sábado, setembro 19, 2020
Início Notícias Novos tempos...

Novos tempos…

Foto: Divulgação

BUTECO DO FLAMENGO: Quem viveu as fases pré e pós-internet
desfruta da possibilidade de reconhecer o poder de destruição que a rede,
progressivamente, tem imposto às relações humanas em suas reais grandezas,
tendo atingido inclusive a “sagrada” relação até então existente em
uma mesa de bar, onde amizades se solidificavam, problemas eram momentaneamente
resolvidos e o relaxamento dos dias tensos dissolvidos.

É facilmente constatada a presença de amigos em torno de uma
mesa, sentados diante de uma bebida, com cada um mais compenetrado em seu
celular do que na explanação do amigo da hora sobre determinado assunto. Como
ironia, dizem que tais pessoas “conversam entre si via satélite”.
O tema tende ao infinito, é vasto e oferece rolos de
conversas, argumentos e debates.
Segundo José Luiz Portella em uma ótima coluna sobre a
matéria no Lance!, na semana passada, tratando da desumanização do futebol
tendo em vista a perda de referência dos atletas atuais, “a internet entrou
com força total no relacionamento entre as pessoas, invadindo a intimidade de
todos, colocando-nos perto de qualquer um e bem longe de alguma conversa mais
substancial”.
O articulista cita uma recente entrevista de Rodrigo
Caetano concedida ao periódico, na qual o executivo do Flamengo aponta a rede
como o grande fator na falência de liderança no futebol e, segundo o dirigente,
“Se a comissão técnica não insiste com o jogador para que discuta
problemas do campo, participe das soluções, sugira, converse com o companheiro,
ele se esconde atrás do celular e some do planeta humano”.
Segue Portella:”Rodrigo tem razão. Sem diálogo e
contato face a face, sem a expressão do rosto, sem o tom de voz, as palavras
viram um enigma indecifrável ou platitudes inócuas que nos levam a nada.
Jogadores falam muito mais com amigos fora do clube ou com
jornalistas do que com os companheiros com quem trocam passes cotidianamente.
Sem conversa pessoal não há vínculo humano. Sem ele, não há
liderança estabelecida. O ser humano precisa de referências. Quando não as tem,
perde o rumo…
…A ansiedade que contempla a todos nós, o imediatismo
brasileiro característico, somados aos impulsos da internet têm afastado as
pessoas de um convívio mais humano, mais natural. Reduziu drasticamente as
lideranças e, com elas, as referências. Restam todos perdidos no espaço.
O objetivo é sempre o que está mais adiante, aquilo que não
se tem. A insatisfação é constante. E assim, os times perdem a base mental,
psicológica, que é o fundamento da atuação de um atleta”.
Já para o professor e economista francês Michel Godet,
membro da Academia Francesa de Tecnologia, que esteve no Rio de Janeiro para
uma palestra na Fundação Getúlio Vargas (FGV), “A gente tem cada vez mais
acesso à informação, mas cada vez menos pessoas para debater sobre elas.
Inclusive com nossos amigos, é cada vez menor a chance de falar diretamente com
as pessoas. Por isso, acredito que um dos principais mercados do futuro será o
da solidão”.
Essa relação “rede mundial x futebol” apresenta
um grande desafio no sentido de promover a integração dos benefícios infinitos
da internet com o elenco do clube, garantindo o direito do cidadão,
circunstancialmente um atleta, e sem perda do foco necessário do jogador nos
objetivos a serem atingidos pelo time dentro de campo, em todos os momentos de
sua vida profissional.
Eis uma questão complexa a ser desvendada.
SRN!
Obs. Os autores citados e as respectivas matérias podem ser
encontrados no Lance! e no O Globo de 24 e 29 Fev pp, respectivamente.
Carlos Mouta

MAIS LIDOS

Os pecados da diretoria na escolha do novo treinador

A diretoria rubro-negra logo que informada da saída de Jorge Jesus, deixou algo bem claro, gostaria de contar novamente com um estrangeiro. Tal decisão...

Opinião: Dias contados para Domenec no Flamengo

Uma derrota vexatória diante do Independiente Del Valle, uma atuação totalmente desinteressada e uma torcida que perdeu a paciência, esses e outros fatores apontam...

Jorge Jesus é relembrado por torcedores do Flamengo após goleada

Jorge Jesus marcou seu nome na história do futebol brasileiro e do Flamengo. Com cinco títulos na bagagem, o português deixou o Mais Querido...

Fla: Comentarista faz duras críticas à Domènec após goleada

A goleada sofrida pelo Fla na última quinta-feira (17), por 5 a 0, contra o Independiente Del Valle, do Equador, fez com que muitas...