, os jogadores do Flamengo conversavam, tomavam água, distraídos
com qualquer coisa, enquanto os gringos estavam todos em volta da prancheta do
técnico.
Depois
de toda aquela vaia, deveriam ter feito umas piruetas e enterrado uma dúzia de
bolas para dar um cala-a-boca-torcida. Que nada. Ao final do jogo, os jogadores
do Magic nos aplaudiram.
De
parabéns estão eles, pelo talento, pela solidariedade e por ainda fazerem como
poucos um evento esportivo que é muito mais do que um jogo de bola.

MAIS LIDOS

Os pecados da diretoria na escolha do novo treinador

A diretoria rubro-negra logo que informada da saída de Jorge Jesus, deixou algo bem claro, gostaria de contar novamente com um estrangeiro. Tal decisão...

Opinião: Dias contados para Domenec no Flamengo

Uma derrota vexatória diante do Independiente Del Valle, uma atuação totalmente desinteressada e uma torcida que perdeu a paciência, esses e outros fatores apontam...

Jorge Jesus é relembrado por torcedores do Flamengo após goleada

Jorge Jesus marcou seu nome na história do futebol brasileiro e do Flamengo. Com cinco títulos na bagagem, o português deixou o Mais Querido...

Fla: Comentarista faz duras críticas à Domènec após goleada

A goleada sofrida pelo Fla na última quinta-feira (17), por 5 a 0, contra o Independiente Del Valle, do Equador, fez com que muitas...