Ads
Aarrascaeta @mcortesdasilva8 / FLAMENGO

Ministério Público acaba com investigação contra Arrascaeta

O Ministério Publico abriu investigação contra Arrascaeta após o uruguaio supostamente fazer alusão ao uso das drogas.

Arrascaeta foi investigado pelo Ministério Publico por uma comemoração onde, supostamente, estaria realizando alusão ao uso de drogas na partida contra o Fluminense, no ano passado. Na ocasião, o meio-campista uruguaio efetuou um gesto onde estaria representando o uso da maconha.

Depois de alguns meses em investigação, o Ministério publico Federal finalmente resolveu por fim no caso. Segundo informações divulgadas inicialmente pelo ‘O Globo’, o procurador Fernando Aguiar, explicou que não houve incentivo ao uso das drogas por parte do jogador do Flamengo.

“A todas as luzes, trata-se de um gesto comum e corriqueiro entre usuários de maconha. Entretanto, no contexto em que praticado – vale dizer, logo após a marcação de um gol, durante um jogo de futebol -, não tem o condão de ‘induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga. Esse tipo de gesto é absolutamente legítimo e não caracteriza ilícito penal algum, tal como decidido pelo Supremo Tribunal Federal há mais de dez anos.”

Ministério Público

Livre de qualquer punição, Arrascaeta segue sendo um dos jogadores mais importantes para o Flamengo desde aquele duelo diante do Fluminense. Na última terça-feira (2), foi do camisa 24 o primeiro gol da vitória diante do Corinthians, por 2 a 0, que deixou o time carioca em situação tranquila para o jogo da volta.

Flamengo e Corinthians realizam o jogo decisivo das quartas de final da Libertadores na próxima terça-feira (9), no Estádio do Maracanã, a partir das 21h30 (horário de Brasília). Para conseguir se classificar de forma direta, o time paulista precisa vencer por pelo menos três gols de diferença. Para levar para os pênaltis, o Timão precisa igualar o placar sofrido no primeiro confronto.


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod