Que Diego Alves é um dos destaques do atual elenco ninguém questiona. Sua importância como grande goleiro e líder ajudou o Flamengo nas conquistas de 2019 e 2020, porém o ciclo do arqueiro parece ter chegado ao fim. Flamengo e Diego Alves não chegaram a acordo, os valores propostos pesam.

Para Mauro César Pereira, a decisão da diretoria em não renovar foi certeira. Isso porque segundo ele, os valores estabelecidos de fato não estão dentro do que o orçamento delimita.

“Pelo que eu apurei também, me parece uma decisão acertada. Eu vejo os torcedores do Flamengo clamando ‘renova com ele’ e não concordo, o Diego Alves é um goleiro que vai fazer 36 anos em junho do ano que vem, é um goleiro que tem um histórico recente de lesões, já está na história do clube, ganhou títulos importantes, mas se, de fato, como eu apurei, ele tem o direito de pedir um salário maior, mas se ele quer ganhar mais 25%, e o Flamengo acha que isso não está no seu orçamento, então que não se renove o contrato”, comentou, que também completou:

“Porque se você aumentar 1/4 do salário do goleiro, você vai ter a mesma cobrança de todos os demais atletas quando chegar a hora de renovar, e um ano que você tem uma queda de receitas, então se o clube acha que está fora do orçamento, eu não vou ficar aqui dizendo ‘renova de qualquer jeito’, o que é uma contradição, ainda mais quem vive, como eu, batendo na tecla de que os clubes têm que ser geridos com responsabilidade”, diz Mauro.

Pedro não serve como comparação

Mauro também comentou o fato do Flamengo ter investido grande valor em Pedro. Segundo ele, faz sentido o clube procurar um jogador desse nível e jovem. O rubro negro teria tudo para pegar de volta boa parte do investimento em uma negociação futura. Algo que seria impossível com Diego Alves e seus 35 anos.

“O Pedro é um jogador jovem, um investimento que vai te dar retorno técnico e você pode vendê-lo depois para a Europa ou para um mundo desses Árabes, seja o que for, mais tarde, por uma bela quantia, então é um jogador que você faz o investimento e o Diego é o contrário, é um goleiro que já passou por toda a sua ótima carreira, vai fazer 36 anos, então se ele tem uma proposta de fora, acho que tudo bem, que ele siga o caminho dele”, completou.

Leia também: Santos terá desfalques diante do Flamengo pelo brasileirão

Veja também: Sub-17 volta a vencer o Maranhão e confirma a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil