Mesmo mal em campo, departamento de futebol gosta de trabalho de Ceni

0
3
Flamengo

A derrota de virada no clássico diante do Fluminense serviu para a torcida expressar de vez seu descontentamento com o trabalho de Rogério Ceni. O treinador já vinha sendo questionado há algum tempo, mesmo com resultados positivos, mas que eram apertados. O torcedor entende que a equipe não rende sequer perto do que poderia. Pesa contra o treinador o fato dele ser o comandante durante as eliminações na Libertadores e na Copa do Brasil.

Porém, enquanto a pressão externa é forte por sua queda, a interna é mais amena. Pelo menos não dentro do departamento de futebol. Segundo jornalista Rodrigo Mattos, Rogério segue muito elogiado pelo departamento de futebol do Flamengo. Na análise do departamento, os treinos de Rogério são baseados no futebol moderno, com ideias poderosas e condizentes com o que o Flamengo imagina para seu futuro.

A alta intensidade dos treinos táticos também são muito elogiados. Além de várias jogadas trabalhadas. Para o departamento, os resultados em campo não fazem jus ao trabalho que vem sendo feito nos treinamentos, considerados ótimos.

O repórter Vene Casagrande conversou com outro dirigente do clube, de fora do departamento de futebol. Na análise dele, “treino é treino, e jogo é jogo”, assim, de nada adianta ir bem nos treinamentos, se o resultado não chegar em campo. E de fato, o Flamengo tem apresentado notória falta de criatividade na frente, além de um sistema defensivo espaçado e falho. O que se vê em campo não passa perto do que dizem ver nos treinamentos.

Fase final determina sua permanência

Rogério não pode reclamar de falta de tempo, como Dome. Com as eliminações, o treinador teve semanas disponíveis para treinar e preparar o time da melhor maneira que achou possível. Até por isso as críticas são intensas. Rogério não consegue em jogo entregar um time diferente dos de Dome. Ambos cometem os mesmos erros, e isso incomoda.

Diante do Ceará, a chance de começar a mudar esse cenário. Afinal, a reta final do campeonato será determinante para Rogério permanecer ou não.

Leia também: Em busca de ritmo, Rogério deverá repetir time contra Ceará

Veja também: Sesc RJ Flamengo encara o Fluminense para fechar primeiro turno da Superliga feminina de vôlei no G4

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui