Maurício Prado critica Programa de ST do Flamengo.

Por: Fla hoje

Renato
Maurício Prado – O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, voltou a
dizer ontem, na cerimônia de posse de Marco Polo del Nero, na CBF, que a contratação
de craques depende dos torcedores — ou seja do programa sócio-torcedor do Fla,
que segue patinando apesar de a torcida do rubro-negro ser a maior do país.
Bandeira garantiu que se o clube atingir a meta de 80 mil sócios-torcedores até
a metade do ano um grande jogador será contratado.

Tudo
muito bom, tudo muito bem, a diretoria rubro-negra parece estar mesmo colocando
as coisas em ordem (principalmente no aspecto financeiro) e é justo que tenha
tais expectativas. Mas, pelo que dá para sentir pelos muitos torcedores do
Flamengo que me escrevem, abordando o assunto, fica evidente que a
administração do plano rubro-negro ainda tem muito que melhorar para que o Mais
Querido possa ocupar a sua posição de direito.
A
última mensagem desse tipo, que recebi, veio através do Facebook. E quem a
escreveu foi Carlos Brazil. Vale a pena ler e prestar atenção no que ele
relata:
“Depois
reclamam por que o Flamengo não tem mais sócios torcedores. Sou sócio
proprietário do clube desde 90; sou sócio torcedor; pago sócio-torcedor para
dois filhos, não frequento o clube e quase nunca utilizo as carteiras de
sócio-torcedor por ir a jogo com amigos na cadeira especial. Faço para ajudar o
clube.
No
jogo desse domingo (passado) resolvi ir com outros amigos em outro local do
estádio e com um dos meus filhos de 13 anos. Tentei comprar ingresso pra mim.
Não pude porque minha carteira de ACESSO AO CLUBE estava vencida. Pago a
mensalidade em dia e mesmo assim teria que ir ao clube que, repito, não
frequento. Uma alma bondosa dentro da Gávea pagou a minha nova carteira
(R$15,00) do dinheiro dela para que minha situação ficasse regularizada. Ela
entendeu o absurdo da situação. OK. Consegui comprar o ingresso.
Próximo
passo: comprar o ingresso do meu filho de 13 anos. Acham que consegui? É
exigido que o pagamento seja feito com cartão de crédito (como se não bastasse,
porque se o cara não tiver Visa ou Mastercard ele não pode pagar nada!!!) no
nome do TITULAR. Como o titular é meu filho de 13 anos, que, obviamente, não
tem cartão de crédito, não consegui comprar.
É
sério este país? É para levar a sério o sócio-torcedor dos clubes? É para levar
a sério o sócio-torcedor do Flamengo? Na boa… melhor ficar no “pay per view”
como parece que todos os que fazem futebol preferem”.

Como
se diz no mercado (e a maioria dos membros da atual diretoria veio de lá), o
cliente tem sempre razão. Está mais do que na hora de se colocar um foco mais
forte na administração do plano para que ele facilite de fato a vida do
torcedor e não a complique ainda mais, como tem feito.

MAIS LIDOS

Chances do Flamengo ganhar o Brasileirão disparam após vitória

O Flamengo vem de uma grande vitória no Campeonato Brasileiro, a mais importante do Rubro-negro até o momento no Brasileirão. Neste domingo, o Rubro-negro...

Veja a provável escalação do Internacional contra o Flamengo

O Internacional tem pela frente um grande jogo de futebol neste domingo. O time gaúcho irá medir forças com o Flamengo, em jogo que...

Escalação do Flamengo deve ter novidades; veja quem deve começar jogando

O Flamengo tem uma grande final pela frente para disputar. Neste domingo, o Rubro-negro carioca irá medir forças com o Internacional, em jogo decisivo...

São Paulo empata e pode jogar contra o Fla para cumprir tabela

O São Paulo enfrentou o Palmeiras na noite desta sexta-feira, em jogo atrasado do Campeonato Brasileiro. O confronto poderia colocar o São Paulo de...