quarta-feira, setembro 30, 2020
Início Notícias No Flamengo, Wallace e Gabriel mantém rivalidade do Ba-Vi.

No Flamengo, Wallace e Gabriel mantém rivalidade do Ba-Vi.

Globo
Esporte – Jogador de futebol não conversa. Jogador de futebol resenha. É assim
em todos os clubes do Brasil. E sempre tem aqueles mais animados, que puxam as
brincadeiras e zoações no grupo. No Flamengo os campeões são Wallace e Gabriel.
Os baianos se conheceram no Rubro-Negro carioca em 2013, mas mostram uma
sintonia que sugere muitos anos de convivência e intimidade. Eles se
aproximaram por conta da rivalidade Ba-Vi – Wallace foi revelado pelo Vitória,
e Gabriel, pelo Bahia -, o que originou uma eterna troca de provocações sadias
entre eles.

O
zagueiro e o atacante atualmente são parceiros de quarto, moram no mesmo
condomínio, saem juntos e também viajam juntos. Portando, não faltam histórias
para contar. E claro, muitas mentiras, como eles próprios fazem questão de
admitir. O GloboEsporte.com juntou a entrosada dupla em Atibaia-SP, onde o
Flamengo realiza intertemporada antes da estreia no Campeonato Brasil, para uma
partida de sinuca. Entre tacadas e bolas na caçapa da mesa, muitas e muitas
risadas. Tem o fuzil de pescaria, o mentiroso Itacaré, o charlatão da sinuca, e
por aí vai. Veja a seguir um resumo do que foi essa sessão de diversão, contada
por tópicos e diálogos.
PARCERIA EM CIMA DA RIVALIDADE BA-VI:
Wallace: Surgiu porque, como
ele era Bahia, e eu comecei no Vitória, ele me via na arquibancada.
Gabriel: Mentindo uma hora
dessas?
Wallace: E por costume o
Vitória sempre ganhou mais do que o Bahia. Joguei lá por quatro anos e sempre
era campeão em cima do Bahia dele.
Gabriel: Eu fui campeão em
cima do seu Vitória.
Wallace: Mas eu não estava
mais lá.
Gabriel: Eu estava, pô.
Wallace: Conte aí como me via
de cabeça raspada no estádio.
Gabriel: Parecia um louco.
Wallace: Ba-Vi é maneiro pra
caramba. E em todo Ba-Vi eu tinha mania de raspar a cabeça na máquina zero. Meu
irmão… Certamente o Gabriel sofreu muito. Foram quatro anos seguidos,
tetracampeão baiano e uma Copa do Nordeste.
ZOAÇÕES NO DIA A DIA:
Gabriel: A rivalidade é
grande.
GloboEsporte.com: E
tem aposta?
Gabriel: Tudo a gente aposta.
Tudo o que possa imaginar.
GloboEsporte.com: E
quem ganha mais?
Gabriel: Rapaz, ele tá me
devendo.
Wallace: Perdi a última porque
ele acreditou que o Bahia seria campeão baiano mesmo depois de perder o
primeiro jogo por 3 a 0 (o Bahia fez 6 a 0 no segundo jogo contra o Vitória da
Conquista e foi campeão baiano).
Gabriel: Ganhei 100 reais.
Chamei, ele não teve como correr, senão iria sair como frouxo. Foi 3 a 0, e ele
veio grandão, né? Eu estava na desvantagem e chamei, sujeito homem. Ele veio,
porque não é frouxo, mas se azedou.
GloboEsporte.com: Você
se surpreendeu com o Bahia, Wallace?
Wallace: O Bahia jogou bem,
mereceu ganhar. Mas não era para eu ter apostado, não. Dei mole. Só que não
quis ser frouxo, né. Me dei mal.
GloboEsporte.com: E
nos treinos, também rolam essas apostas? De quê?
Gabriel: Sempre tem, de
finalização, qualquer coisa o bicho pega entre nós dois.
Wallace: No boliche também,
que a gente joga bastante.
Gabriel: Boliche… Tênis…
Wallace: Tênis.
Gabriel: Boliche também.
Wallace: Tênis também.
Gabriel: Boliche.
Wallace: Tênis.
Gabriel: A gente joga também
boliche.
Wallace: Tênis também, né?
Gabriel: Boliche. Tênis
