domingo, setembro 27, 2020
Início Notícias O Flamengo e seus incessantes erros.

O Flamengo e seus incessantes erros.

Foto: Divulgação

CARIOCA
BOM DE BOLA
: Após um bom tempo sem escrever sobre os erros constantes que
seguem prejudicando o Flamengo, estou de volta, amigos! E hoje obviamente vou
falar sobre mais um erro do clube, um erro medonho na saga – Os 7 erros do
Flamengo.

Talvez
seja ele a pior falha do mandatário Eduardo Bandeira de Mello, falarei sobre o
famoso Conselho Gestor rubro-negro. E pra falar em relação a ele, voltarei um
pouco lá trás.
Em
2015, quando Alexandre Wrobel deixou a vice-presidência do clube, todos
aguardavam que o próprio seria substituído por outra pessoa para ser nomeada
neste cargo. Entretanto, não foi o que aconteceu, para suprir a ausência do
vice-presidente surgiu o Conselho Gestor de Futebol. Conselho este que seria
comandado teoricamente pelo presidente Bandeira de Mello tendo o
vice-presidente de finanças, Rodrigo Tostes como seu braço direito e junto aos
dois só que claro com um poder argumentativo bem menor, viria o vice de
esportes olímpicos, Alexandre Póvoa, o vice de planejamento, Rodolfo Landim, o
diretor geral Fred Luz fazia parte dele, além desses havia Alexandre Wrobel que
saiu da vice-presidência mas continuou no clube fazendo parte dele e por último
Rodrigo Caetano por ser o diretor de futebol.
O
principal papel desse grupo era e é auxiliar o diretor de futebol, bom, assim é
explícito pelos membros. Diretor este que é o Rodrigo Caetano. Contudo, isso na
realidade não acontece e nunca aconteceu. Os membros do Conselho sempre foram e
são torcedores apaixonados pelo clube. Torcedores como todos, de arquibancada,
que analisam futebol na base da emoção e do resultado, e sabemos que o mundo do
futebol é bem mais que isso, não se pode o cara dos esportes olímpicos do
Flamengo ter a mesma influência do que o diretor executivo em relação ao
futebol, é isso o que acontece no clube.
Na
teoria o Conselho só iria dar ideias e palpites, mas em nenhum momento teria a
força do firetor de futebol, do Presidente e de um vice-presidente, porém a
realidade é bem adversa, o mesmo peso do voto do Bandeira é o peso do voto de
um membro do Conselho, está errado. Não pode ser assim, Votação para contratar
jogador? Votação para demitir treinador? E pra piorar quem vota são torcedores
que com o máximo respeito que tenho a eles não entendem nada de futebol.
E a
crítica ao Conselho Gestor não parte de mim ou de você leitor, ela foi exposta
através do Vanderlei Luxemburgo e de forma bem clara mostrou a bagunça interna
que é o clube. Luxa foi demitido pelo Conselho e o Rodrigo Caetano, que era e é
o diretor de futebol que normalmente é o membro da direção que tem total aval
do presidente para agir e tomar decisões, simplesmente não foi comunicado.
Ocorreu nada mais nada menos do que a demissão do treinador pelas costas do
DIRETOR DE FUTEBOL.
E sem
falar no famoso grupo do WhatsApp, ao que parece há um grupo no aplicativo que
inclui todos os membros do Conselho, entretanto, Rodrigo Caetano não se
encontra por lá. Fazem reuniões pelo aplicativo e no dia-a-dia para discutir
assuntos relacionados ao futebol do clube, e sem a presença de Rodrigo Caetano.
Então é isso, o Conselho vota em quem fica em quem sai, o Conselho veta
contratações, veta renovações e impede o ser humano remunerado (diretor de
futebol) de exercer o seu papel.
Na
minha opinião, seria o Conselho Gestor do Futebol o câncer do mandato do sr
Eduardo Bandeira de Mello. A questão que temos que discutir é bem clara, até
quando esse grupo terá total liberdade para comandar as decisões do futebol do
clube?
Vale
especificar que atualmente não são os mesmos membros que participam do
Conselho, após os acontecimentos citados e muitos momentos de turbulência, não
foi mais divulgado o grupo claramente.
Nos
dias de hoje, ele é formado por Eduardo Bandeira de Mello, Fred Luz, Alexandre
Póvoa, Claudio Pracownik, Flávio Godin, Alexandre Wrobel e o Rodrigo Caetano
por ser o diretor de futebol encabeça a lista.
Vale
ressaltar que a participação do Conselho Gestor no futebol do clube continua
como em 2015, com a mesma liberdade e comando. E os problemas são os mesmos,
não vivem o dia-a-dia do clube, não acompanham o elenco, e quando o assunto é
futebol deixam MUITO a desejar.
Por
Kelwin Lucas

MAIS LIDOS

César não viaja para São Paulo e desfalca Flamengo

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro suspendeu a partida do Flamengo diante do Palmeiras deste domingo. Por não ser uma decisão...

Palmeiras ameaça paralizar o Brasileirão e torcida do Fla não deixa barato

O Flamengo está com vários atletas contaminados, além de dirigentes e membros da comissão técnica. Com o jogo marcado contra o Palmeiras neste domingo,...

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...

Palmeiras x Flamengo é suspenso

O jogo entre Palmeiras x Flamengo, que iria acontecer neste domingo, está suspenso. O Sindiclubes, sindicato que representa os atletas do Rio, entrou na...