Mauro cita Bolsonaro para criticar o Flamengo por valor do ingresso.

Jair Bolsonaro vestindo a camisa do Flamengo – Foto: Reprodução

MAURO
CEZAR PEREIRA
: Bolsonaro no jogo do Flamengo com uma credencial no pescoço. No
jogo do Flamengo quem distribui credenciais é o Flamengo. Ou seus parceiros.
Então muito torcedor não pode comprar ingresso porque é caro, mas o
botafoguense ou palmeirense (sabe lá…) Bolsonaro é credenciado? Pois é.

Segundo
a assessoria do Flamengo, Bolsonaro ganhou uma credencial do clube a pedido do
GEPE/PM. O deputado, acrescenta, chegou ao estádio sem ingresso. Ao ver que a
presença dele nos acessos poderia causar tumulto nos acessos num momento de
grande fluxo de torcedores, o GEPE/PM sugeriu que o clube desse uma credencial
para que entrasse no estádio sem confusão. Ainda segundo a assessoria de
imprensa do Flamengo, o pessoal de operações que trabalhou no jogo passou tais
informações.
Nem
estou entrando no mérito do quão abjetas as ideias(?) desse senhor e a
inaceitável exaltação a quem torturava. O analfabetismo político, a falta de
conhecimento da história, a ignorância de muitos brasileiros inviabiliza um
debate a respeito. Pelo menos com esses que são rasos. Bolsonaro não é
rubro-negro, mas viu o jogo nessas circunstâncias. Já o torcedor ficou de fora
ou desembolsou o ingresso mais caro do campeonato brasileiro na rodada,
observando os preços médios de quarta-feira e quinta:
Flamengo
5-1 Chapecoense R$ 62,11
Palmeiras
1-0 Atlético-GO R$ 54,82
Corinthians
3-0 Bahia R$ 43,92
Grêmio
2-0 Coritiba R$ 29,58
Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.