também.
A FAMA DE PREGUIÇOSO DO BAIANO:
Gabriel: É a maior mentira do
mundo. Baiano é trabalhador. Tá doido.
GloboEsporte.com: E de
onde surgiu isso?
Gabriel: Não sei. O baiano é
sossegado, né?
Wallace: É o Dorival Caymmi
com aquela onda dele de dizer que baiano gosta de rede, essas coisas. Surgiu
daí, né?
GloboEsporte.com: E o
que você acha disso, Wallace?
Wallace: É um estereótipo que
as pessoas rotulam, a mesma coisa de dizer que todo carioca é malandro, que
todo gaúcho… (risos). São inverdades, e cabe ao cara não acreditar. Mas
infelizmente somos preconceituosos, principalmente no lado do Sul. Mas não me
incomoda, não.
O MAIS MENTIROSO DA DUPLA:
Wallace: A gente conversa
muito. Fica discutindo também sobre…
Gabriel: Mentindo pra uma
p***.
Wallace: É muito mentira um
contando para o outro.
GloboEsporte.com: Quem
é o mais mentiroso?
Wallace: Rapaz, é difícil.
Gabriel: A briga é boa, rapaz.
Wallace: O Gabriel contou uma
história do avô dele que… Conte a ele a história do peixe do Márcio.
Gabriel: Meu avô pescou um
caramuru, arrancou a cabeça, e o bicho ainda ficava se mexendo. Aí o Márcio,
meu primo: “Vou tratar, vou tratar”. E meu avô: “Larga isso aí,
rapaz”. Quando pegou, o bicho embolou na mão dele. Isso na canoa, né?
Jogou o caramuru no mar. Meu avô: “Rapaz, vai pegar minha p***, filha da
***”.
APELIDOS:
Gabriel: Às vezes ele me chama
de indiano.
Wallace: Jamal Malik
(personagem principal do filme “Quem quer ser um milionário?”). Apu,
dos Simpsons.
Gabriel: Com esse bigode,
agora ele virou o Professor Girafales. Tá, tá, tá, tá…
Wallace: Vou dar-lhe uma
tacada com esse taco.
CLIMA CONTAGIA O GRUPO:
Wallace: Olha, sinceramente eu
não animo ninguém. Sou o cara mais para baixo que tem.
Gabriel: Mentira.
Wallace: Mas o Gabriel, não. O
vestiário só é animado e alegre muito por causa dele. Até porque costumo dizer
que Gabriel tem uma pureza que hoje é difícil de se ver.
Gabriel: Não posso confirmar,
não.
GloboEsporte.com:
Gabriel, é você quem anima o vestiário, então?
Gabriel: Eu e a galera toda.
Ele também, rapaz. Gosta de zoar todo mundo.
Wallace: Sou mais reservado,
não sou muito de brincadeira. Mas o Gabriel brinca com todo mundo.
O charlatão da sinuca:
Wallace: Rapaz, uma vez um
cara foi lá no Corinthians ensinar a gente a jogar sinuca. O cara era um
charlatão! Não matava uma bola!
Gabriel: Tinha charuto?
Wallace: Tinha um bigode,
cabelo todo lambido. Chegou até com luva, todo uniformizado. Falei: “Esse
cara deve jogar muito”. Rapaz, e o cara não acertava uma bola. E foi lá
ensinar… Um amigo nosso falou: “E esse cara é professor…”. Ele
foi dando umas tacadas, e a gente falava: “Meu Deus”.
Gabriel: Cê tá doido.
FUZIL DE PESCARIA:
Gabriel: Um dia a gente estava
indo para o treino. Tinha um carro com quatro caras e um cano para fora. E a
gente atrás. Eu: “Passa esse bicho aí”. E o Wallace: “Cê é maluco, rapaz! O cara tá armado. E se ele
quiser assaltar alguém?”. Aí uma mulher, nem aí, passou. Eu: “Pô, e
agora?”. Quando a gente passou, era parada de pesca. Ficamos 10 minutos
para passar o cara”.
Wallace: A gente pensou:
“Vai dar m***”. Ficou 10 minutos para passar o cara, bem devagar.
Falei: “Não vou passar, não”. O Gabriel: “É, fique na manha
aí”. Todo mundo atrás ficando meio p*** com a gente já. Daqui a pouco a
mulher passou, e a gente: “Pô, tem que ir”. Quando a gente foi, olhou
