sábado, setembro 19, 2020
Início Notícias O amigo aniversariante.

O amigo aniversariante.

REPÚBLICA
PAZ E AMOR – Assim que acabou o jogo de ontem, liguei para um amigo
flamenguista que fazia aniversário, e a quem eu não conseguira parabenizar
durante o dia.
Depois
de alguns segundos de conversa, a prosa obviamente rumou para Flamengo x
Internacional. Envolvido com as comemorações familiares, ele não tinha visto a
derrota, mas, ainda com o mínimo de bom humor, me fez um desafio. Aspas para o
amigo: “Não pude ver o jogo, só sei que perdemos de um a zero, mas vou te dizer
dez coisas que aconteceram. Se eu acertar sete, na próxima vez que vier ao Rio
você paga o almoço. Se não, quem paga sou eu. Já é?”
Apesar
de minhas reconhecidas deficiências matemáticas, não foi difícil fazer uma
conta rápida e ver que eram boas as probabilidades de almoçar bem e de graça.
Tolo, topei.

aconteceu o seguinte diálogo.
Ele: Paulo Victor não fez defesa
nenhuma. A única bola que foi em direção ao nosso gol, entrou.
Eu: Um a zero pra você. Aliás,
há muito tempo Paulo Victor não salva uma.
Ele: Márcio Araújo correu,
correu, e passou o tempo inteiro tocando bolinha pra trás e pros lados.
Eu: Essa é barbada, não?
Ele: Não importa. Vai
contabilizando. Jogamos com um a menos, porque Canteros estava em campo mas não
jogou.
Eu: Na mosca.
Ele: Em solidariedade a Canteros,
Everton completou a quinta ou sexta partida atabalhoada e pouco produtiva.
Eu: Hum hum. Tanto que saiu no
intervalo.
Ele: Emerson levou um cartão
amarelo idiota.
Eu: Bidu.
Ele: Para aumentar a capacidade
de criação do nosso meio-campo (não ria), Oswaldo lançou Almir na metade do
segundo tempo.
Eu, esperançoso numa virada:
Opa! Isso aí não teve não.
Ele: Errei? Mas vamos lá. Se
Almir não entrou, entrou Paulinho. Entrou e nada fez.
Eu: Bingo.
Ele: Tivemos mais posse de bola,
concluímos muito mais e cansamos de perder gols.
Eu: Como sempre.
Ele: Quantas faltam?
Eu: Duas, mas já perdi o almoço.
Curiosamente,
mesmo com o belo rango garantido, o humor do amigo flamenguista foi mudando –
na verdade, vinha piorando a cada afirmação e deixando claro que não havia
almoço grátis que valesse a irritação que o time tem provocado. Começou a
desancar tudo e todos. Mais aspas para o aniversariante do domingo:
“Quer
saber, tô de saco na lua. Saco cheio de ouvir falar no futuro do Flamengo. Hoje
completei 61 anos. Ainda estarei vivo quando esse futuro chegar? Saco cheio de
ouvir um candidato a presidente do clube dizer que Alecsandro foi boa
contratação e que Mugni chegou por conta da pesquisa de scout. Scout é o
cacete! Saco cheio de ouvir outro candidato dizer que presidente do Flamengo tem
que ser polêmico. Meu camarada, presidente do Flamengo precisa ser é
competente. O mais polêmico e bravateiro de todos os presidentes de clubes do
Brasil está conduzindo seu time para a segundona. Saco cheio de olhar a tabela
e ver o Flamengo atrás da Ponte Preta, time que veio esse ano da série B e deve
ter um orçamento de futebol dez vezes menor que o nosso. Saco cheio de ouvir
que o ano que vem será melhor e ler que o diretor-executivo de Futebol está
encaminhando a renovação de contrato do Márcio Araújo.”
Embora
concordando com tudo, achei conveniente interromper (além da aposta perdida, a
ligação também corria por minha conta): calma, rapaz, hoje é dia de festa, casa
repleta, fica de boa aí, sobre as eleições rubro-negras a gente conversa
durante a comezaina. E ele: não se preocupe, o pessoal já foi embora, mas você
tem razão. Só que não aguento mais esse papo de todo ano a gente ter que
começar do zero e não chegar a lugar algum. Bom, pelo menos o time serviu para
me garantir um almoço de responsa. Albamar?
Jorge
Murtinho

MAIS LIDOS

Os pecados da diretoria na escolha do novo treinador

A diretoria rubro-negra logo que informada da saída de Jorge Jesus, deixou algo bem claro, gostaria de contar novamente com um estrangeiro. Tal decisão...

Opinião: Dias contados para Domenec no Flamengo

Uma derrota vexatória diante do Independiente Del Valle, uma atuação totalmente desinteressada e uma torcida que perdeu a paciência, esses e outros fatores apontam...

Jorge Jesus é relembrado por torcedores do Flamengo após goleada

Jorge Jesus marcou seu nome na história do futebol brasileiro e do Flamengo. Com cinco títulos na bagagem, o português deixou o Mais Querido...

Fla: Comentarista faz duras críticas à Domènec após goleada

A goleada sofrida pelo Fla na última quinta-feira (17), por 5 a 0, contra o Independiente Del Valle, do Equador, fez com que muitas...