Publicidade

Na bronca: Jesus não fica quieto e faz dura crítica a CBF

Publicidade

Sempre muito crítico, Jorge Jesus fez uma análise sobre o horário no mínimo estranho da final da Supercopa do Brasil. A partida será disputada no próximo dia 16, um domingo, no verão brasileiro as 11 horas da manhã.

O horário amplamente utilizado para partidas do Campeonato Brasileiro é até aceitável em épocas do ano onde o calor não está tão presente. Mas em um país tropical, no verão e em início de temporada é realmente uma decisão que tem a intenção apenas de chamar o público ,sem se preocupar com o espetáculo.

O treinador do Flamengo foi questionado sobre essa situação durante a cerimônia de apresentação do torneio e não mediu palavras:

É a primeira vez que essa Supercopa vai ter organização no Brasil. Na Europa, valorizamos muito essa competição. É sempre o primeiro troféu que as equipes disputam. É uma competição muito bonita entre os campeões. Só não sei porque às 11h, gostaria de saber“, comentou o mister.

Diego Ribas também fez coro a análise de Jorge Jesus no mesmo evento:

Realmente dificulta. Vamos iniciar o segundo tempo às 12h. A temperatura deve estar alta. Mas jamais será desculpa. Já estamos treinando no calor. Temos condições de superar e isso que vamos tentar fazer“, comentou.

A partida é de grande importância para o Flamengo, afinal vale taça e é uma ótima oportunidade para começar o ano com um título. O rubro-negro também almeja o título da Recopa, em confronto contra o Del Valle. Além disso, o Campeonato Carioca também  chegará em uma das finais, pela Taça Guanabara.

Leia também: Em outro patamar: Flamengo acerta com novo reforço pretendido pelo Atlético-MG

 

Publicidade
Publicidade

© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod