quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias No Maracanã e com Guerrero, Flamengo busca reação.

No Maracanã e com Guerrero, Flamengo busca reação.

ESPN –
Vindo de três derrotas consecutivas, incluindo os 2 a 1 de virada no clássico
contra o Vasco, no fim de semana passado, o Flamengo busca a reação no
Campeonato Brasileiro neste domingo, quando recebe o Joinville no Maracanã, às
11h (de Brasília), em choque válido pela 29ª rodada.
O time
rubro-negro tem 41 pontos e já não conseguirá voltar ao G-4, zona de acesso
para a Copa Libertadores, mesmo que vença este compromisso. Portanto, um
resultado positivo é fundamental para evitar que o sonho de jogar o torneio
continental se torne ainda mais complicado.
“O
Flamengo não precisa desanimar, pois tem muita coisa para acontecer ainda neste
Campeonato Brasileiro. Nós ganhamos seis jogos seguidos e entramos no G4.
Depois perdemos três, mas podemos nos recuperar já neste fim de semana. O
importante neste momento não é se deixar levar pelos números, e sim projetar
sempre o próximo compromisso. O nosso foco está todo no duelo contra o
Joinville”, analisou o lateral-esquerdo Jorge.
A
reação tem grandes chances de acontecer principalmente pela qualidade do
adversário, que segura a lanterna da competição, com apenas 24 pontos
conquistados. Mesmo carregando o favoritismo do confronto, os flamenguistas,
porém, minimizam a posição do rival na tabela de classificação.
“O
Joinville está longe de ter um time considerado fraco e aprendemos que no
Campeonato Brasileiro a posição de um time na tabela de classificação significa
muito pouco quando a bola começa a rolar. O Flamengo carrega o favoritismo pelo
fato de jogar em casa, contar com o apoio de sua torcida e precisar muito do
resultado, mas sabemos que a disputa da partida será em alto nível e precisamos
estar atentos”, avisou o volante Márcio Araújo.
Para a
partida, o Flamengo terá mudanças em relação ao time que perdeu para o Vasco. O
goleiro Paulo Victor e o atacante Emerson Sheik, que foram advertidos com o
terceiro cartão amarelo no clássico, ficam de fora. Assim, Cesar será o
arqueiro titular, enquanto Everton, que retorna de suspensão, assume o posto de
Sheik, com Paulinho atuando na frente. Mesmo com dores no tornozelo direito, o
atacante peruano Paolo Guerrero tem escalação garantida.
Pelo
lado do Joinville, o discurso é o de se fazer um jogo tecnicamente perfeito e
não deixar de acreditar um único minuto na conquista da vitória.
“Sabemos
que o Flamengo carrega todo o favoritismo do jogo, pois vai jogar em casa, onde
a sua torcida sempre aparece em grande número e dá apoio ao longo dos noventa
minutos. Além disso, o time deles briga na parte de cima da tabela, por grandes
objetivos. Mas o Joinville sabe que esse jogo é muito importante dentro do
nosso planejamento e não podemos ficar adiando a conquista de pontos nesta reta
final. Temos que mostrar uma atitude de quem acredita que é possível ganhar,
jogando da mesma maneira ao longo dos noventa minutos”, disse o goleiro
Agenor.
Em
termos de escalação, o Joinville será o mesmo que empatou por 2 a 2 com o
Atlético-MG na rodada passada. O único desfalque é o técnico Paulo César
Gusmão, que não vai estar à beira do campo por ter sido expulso contra o Galo.
O time será dirigido pelo auxiliar Claudiomiro Santiago.

MAIS LIDOS

Secretario-geral da CBF diz que Palmeiras x Flamengo não deve ser adiado

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o secretario-geral da CBF, Walter Feldman assegurou que não pretende adiar a partida entre Palmeiras e Flamengo, apesar do...

Edmundo critica o Flamengo por pedido de adiamento

Após dois jogos difíceis da Libertadores da América, o foco do Flamengo é no Campeonato Brasileiro. No próximo sábado, está maracado mais um jogo...

Rodrigo Caio é o oitavo atleta com Covid-19

O Flamengo vem de uma vitória que deu um alívio grande aos atletas e ao técnico Dome Torrent após a goleada histórica sofrida na...

Flamengo bate recorde de audiência na TV fechada

A vitória do Flamengo ontem pela Libertadores registrou o recorde de audiência na TV fechada pelo Fox Sports. Tanto a nação rubro-negra quanto os...