para o lado e era cano de pesca. Pensamos que era fuzil.
ITACARÉ, O REI DA MENTIRA:
Wallace: A gente fica contando
as mentiras que ele contou pra gente. É o maior mentiroso da história. Tem uma
que é muito engraçada. Uma vez ele estava lutando com um cara. Disse que chegou
para o cara e falou: “Da próxima vez que eu der um murro na sua cara, o
murro vai ser tão grande que, toda vez que você lembrar, você vai cair
novamente”. O Gabriel aprendeu a mentir com ele.
Gabriel: E você não! Tá bom!
Itacaré diz que a festa da cidade é tão lotada, mas tão lotada, que uma vez o
cara morreu e só puderam descobrir quando acabou a festa. O pessoal foi saindo
para casa, aí o cara pôde cair.
Wallace: E vai falar pro
Itacaré que é mentira. O quê? Ele fica p***. Ele disse que uma vez foi lutar
com o cara que estava com uma faca, e ele com um giz. Disse que o cara vinha
com a faca, ele desviava e marcava um X. Aí o cara: “Venha cá, você é
otário?”. Itacaré perguntou: “Por quê?”. O cara: “Estou
indo com a faca, e você vem com o giz?”. Itacaré: “Eu só estava
marcando. Agora vou lhe cortar”.
Gabriel: E a do gato?
Wallace: Conte aí, Gabriel.
Gabriel: Ele dizia que toda
vez que botava café com leite, o gato só bebia o leite e deixava o café.
Wallace: E vai dizer que é
mentira?
Gabriel: Ah! Cê é maluco!
IRONIAS DE UM TREINADOR:
Wallace: Eu tive um treinador
na base do Vitória que era meio doido. É o cara mais engraçado que tem. Todos
os jogadores adoravam o cara. Ele estava estava treinando, alguém finalizava lá
em cima, e o treinador gritava: “Madeeeeeeeira”, no meio do treino.
Gabriel: E o minuto de
silêncio?
Wallace: É verdade, eu
presenciei. O cara errava um passe besta, ele chamava você no meio do jogo:
“Faz o favor, filho. Um minuto de silêncio para você”. O jogo
rolando. Tem que ver.
O FILME MENTIROSO:
Wallace: A gente faz muita
coisa junto.
Gabriel: Ele me levou para
assistir a um filme na semana passada. Filme massa.
GloboEsporte.com: Qual
filme?
Wallace: Vingadores. Mas ele
não gostou, disse que tinha muita mentira. Ele estava esperando o Capitão
América de verdade.
Gabriel: Só zoada, meu irmão.
O Hulk batendo em meio mundo de gente. Falei: “Não é possível, será
verdade?”. O Hulk batendo num monte de gente, pensei: “É, vou comer
minha pipoca, melhor”. Fantástico.
É
nesse ritmo animado que Wallace e Gabriel esperam levar o Flamengo ao título do
Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro estreia na competição neste domingo,
às 16 (de Brasília), contra o São Paulo, no Morumbi.

MAIS LIDOS

Fla vai perder hoje, aposta Milton Neves

O Flamengo joga nesta quarta-feira contra o Independiente del Valle, em jogo válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro tem pela frente o Independiente,...

Eliana participará de Flamengo x Del Valle

O Flamengo joga nesta quarta-feira com transmissão do SBT para quase todo o Brasil. A emissora de Silvio Santos transmitirá o dueloentre Flamengo x...

Segundo jornalista, Flamengo acertou novo patrocínio

Segundo jornalista Leo Burlá, do Uol Esporte, o Flamengo acertou nos últimos dias detalhes de seu novo patrocínio para o calção. Trata-se da operadora...

Flamengo pode se classificar pela Libertadores hoje; saiba como

O Flamengo entra em campo diante do Independiente Del Valle hoje, no Maracanã. Com um número considerável de desfalques e para certas posições a...