Maurício Prado elogia Guerrero e ironiza críticas da imprensa.

Guerrero em Flamengo x Santos – Foto: Gilvan de Souza

RENATO
MAURÍCIO PRADO
: Na entrevista coletiva que deu dias atrás, no Ninho do Urubu,
Paolo Guerrero disse, entre outras coisas, que não entra em campo com a
obsessão de fazer gols. Explicou que considera o mais importante colaborar com
o time (no ataque e até na defesa) e que o gol é consequência natural disso.

Por
causa dessa opinião, foi duramente criticado por alguns comentaristas, nas
inúmeras mesas redondas que pululam na nossa TV a cabo. Quem o criticou e viu o
jogo de hoje, deve estar reavaliando seriamente o que falou. Afinal, os dois
gols marcados essa noite, na Ilha do Urubu nasceram de passes preciosos do
centroavante peruano. Em suma: o artilheiro não marcou, mas foi decisivo e
importantíssimo no triunfo do Flamengo por 2 a 0, sobre o Santos, pela Copa do
Brasil.
Com
Berrio na direita; Éverton, na esquerda; Cuellar na vaga de Wiliam Arão e Pará
na de Rodinei, o Mais Querido fez um belo primeiro tempo, anulando
completamente as ações ofensivas do adversário da Vila Belmiro e criando várias
boas oportunidades para marcar – sobretudo com Berrio, em sua melhor atuação
com a camisa rubro-negra. Ele concluiu duas vezes com perigo, mas o goleiro
Vanderlei fez ótimas defesas em ambas.
O gol
acabou saindo numa jogada que começa com passe de Réver, na intermediária,
chega a Guerrero que toca de calcanhar para Éverton, deixando-o livre para
concluir com um lindo chute no ângulo.
Após
conseguir a vantagem no placar o Fla desacelerou um pouco, dando campo ao
Santos, mas não chegou a ser ameaçado e assim acabou a etapa inicial.
Após o
intervalo, a equipe de Zé Ricardo continuou a pressionar, em busca do segundo
gol, Berrio voltou a brilhar, numa conclusão de bicicleta, mas Vanderlei, uma
vez mais, impediu o gol que coroaria o grande desempenho do colombiano.
Com o
passar do tempo, os rubro-negros pareceram cansar, o Santos começou a dominar o
meio-campo e, em determinado momento, parecia que os cariocas estavam
satisfeitos com o 1 a 0. Teria sido um erro. E Zé Ricardo, demorou um pouco,
mas percebeu isso e colocou em campo Vinícius Jr (Berrio sentiu dores
musculares) para puxar os contra-ataques e tentar marcar mais um, sem levar nenhum.
Nos
minutos finais, veio o prêmio, em jogada perfeita de Guerrero, que se livrou
dos zagueiros, chegou a estar em boa posição para chutar, mas, novamente
cercado, preferiu o passe na medida para Cuellar acertar um chutaço no ângulo,
garantindo o 2 a 0, ótimo resultado para lutar pela classificação na segunda
partida, na Vila Famosa.
Se
Berrio se firmar, Cuellar, que também jogou bem, idem e os novos reforços
entrarem bem, o elenco do Fla se torna, de fato, muito bom. Tomara que Zé
Ricardo esteja à altura dele.
Ao
menos na noite desta quarta-feira, ele foi bem.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.