sexta-feira, setembro 18, 2020
Início Notícias Muhlenberg: “Fifa sacaneou o Guerrero. E foi merecido”.

Muhlenberg: “Fifa sacaneou o Guerrero. E foi merecido”.

A FIFA suspendeu Paolo Guerrero por um ano, tirando o centroavante peruano da Copa da Rússia e o proibindo de exercer sua profissão por um ano. Não é a primeira vez que a FIFA se mostra impiedosa na hora de distribuir penas. Nos anos 90 baniu do futebol o goleiro chileno Rojas, uma pena perpétua que seria depois reformada. Em 1994 tirou Maradona da Copa do Mundo, pelo uso de uma substância para emagrecimento (efedrina). Segundo declarações posteriores do argentino, que admitiu o uso da droga, ele o fez com o conhecimento e o beneplácito da FIFA, que temia pela sua ausência do mundial realizado nos Estados Unidos. A acusação de Maradona é apenas mais uma denúncia, nunca investigada, da absoluta inidoneidade da FIFA.
A FIFA punir um jogador com uma pena severa por doping ao mesmo tempo em que o país organizador da próxima Copa é punido com a exclusão dos próximos Jogos Olímpicos de Inverno por uma política nacional de dopagem esportiva é um escárnio com a sociedade. Principalmente no momento em que deixou de ser um segredo dos bem informados o inortodoxo modus operandi da FIFA e das suas filiadas em relação às montanhas de dinheiro que o futebol movimenta ao redor do mundo.
Na FIFA, num paralelismo muito óbvio com a putaria institucionalizada nas cortes e casas parlamentares do Brasil, as raposas estão na administração do galinheiro e não há nada que nós possamos fazer. Nada além de reputar cada vez menos credibilidade às suas ações e decisões. Se a cena política no Brasil exala podridão, os bastidores do futebol mundial não ficam atrás. Só acho que a falta de transparência e honestidade na administração do esporte mundial é muito mais prejudicial ao esporte do que a possível participação na Copa de um atleta que se dopou involuntariamente. Não tem nem comparação.
Por outro lado, é impossível não perceber a justiça gauche que a FIFA e seus barões ladrões oferecem ao mundo com a controvertida decisão. Porque há quase 40 anos o selecionado peruano ofendeu gravemente a lisura do esporte ao vender seu jogo com o pais anfitrião da Copa 78. Um crime cuja vítima mais evidente foi a Seleção do Brasil e pelo qual o Peru nunca foi punido. E nem a Argentina. A crença dos criminosos de que nunca ninguém precisará pagar por seus crimes sofre mais um duro golpe. O certo é que todos paguem por tudo que fazem. Principalmente o que fazem de errado. Que los hermanos fiquem espertos na hora da remandiola, que fatalmente chegará. Acá se hace, acá se paga.
Como disse certa vez o pensador José Bezerra da Silva — Vocês que são 171, vocês que são bambambã, a malandragem… já que estão fazendo a coisa errada, seja honesto nisso, seja sério, pra fazer a coisa certa — malandro demais se atrapalha. É uma pena o Guerrero ficar fora Copa, a campanha peruana teve no centroavante a figura decisiva para a classificação há 36 anos esperada. Mas é bem feito pro Peru e a culpa é dos safados de sempre. Vejam bem em que vão tacar as próximas pedras. Guerrero é só mais uma vítima.
Mengão Sempre
Fonte: Arthur Muhlenberg/ República Paz e Amor

MAIS LIDOS

Zinho avalia que o Flamengo errou ao contratar Torrent

Torrent vive o seu pior momento desde que chegou no Flamengo. Após acumular quatro vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Rubro-negro foi derrotado pelo...

Marcos Braz ameaça pedir demissão; entenda o motivo

Nem o flamenguista mais pessimista poderia imaginar que o resultado do jogo seria 5 a 0. O Rubro-negro foi simplesmente atropelado, sendo esse um...

Mauro Cezar detona a atuação vergonhosa do Flamengo

O Flamengo foi simplesmente atropelado pelo Independiente del Valle, em jogo da Libertadores da América. Perdendo por 5 a 0, os torcedores se revoltaram e já cobram...

Torrent explica goleada do Flamengo, mas avisa: ”São três pontos”

O Flamengo mediu forças diante do Independiente de Valle, na noite desta quinta-feira, em jogo da terceira rodada da Libertadores da América. O gigante carioca tentou explicar...