quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Mané Garrincha tem histórico de brigas na arquibancada.

Mané Garrincha tem histórico de brigas na arquibancada.

Foto: ADALBERTO MARQUES/AGIF/GAZETA PRESS

ESPN: A
briga entre torcedores do Flamengo e do Palmeiras, no último domingo, durante
partida do Campeonato Brasileiro – e que terminou com um homem hospitalizado em
estado grave – foi apenas mais um triste episódio de algo que se tornou comum
nos últimos anos nas partidas realizadas em Brasília (ou nas cidades-satélite
do Distrito Federal). Desacostumada aos times grandes, a capital nacional
convive com casos de violência frequentemente em jogos de futebol.

O mais
grave deles aconteceu em dezembro de 2008, quando um torcedor do São Paulo foi
baleado na cabeça antes do início de partida contra o Goiás, realizada no
estádio Bezerrão, no Gama.
Nilton
César de Jesus, 26 anos e membro de uma organizada, foi alvejado por um
policial após confronto entre torcedores dos dois times em frente a um
shopping. Após entrar em coma, acabou morrendo quatro dias depois. O oficial
que fez o disparo, José Luiz Carvalho Barreto, foi condenado a dois anos e dois
meses de prisão em regime semi-aberto, por homicídio culposo.
Já em
2013, houve mais violência. Em 18 de agosto, uma pancadaria generalizada entre
torcidas organizadas de Flamengo e São Paulo no estádio Mané Garrincha deixou
um flamenguista de 38 anos hospitalizado com fratura na mandíbula e lesões no
queixo e na testa.
Na
ocasião, a Polícia do Distrito Federal, que teve 600 homens em ação naquele dia
(com reforço de 400 agentes de segurança particulares extra), avisou que iria
modificar e melhorar o esquema de segurança para os próximos jogos em Brasília.
“Faremos
uma revisão da operação e no planejamento para os próximos jogos vamos
verificar se será necessário aumentar o número de policiais ou rever pontos de
entrada das torcidas”, explicou o chefe da polícia, coronel Adilson
Evangelista.
Se os
PMs fizeram algo novo, definitivamente não deu certo, já que, apenas uma semana
depois, torcedores de Vasco e Corinthians promoveram cenas lamentáveis, desta
vez nas arquibancadas do Mané Garrincha. Quatro pessoas foram detidas, mas
todas foram liberadas na sequência.
As
imagens da pancadaria na arena, aliás, percorreram o mundo e foram exibidas por
canais de TV de todo o planeta, já que o Brasil se preparava para a Copa do
Mundo dali a alguns meses. Também chamou a atenção o fato de um dos corintianos
brigões, Leandro Silva de Oliveira, ter sido um dos torcedores que ficaram
presos em Oruro, na Bolívia, em 2013, depois que o jovem Kevin Beltrán,
torcedor do San Jose-BOL, foi morto por um rojão atirado pelos alvinegros em
partida da Libertadores.
Nem
mesmo quando o público no Estádio Nacional foi menor as brigas deixaram de
acontecer. Em 7 de dezembro de 2014, por exemplo, a partida entre Botafogo e
Atlético-MG teve só 3.694 torcedores e 110 policiais. Mesmo assim,
uniformizadas das duas equipes entraram em conflito no intervalo e promoveram
pancadaria. 10 pessoas foram detidas e três ficaram feridas, mas sem gravidade.
Até
mesmo quando o jogo não é entre times grandes tem havido violência na capital
do país. No ano passado, por exemplo, a partida entre Gama e Botafogo-SP, pela
1ª rodada da Série D, também teve confronto entre torcedores nas arquibancadas,
aos 34 minutos do primeiro tempo.
Na
ocasião, torcedores do Brasiliense, que foram ao Mané Garrincha apoiar o clube
paulista, também se envolveram na confusão, e o árbitro Mayron dos Reis Novais
teve até que paralisar a partida até a polícia agir.
O
último registro de violência aconteceu no domingo, durante Flamengo x
Palmeiras, pelo Brasileirão. Uma briga entre fãs dos dois clubes durante o
intervalo terminou com 30 detidos e um torcedor interado em estado grave no
Hospital de Base de Brasília.
Para
acabar com a briga, a Polícia Militar soltou spray de pimenta, o que deixou
torcedores, jogadores e comissões técnicas com dificuldades para respirar e
irritação nos olhos. Em virtude disso, a partida demorou a ser reiniciada na
volta do intervalo.

MAIS LIDOS

As notas da vitória do Flamengo em Guayaquil

Em partida complicada pela Libertadores o Flamengo conseguiu uma vitória super importante. Com gols de Pedro e Arrascaeta, o rubro-negro bateu o Barcelona de...

César é criticado pela torcida mesmo após vitória

Na noite desta terça-feira, o Flamengo jogou diante do Barcelona de Guayaquil, no Equador. O Rubror-negro foi a campo com diversos desfalques, inclusive no...

Primeiro tempo do Flamengo encanta Rubro-negros; veja os comentários

Se baseando na última atuação do Flamengo, onde o Rubro-negro simplesmente foi atropelado pelo Independiente del Valle, poucos flamenguistas acreditavam que o primeiro tempo...

Saiu a escalação do Flamengo contra o Barcelona SC

O Flamengo joga nesta terça-feira, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. O Rubro-negro carioca não poderá...